[ editar artigo]

Qual é o jeito de ser da sua empresa?

Qual é o jeito de ser da sua empresa?

Talvez ,esta é uma pergunta que você parou para pensar e não encontrou resposta ou, é uma pergunta que fez você pensar em formular uma reposta para criar um ambiente que gere o bem-estar das pessoas, de forma que retenha ou desenvolva talentos para melhorar os processos ,que as vezes, estão engessados na sua empresa, sem necessidade, causando o sufocamento da inovação.

Ou então, lembrou daquele quadro com a missão e os valores da sua empresa que poucos sabem o que ele realmente significa dentro da organização por estar meio desatualizado com a realidade atual que a empresa vive.

Você já reparou que hoje em dia as pessoas escolhem o lugar onde querem trabalhar?! Não existe um lugar bom ou ruim, o que existe é uma identificação com o que a empresa entrega, o valor que ela gera para o lugar, a cidade, o país ou até o mundo. É a cultura organizacional que atrai funcionários incentivados a trabalhar na mesma entrega. E quando entra gente nova para o time, é normal, aliás, obrigatoriamente essencial, que ela mude, evolua e também seja influenciada por outras pessoas da organização.

A essência é garantir que olhar para a cultura da empresa, mantenha seu crescimento sem perder de vista os valores que a fizeram chegar onde está e abrir os caminhos para seus próximos passos.

Não adianta pensar que quadros pendurados com a definição da missão e valores de sua empresa já seria, trabalhar a cultura organizacional dentro dela, muitas vezes para os funcionários, estes itens nunca fez sentido. Não basta uma frase bonita e incentivadora que um pensador renomado disse, precisa ter alma, identidade e ser uma verdade que pulsa dentro do clima organizacional.

A história da LEGO é um exemplo disso. Em 10 anos, a empresa perdeu valor em uma média de 300 mil euros por dia, por conta de uma série de problemas de gestão. Foi a entrada do novo CEO, Jorgen Vig Knudstorp, que trouxe à tona os valores que levaram a LEGO a ser um sucesso lá no começo: “A LEGO estava em um negócio para criar brinquedos de construção inovadores em que as crianças poderiam aprender com eles”.

E era preciso relembrar a empresa inteira desse propósito. Foi quando todos retomaram a mentalidade do fundador e se voltaram para o core da empresa que o jogo virou.

Reconhecimento e apoio aos comportamentos que geram resultados na empresa é um bom começo para entender, qual é o jeito de ser da sua?! E assim fortalecer o clima organizacional para uma entrega de presença.

 

Você já esteve nesse momento de refletir sobre  jeito da sua empresa?! Qual foi o resultado?

Curte e compartilhe conosco.

Blog

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você