[ editar artigo]

Do LIXO ao LUCRO – Reaproveitamento é inovação!

Do LIXO ao LUCRO – Reaproveitamento é inovação!

Você já reparou nos resíduos da sua produção? Já pensou no que eles podem se transformar? A Industria e Comércio de Velas Cordilheira fez isso, e obteve bons resultados! Vem que vou te contar mais!

A produção das velas

O processo de produção de velas começa através da fundição da parafina a ser utilizada a altas temperaturas. A seguir, a parafina é moldada em máquinas próprias, momento em que é inserido o pavio. Segue-se então para a moldagem e resfriamento da parafina, etapas que antecedem a retirada das velas da máquina. Desta última etapa, surgem os resíduos.

A parafina excedente pode ser reutilizada, fundida novamente. Mas e o resíduo do pavio, cortado na parte inferior da vela, para que serve? Na Indústria e Comércio de Velas Cordilheira, localizada em Cordilheira Alta, Santa Catarina, que está atuando no mercado há 22 anos, esse resíduo passou do LIXO AO LUCRO!

A ideia e a inovação

A ideia surgiu de um questionamento que fiz ao empresário enquanto aplicava o Radar da Inovação na empresa, mais especificamente na dimensão Processos - Gestão de resíduos. Indaguei, simplesmente, se alguma vez não haviam pensado em transformar o resíduo em receita para empresa.

Baseado em outros produtos do mercado, assim como, na própria experiência de utilizar os resíduos para acender fogo do fogão ou da churrasqueira, o empresário, que possui espírito inovador, decidiu adicionar um novo produto a sua linha, o Acendedor de fogo.

A transformação

Sendo um resíduo, o produto necessita de poucos recursos para sua fabricação, apenas o tempo do colaborador em pesar e embalar o produto e o recurso financeiro utilizado para o desenvolvimento da embalagem. O produto foi desenvolvido e está chegando ao mercado com preço competitivo.

De fato, os concorrentes têm maior preço, pois não utilizam somente do resíduo da fabricação. Eles têm os pavios envoltos por uma grande quantidade de parafina, formando um cubo do produto, sendo que a parafina é um resíduo que pode ser reutilizado na fabricação da própria vela e possui um valor significativo, não trazendo diferencial na utilização ou resultado que o produto entrega, o uso desta encarece o produto final.

Neste caso, tivemos duas inovações acontecendo ao mesmo tempo, a geração de receita através da transformação de um resíduo em um produto, e a oferta de um novo produto ao mercado pela empresa.

E os resultados?

A margem de lucro do produto ofertado gira em torno de 36%, o gestor já tem parceria com um atacado da cidade para sua entrega, e por a produção ser pequena, em torno de 25 caixas mensais, todas as caixas produzidas são vendidas rapidamente.

Além do resultado quantitativo, a atitude inovadora incentivou a empresa a trocar experiência com instituições engajadas no fortalecimento da atitude inovadora em Santa Catarina. A empresa participou de um evento sobre inovação da região, o CRIE – Conferência Regional de Inovação e Empreendedorismo, realizado pela UNOESC/Chapecó. O benefício imediato foi a possibilidade de expor seus produtos a investidores potenciais, mas também a estudantes e pesquisadores. Como resultado secundário, a marca foi divulgada na região de atuação.

Analise sua produção, tenha uma ideia, INOVE!

Essa breve história me fez perceber que, mesmo em tempos de recessão, marcados pelo medo de investir, especialmente entre as pequenas empresas, o sucesso da inovação, ou seja, a “cartada certeira”, pode depender muito mais de uma análise detida sobre as próprias possibilidades, do que da grande disponibilidade de recursos. Analisar seu processo, investigar resíduos, desenvolver novos produtos são atitudes empreendedoras que podem trazer grandes resultados para sua empresa. Implantar a cultura da inovação é, sem dúvida, o maior desafio!

E você, já analisou a sua empresa nos pequenos detalhes? Já teve uma ideia? Todas as grandes invenções, todos os trabalhos magníficos e toda conquista brilhante começaram de uma pequena ideia. Inove! Reflita! Tenha ideias!

Clube Sebrae
Ler matéria completa
Indicados para você