A gestão da qualidade como agente de inovação organizacional
[editar artigo]

A gestão da qualidade como agente de inovação organizacional

Em um mundo corporativo cada vez mais competitivo e instável, faz-se necessário buscar alternativas que ampliem cada vez mais a sustentabilidade das empresas no mercado. Inovar, tem sido o caminho percorrido por empresas que tem se destacado em diversos cenários, afinal, a inovação é uma importante geradora de competitividade, dinamismo e capacidade de se reinventar constantemente.

Diante deste cenário mercadológico, um dos principais critérios de exigência do mercado em relação as empresas é a qualidade. Uma vez que, através dela, a empresa pode buscar inovar-se de diversas formas, buscando desenvolver e manter padrões de qualidade altos e reconhecidos, utilizando-se deste, como meio de diferenciação e destaque empresarial.

Neste sentido, a gestão da qualidade é um importante caminho para que as empresas possam alcançar a almejada vantagem competitiva sobre seus concorrentes, sendo ainda, condição necessária para a entrada em diversos mercados que exigem, muitas vezes, que a empresa possua certificação de qualidade.

Mas afinal, o que é gestão da qualidade? É um sistema de controle gerencial, focado na qualidade da produção, produtos e serviços de uma empresa. Através dele, desenvolve-se algumas competências essenciais, dentre as quais podemos destacar:

*Conhecer novos procedimentos;

*Ter atitudes diferenciadas;

*Maior interação com público interno e externo;

*Maior interação com o mercado.

A ISO 9001 como instrumento de qualidade organizacional

Ainda no âmbito da qualidade empresarial, na década de 90 marcou-se o início das normas ISO 9000, com o objetivo de auxiliar as empresas na gerência da qualidade e auxiliar na competitividade de seus produtos, independente do setor de atuação.

Ao implantar um sistema de qualidade baseado nos requisitos da ISO 9001, por exemplo, a empresa estará abrindo suas portas para uma grande inovação, que resultará em importante mudanças na forma de organização da empresa. Além disto, a empresa oportunizará uma série de outras inovações relacionadas aos 8 princípios da qualidade:

1.Foco no cliente;

2. Liderança;

3. Abordagem de processo;

4. Abordagem sistêmica para a gestão;

5. Envolvimento das pessoas;

6. Melhoria contínua;

7. Abordagem factual para tomada de decisões;

8. Benefícios mútuos nas relações com os fornecedores.

Desta forma, o que se ilustra através da inovação organizacional e qualidade, é que o conceito de inovar vai muito além do implemento de tecnologias. A inovação organizacional atua em um nível estratégico, checando desde os processos as relações externas das empresas, configurando como uma avaliação e uma inovação global da corporação. Neste contexto, alguns enfoques evidenciam o contexto inovador nas organizações:

Adoção de uma perspectiva multifuncional e transorganizacional no que não se restringe apenas à decisão de desenvolver novos produtos e serviços;

*Comunicação eficaz em toda a organização;

*Conhecimento do contexto (mercado, concorrência, organização…);

*Envolvimento da alta diretoria;

*Orientação a riscos;

*Valorização e desenvolvimento do capital intelectual;

Envolvimento e desenvolvimento de parcerias com clientes e fornecedores;

*Valorização e desenvolvimento do capital intelectual;

*Existência de estruturas, procedimentos e métodos sistemáticos conducentes para criação contínua de conhecimento;

*Gestão e liderança eficaz dos recursos humanos (HEHTEAR, B. 2017).

Os aspectos apresentados acima, ilustram o que vem se relacionando ao longo deste artigo, demonstrando a convergência das práticas de gestão da qualidade com a inovação e, desta forma, seus princípios de melhorias contínuas como diferencial para aquelas empresas que desejam desenvolver sua capacidade inovadora e alçar postos mais altos dentro de um mercado competitivo.

Evidencia-se, assim, que as ferramentas e princípios da qualidade, bem como a implementação de certificações como a ISO 9001, propiciam para as empresas importantes e potenciais agentes de inovação: Gestão da Qualidade e Inovação Organizacional.

 

Aline Vieira Borges
Aline Vieira Borges Seguir

ALI - Programa ALI/Sebrae

Continue lendo
Indicados para você