[ editar artigo]

Evolução constante: de aprendiz a líder de moda e presidente do Conselho Nacional da Mulher Empresária

Evolução constante: de aprendiz a líder de moda e presidente do Conselho Nacional da Mulher Empresária

 “Meus primeiros meses de trabalho remunerado foi na colheita de café, me recordo que usei o dinheiro para comprar uma calça verde musgo, pois meus pais não tinham condições na época de me dar roupas novas.”

Comecei a trabalhar muito cedo, ajudava meu pai no sítio, trabalhando no cultivo de café e na lida com gado. Mas sempre gostei de moda, quando criança desmanchava as roupas das poucas bonecas que tive e customizava.

Por volta de 1994 mudei para a cidade com o objetivo de aprender a costurar e consegui meu primeiro emprego no ateliê de costura de duas tias minhas. Este período coincide com o início do nascimento de algumas empresas de lingerie do polo de Juruaia em Minas Gerais.

Trabalhei 10 anos em empresas de confecções de lingerie, fui crescendo e me aperfeiçoando como profissional, passei de costureira para gerente de produção, modelista, gerente de vendas e estilista. Em 2003 abri uma loja de varejo de roupas e após dois anos com poucos resultados com a empresa sem muito dinheiro, além de dívidas no banco, resolvi, incentivada por minha mãe, empreender naquilo que era meu verdadeiro dom, desenhar e produzir moda intima, então vendemos nosso carro para iniciar nossa empresa, a Intima Passion Lingerie.

Mas como nem tudo são flores, a primeira dificuldade veio logo nos primeiros meses de empresa, eu estava gravida da minha segunda filha e na noite que fui para a maternidade, houve um assalto em três lojas da minha pacata cidade, e uma destas três lojas era a minha. Levaram todo meu estoque de roupas e todas as lingeries que havíamos costurado. Limparam a loja, só ficamos com as máquinas e coragem para recomeçar.

Foi neste momento que resolvi finalizar as atividades da loja e voltar meus esforços para a Intima Passion. Então considero que a Intima Passion nasceu depois daquele assalto que tivemos que recomeçar do zero, coincidentemente ocorre com o nascimento da minha filha Vitória.

Nesse momento de recomeço, aflorou meu perfil empreendedor e líder, participei de muitas capacitações na Associação Comercial- Aciju. Nos primeiros meses da Intima Passion participei da 8.º Edição da Felinju – tradicional feira de negócios do Pólo de Juruaia, sem nenhuma estrutura, apenas 1 banner e 1 balcão e um pouco de mercadoria. Mas acredito que essa atitude de enfrentar desafios, participar dos eventos mesmo sem estrutura ideal, foi ponto importante para o nosso crescimento, mesmo pequena ao lado de grandes empresas, o nosso produto foi se destacando e a marca  passou a ser conhecida e desejada.

Daí para a frente a Intima Passion cresceu e se estruturou cada dia mais, com um crescimento em torno de 44,48% ao ano nos primeiros 5 anos da empresa. No início tínhamos 5 funcionários, todos da família, quase 15 anos depois a empresa tem 60 colaboradores diretos e outros 40 indiretos, juntos produzimos 40 mil peças mês.

No 2º ano da Intima Passion, participei da minha primeira missão Empresarial Internacional em Paris, a Mody City, uma oportunidade que surgiu por indicação de uma técnica do Sebrae.

Embarquei com coragem e muita vontade para aprender, onde só levei meu cartão de visitas e uma pequena amostra de produtos, pois não tinha ainda condições e materiais de divulgação na altura daquela missão. A visita a capital francesa, possibilitou enxergar novos rumos e tendências que a moda intima estava seguindo. Isso me possibilitou sair na frente e navegar muito tempo no ``Oceano Azul`` do mercado onde eu estava. Crescemos em 5 anos o que empresas mais antigas do polo levaram 12 anos para alcançar.

A partir de então, passamos a participar de inúmeras feiras de moda , ano após ano.

Em 2016 conquistamos o primeiro lugar no Prêmio MPE Brasil , etapa Estadual, a Intima Passion vence a  premiação  concorrendo com mais de 4 mil empresas na disputada  categoria Indústria. 

A minha história se funde com a história da Intima Passion, tenho orgulho de ver a marca crescendo e se tornando forte e reconhecida.

Durante minha trajetória empreendedora, descobri minha paixão pelo associativismo, me tornei presidente da Associação Comercial da minha cidade, onde realizei muitos projetos e eventos que marcaram história do polo e por essas realizações fui convidada a integrar a  diretoria da Federaminas, e em 2019 recebi a indicação para assumir o Conselho Nacional da Mulher Empresária da CACB.

Nesse momento de crise já nos reinventamos 2 vezes em menos de 3 meses, no 1º mês com queda de faturamento de 50% mudamos toda estrutura para fazer máscaras de TNT cirúrgico, depois para máscara de tecido 100% algodão e agora com o aumento nas vendas online após a participação na 1º Feira Online de Juruaia, tivemos um crescimento de 25% em relação ao mesmo mês ano anterior.

Acredito que as conquistas que queremos para nossas vidas só serão alcançadas se não tivermos medo de enfrentar desafios, buscar constantemente nosso desenvolvimento pessoal e empresarial.  E entendermos que nas crises, nossas habilidades emocionais e empresariais são testadas ao extremo.

Ter resiliência, mente aberta para o novo e atitude para reaprender tudo de novo, são ingredientes para sairmos mais fortes e melhores.

Tania M. Rezende

Liderança

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você