[ editar artigo]

Em um mundo de Centennials um toque vale ouro!

Em um mundo de Centennials um toque vale ouro!

Geração z, assim são chamados os 2 bilhões de jovens nascidos depois de 1995 fascinados pelo mundo digital. Esses jovens consideram que a real vida social acontece nas redes, seus ídolos são astros da internet. Se consideram autodidatas por passarem horas em busca de informações e conhecimento na rede (EXAME, 2015).

Por estarem conectados a tudo o que acontece no mundo, revelam um tipo de exigência totalmente diferente do que as empresas tradicionais estavam acostumadas. Por isso, é preciso conectar-se também, apresentando conteúdos que prendam o interesse desse novo público.

Hoje em dia, não somente os centennials estão conectados, apesar destes enviarem mais de 200 mensagens por dia, os millenials¹, da geração y, também usam parte do seu tempo com uma telinha nas mãos.

 Para enfrentar esse contexto, apresento neste post como o desenvolvimento de ações de inovação em marketing online podem ser importantes passos para que as empresas não se deixem cair no marasmo.

Empresa alvo

A empresa escolhida para este post atua há 19 anos na cidade de Xaxim, que está localizada no Oeste Catarinense e possui aproximadamente 27.921 habitantes (IBGE, 2016). O Mercado Dallariva conta hoje com 6 colaboradores, além de 3 familiares trabalhando pela empresa. A gestora possui perfil determinado e esforçado para realizar melhorias na sua empresa. É uma empresa familiar, que atende todas as classes, mas em sua maioria B e C. Está localizada em um bairro grande da cidade e oferece produtos variados do setor de alimentação, limpeza, cuidados pessoais, açougue, padaria e bazar (roupas, utilidades) e também trabalha como correspondente bancário.

Na cidade, o tratamento dos atendentes lojistas para com os clientes revelam traços culturais típicos das pequenas comunidades como, por exemplo, cordialidade no atendimento em geral e fraternidade com os clientes mais antigos. Esse valor, que revela laços fortes estabelecidos por anos e anos de relacionamentos não parece ser suficiente para as novas gerações, influenciadas pela velocidade das informações da internet. Agradar a “geração z” vem se tornando um desafio para as MPEs.

Tal desafio vem se revelando importante foco de inovação para as empresas mais ágeis, especialmente no atual contexto de agudas crises econômica e política, já que em meados de agosto de 2015 – poucos meses antes de dar início ao programa ALI em Santa Catarina – começou a maior crise econômica pós-industrialização no país, que ameaça os brasileiros até hoje, proveniente de uma crise mundial que se estendia desde 2011.

Rede informatizada: essa é a solução!

No primeiro ciclo do Programa ALI na empresa, realizando o diagnóstico, através da aplicação do Radar da Inovação, já percebemos qual seria a necessidade do mercado, atingir um público até então inacessível a baixo custo.

Num momento de crise econômica, os brasileiros estão deixando para lá os produtos supérfluos e comprando os básicos, essa é uma vantagem para o setor alimentício. Porém, como o mercado em questão também conta com a linha de bazar, não podia deixar de divulgar seus produtos, e esperar por somente os seus clientes visitarem a empresa.

Outra dificuldade percebida era atingir os jovens do bairro, pois enquanto os mais velhos se contentam com um bom atendimento, bom papo, e tratamento cordial, tudo cara a cara, a geração z prefere menos contato, mais facilidade, e tudo online, rápido e fácil.

Então, colocamos dentre as prioridades de ações, o investimento de recursos da empresa no desenvolvimento de redes sociais para divulgação de seus produtos e contato com os seus futuros e atuais clientes.

Assim, duas ações foram elencadas visando atingir este público: a criação de uma página empresarial no Facebook, e a criação de Listas de Transmissão no Whats app com ofertas de seus produtos.

Mãos à obra!

Coletar os números de celular dos clientes foi mais fácil do que o imaginado, já que eles estão sempre conectados, também viram os benefícios que a ação iria trazer. Este foi o primeiro passo para a criação da lista de transmissão no Whats app, e após a sua coleta, e divulgação do número do mercado aos clientes, logo a ação foi tomando proporções maiores, alcançando novos clientes e atingindo os clientes mais velhos também, sendo que os mesmos começaram a entrar em contato com o mercado buscando os seus serviços e produtos, alcançando assim seus objetivos.

Um pouco mais árdua foi a criação da página no Facebook, que traz uma visibilidade à empresa, porém necessita de um pouco mais de apelo para chamar atenção do cliente em meio a um mundo conectado.

Conexão é inovação

A metodologia do Radar da Inovação, utilizada no Programa Agentes Locais da Inovação, serve para medir e incentivar a atividade inovadora nas empresas. Especificamente, o grau de inovação é avaliado para cada dimensão através de uma escala que vai de 1 a 5, sendo que 1 representa que as atividades de inovação não estão presentes, 3 a inovação é incipiente e 5 a inovação está presente. São avaliadas 13 dimensões da inovação, sendo estas inovações em produto, processo, organizacional e marketing. Na minha interação com o protagonista deste post notei que a dimensão rede era a que precisava ser melhorada.

A dimensão rede trata dos recursos usados para uma comunicação ágil e eficaz entre a empresa e seus clientes. Apenas uma pergunta avalia esta dimensão da inovação na empresa, verificando se a empresa adotou alguma nova rede de contato com o cliente nos três anos anteriores à análise. Exemplos de rede de contato são páginas nas redes sociais, Skype, e-mail, celular, telefone, aplicativos que facilitem o acesso à informação ou mesmo meios não digitais que ampliem a ligação da empresa com o cliente, facilitando os processos.

 Centenialls trazem resultados

Após a realização destas duas ações, tivemos um aumento considerável de notas para a dimensão “Rede” para o Mercado Dallariva, sendo que no primeiro ciclo, na aplicação do Radar, obtivemos a nota 1, nota mínima, para esta dimensão, e na segunda aplicação do Radar, no Ciclo 1, após a realização das ações, obtivemos a nota 5, nota máxima para a mesma.

Vale ressaltar que, além dessas duas ações, a empresa também criou outra rede de contato para com o cliente, não informatizada, a criação de uma caixa de reclamações e sugestões.

Além do aumento no índice de inovação da empresa, outros resultados foram obtidos por esta, o aumento das vendas dos produtos que eram ofertados através das redes foi de aproximadamente 15%, principalmente das confecções. As ações também tornaram a empresa mais conhecida na cidade, atingindo públicos até então não alcançados, pôde-se perceber melhoria no relacionamento com o cliente e o Whats app passou a ser utilizado pelos clientes também para fazer compras, aonde o mercado entrega na residência, atingindo assim o objetivo das ações dessa dimensão que é facilitar os processos entre empresa e cliente.

Durante conversa com a gestora, a mesma evidenciou: “Quero e preciso conhecer a Geração z, ela não está preocupada com os preços e sim com as novidades que surgem. (...) Estes clientes estão mais exigentes, antes as pessoas compravam a massa para fazer a lasanha em casa, e hoje elas querem a lasanha pronta”. Destacando que o aumento da venda de produtos congelados foi notável, em decorrência do alcance desta geração que procura tudo mais fácil, rápido e pronto.

Entrar de cabeça e estar sempre “ligado”

Está cada vez mais claro que as empresas que não investem nas mídias sociais terão mais dificuldades em abordar os clientes da geração z. Mais do que isso, não basta apenas criá-las, pois os clientes são mais exigentes e gostam de ver histórias sendo contadas pelas empresas, gostam de pesquisar online e se basear em todas as referências informatizadas possíveis para então tornarem-se clientes.

Os empresários aos poucos estão vendo esta necessidade, e percebendo que como o Rádio foi a grande sacada de marketing no início do século XIX, hoje é na internet que eles podem se conectar ao seu público-alvo. Isso é estar pronto para o novo, seguindo os passos das novas gerações e de sua dinâmica.

Conectar-se às mentes da nova geração é um trabalho contínuo de apresentar as vantagens da empresa por meio das diversas redes informatizadas.

Aplicativos continuarão surgindo, estar atento a isso pode significar estar um passo à frente!

 

 

¹ Millenials: Aqueles que nasceram em meados dos anos 80, e cresceram no lançamento dos computadores e da internet discada. Concebidos na era digital, democrática e da quebra da família tradicional.

 

Clube Sebrae
Ler matéria completa
Indicados para você