[ editar artigo]

10 coisas que você precisa saber antes de se tornar um empreendedor freelancer

10 coisas que você precisa saber antes de se tornar um empreendedor freelancer

O mercado do empreendedorismo está crescendo bastante no Brasil. E, com isso, profissionais e empresas estão descobrindo, também, que a praticidade de trabalhar de qualquer lugar que tenha acesso à internet não é um empecilho para se obter grandes resultados.

A ausência de um vínculo direto com um escritório é um dos grandes diferenciais do trabalho autônomo em relação a um emprego formal e, também, é um dos muitos atrativos para quem está começando a empreender.

Se você é uma dessas pessoas que está planejando se aventurar no mundo do empreendedorismo freelancer é legal conhecer detalhes dessa rotina de trabalho, suas vantagens e desvantagens.

No artigo de hoje vamos falar de 10 coisas que você precisa saber antes de se tornar um profissional freelancer. São dicas fundamentais para que você comece a sua nova jornada com o pé direito.

O que é um empreendedor freelancer?

O empreendedor freelancer é aquele profissional que, por algum motivo, resolveu trabalhar por conta própria, sem vínculos empregatícios formais com empresas. Ou ainda, aquele que está em busca de uma segunda fonte de renda.

No entanto, há algumas características que o diferenciam de um autônomo ou de alguém que está em busca de um “bico” para ajudar a quitar as contas do mês.

O freelancer com perfil empreendedor tem uma visão de futuro maior. Ele cria estratégias não só de sobrevivência, mas também pensando em produzir um trabalho de qualidade, em atrair e fidelizar mais clientes e se profissionalizar na área em que atua.

Da mesma forma, o empreendedor freelancer sabe que precisa conhecer o mercado de trabalho, suas nuances, desafios e necessidades e, assim, descobrir o que ele pode oferecer para atender às expectativas exigidas pelo público consumidor.

Podemos perceber então que o autônomo não quer apenas se ver livre da rotina fixa de um escritório, por exemplo. Rotina que, aliás, também vai fazer parte da sua nova forma de trabalhar.

Mas, o que ele precisa é ser independente, é gerar renda, é se organizar e oferecer o melhor para o seu cliente de forma que seja reconhecido naquilo que faz. E, para isso, até a formalidade tem um lugar de destaque merecido no caminho para o sucesso, como veremos mais adiante.

10 coisas que você deve saber antes de se tornar um empreendedor freelancer

Listamos a seguir 10 dicas do que você precisa saber antes de começar a investir na sua carreira de profissional freelancer. Lembrando que conhecimento e planejamento são essenciais para a execução eficiente de qualquer trabalho.

1 – Sim. A rotina é essencial

Não pense que trabalhar por conta própria vai deixar você livre para fazer o que quiser, na hora que bem entender. É claro que a sua independência será bem maior. Afinal, em um emprego formal dificilmente você poderia ir ao cinema em uma segunda-feira à tarde, não é mesmo? Por outro lado, se você quiser realmente ter sucesso no seu novo trabalho não pode simplesmente dormir até tarde e passar o dia adiando tarefas importantes. Neste caso o seu saldo no final do mês será negativo, com certeza.

A rotina não deve ser vista como algo ruim.Pelo contrário, é preciso saber aproveitar o que há de bom nela. É fundamental entender que a rotina vai dar a liberdade necessária para criar, inovar e, até mesmo, fazer outras atividades do seu interesse.

Uma dica é estabelecer uma grade de tempo, destacando aquele momento do dia em que você produz mais e melhor. A partir daí distribuir um horário específico para se dedicar ao trabalho e ao lazer.

Obviamente que tudo isso não precisa ser seguido à risca todos os dias da semana, mas desde que você tenha o mínimo de organização e planejamento, vai ficar mais fácil gerenciar e incluir no seu dia aquelas gostosas tardes de folga.

2 - Ter foco e concentração faz toda a diferença

Esses são dois quesitos mais do que necessários. Quando você direciona a sua energia e o seu intelecto para uma determinada área as chances de progredir são bem maiores.

Uma dica interessante é, na hora de escolher uma área de atuação, focar e se especializar naquilo que você faz com maior desenvoltura. Isso vale para o produtor de conteúdo, para o fotógrafo, para o produtor de eventos, e outras profissões.

Defina o seu ambiente de trabalho.Monte em casa um pequeno escritório com itens básicos necessários para a sua produção diária. É algo simples, mas que faz diferença e evita que suas coisas fiquem espalhadas pela casa.

Além disso, ter um lugar específico para o trabalho ajuda a estabelecer a rotina e a seguir o cronograma diário de atividades. Deixe claro para a família quando estiver trabalhando e evite interrupções sucessivas como as notificações do celular.

As redes sociais são grandes vilãs quando o assunto é produtividade. É bom se manter atualizado, mas ficar checando o celular o tempo inteiro faz você perder um tempo precioso. Aprenda a controlar os impulsos e limite o tempo para responder mensagens ou visualizar seu perfil no Facebook, por exemplo.

3 - Conhecimento nunca é demais

Antes de começar a trabalhar em qualquer área é preciso saber o que lhe espera. Você tem conhecimento daquilo que o mercado está precisando e que você está se propondo a ofertar?

Dessa forma, estude sempre e não só o que for relacionado com a sua área de atuação. Todo conhecimento é bem-vindo e será muito útil em algum momento da sua vida.

Sem contar que o empreendedor precisa saber um pouco de cada assunto, já que ele é o principal responsável pelo negócio que gerencia. Portanto, invista em cursos gratuitos ou pagos, frequente feiras, eventos, palestras, faça contatos e produza bastante.

A melhor forma de aprender é praticando. É aí que encontramos as nossas falhas e temos chance de consertá-las, sem errar mais. Entretanto, não tenha medo dos erros. Pelo contrário, aprenda a crescer com as correções da vida e dos outros.

Não se esqueça também de se atualizar constantemente. O mundo está em evolução a cada instante e isso influencia tudo, inclusive os serviços e o próprio consumidor. Antecipe-se a tudo e esteja preparado para as novidades, principalmente na sua área de trabalho.

4 - Formalização garante mais credibilidade

Se você pensa que trabalhar como empreendedor freelancer vai deixar você livre de toda e qualquer formalidade, está muito enganado. Principalmente se o seu interesse for crescer no mercado e ganhar credibilidade junto aos seus clientes.

Quem deseja oferecer mais segurança para si mesmo e para seus clientes pode optar por ser MEI (Microempreendedor Individual). Basta fazer um cadastro no Portal do Empreendedor do Governo Federal.

Assim, você terá um CNPJ e poderá emitir nota fiscal do serviço prestado. Além disso, terá direito a benefícios previdenciários que, sem ser legalizado, não teria acesso.

É fato que há sim um número grande de pessoas que trabalha de forma avulsa. No entanto, há muitas vantagens que devem ser levadas em consideração. O MEI está livre de diversos impostos e precisa pagar uma taxa mensal que varia de acordo com o tipo de atividade exercida.

Lembrando que muitas empresas que contratam prestadores de serviços exigem o CNPJ. Além de ser uma garantia para ambas as partes é uma amostra do seu real interesse em se profissionalizar e se estabelecer no mercado empreendedor.

5 - Descubra novas oportunidades

Conseguir o primeiro trabalho como freelancer sempre é muito difícil. Se você está no comecinho, não sabe muita coisa e não sabe bem onde encontrar novas oportunidades e nem precificar os seus serviços, a dica é entrar de cabeça no mundo em que você deseja atuar. Mais uma vez, o foco e a concentração vão ajudar a mirar nesse objetivo. Consuma informações diversas sobre a área, conheça pessoas, leia e estude muito. Além de adquirir muito conhecimento, você poderá encontrar oportunidades de trabalho fantásticas.

Outra dica é não ficar parado apenas naquilo que se propôs a fazer no início. Se, durante a sua trajetória, você identificar um caminho mais promissor e com o qual se identifique bastante, por que não arriscar? Não saia atirando para todos os lados, mas faça as devidas ponderações e, inove os seus serviços, se for o caso.

A área do marketing digital, por exemplo, está ainda em fase de descoberta aqui no Brasil. Tudo é muito novo. Apesar de haver muita coisa sendo explorada, é possível encontrar oportunidades muito interessantes e não pensadas ainda. Vale a pena explorar bastante o ramo.

6 - Delegar tarefas é fundamental para evitar a sobrecarga de trabalho

Assim como em uma empresa é preciso várias pessoas para executar diferentes funções, no caso do empreendedor freelancer não é diferente. É óbvio que no começo há um acúmulo de tarefas e isso é perfeitamente normal.

Mas, cuidado para que isso não vire rotina e se torne algo tão corriqueiro que tire de você momentos prazerosos de relaxamento e convivência em família. É muito comum encontrar pessoas que se dedicam de forma extrema ao trabalho sem pensar na saúde e no bem-estar.

Se você é um workaholic e pensa em levar esse jeito de trabalhar para a sua nova rotina, reflita melhor e já defina os momentos de parar e aliviar o estresse. No final das contas sua produtividade extrema não vai casar com a sua saúde debilitada.

Delegar tarefas é uma boa prática para não se sobrecarregar, além de fazer um cronograma com as atividades que deve desempenhar, contando sempre com a ajuda de alguém.

Nessas horas, envolver a família é de grande ajuda, principalmente se você trabalha em casa. Peça ajuda, se for preciso. Estipule horários, delegue o que for possível, divida tarefas.

Assim, você ganha mais tempo para focar no trabalho de forma produtiva e com melhores resultados. Sem exageros e com equilíbrio.

7 - Estudar o mercado e a concorrência vai orientar o seu trabalho

É fundamental estudar o mercado e ficar por dentro das necessidades do seu público-alvo. Afinal, é para ele que você vai vender o seu trabalho. Não adianta sair atirando para todos os lados, pois além de ser desgastante é ineficiente.

Invista em pesquisas de mercado, leia publicações sobre o assunto, participe de grupos de discussão, aproveite os relatórios analíticos das redes sociais e sinta como anda a necessidade do seu cliente. A satisfação dele é a chave do seu sucesso.

E não se esqueça de procurar saber o que a concorrência anda fazendo. Saiba mais sobre os serviços oferecidos, o preço cobrado, o nível de qualidade que seus concorrentes estão oferecendo etc.

Ter em mãos essas informações vai lhe auxiliar na hora de fixar um preço, pode melhorar o serviço oferecido, investir mais em capacitação e ter uma noção mais exata de como o mercado está funcionando.

Mas, atenção: não pense em copiar o que a concorrência está fazendo! Buscar informações é importante para nivelar o preço, para identificar oportunidades ainda não pensadas e buscar inspirações. Mas, sem plágios!

8 - Tenha uma reserva financeira

Não importa se você está buscando uma recolocação no mercado de trabalho ou se está em busca de uma nova fonte de renda ou até mesmo realização pessoal e profissional. Em todos os casos, ter uma reserva financeira é importante para começar.

Ser o seu próprio chefe não significa que você irá ganhar dinheiro de forma instantânea. Prepare-se para os períodos de vacas magras, antes das vacas gordas.É algo muito comum para quem trabalha como freelancer.

E não é difícil entender o porquê. O seu lucro depende da necessidade dos seus clientes, daquilo que você pode produzir em um determinado tempo. E sabemos que existem os percalços e que nem sempre conseguimos contorná-los a tempo.

A reserva financeira auxilia naqueles meses mais fracos, oferece liberdade para investir mais e qualificar o negócio e, também, ajuda a escolher aqueles trabalhos mais valiosos, do ponto de vista financeiro e conceitual.

E, ainda falando de dinheiro, planeje a sua vida financeira de acordo com as suas novas receitas. Como não terá mais aquela grana fixa no começo de cada mês será preciso reorganizar o pagamento das contas e dar prioridade ao básico.

9 - Cuidado com a procrastinação

Um dos grandes erros de quem deseja se tornar um empreendedor freelancer é cair na armadilha do “amanhã eu faço”. Como tem bastante tempo disponível ele acredita que pode deixar tudo para fazer mais tarde, amanhã ou daqui cinco dias, por exemplo.

Infelizmente, a procrastinação é um mau hábito presente na maioria das pessoas. Se você também é assim precisa resolver isso já, antes de começar a trabalhar de forma autônoma. Afinal, sem produção não tem dinheiro no final do mês.

Para ajudar temos algumas dicas:

  • A primeira é fazer uma lista das tarefas que você precisa realizar.;
  • Depois, divida cada uma dessas atividades em pequenas partes;
  • Por fim, inclua essas partes na sua semana até a finalização da tarefa.

Estipular um prazo para a execução de cada atividade também ajuda assim como acompanhar o desenvolvimento de cada pequena parte cumprida. No final, dê uma recompensa a si mesmo. Vai ficar mais fácil e interessante concluir seja lá o que for.

Se organizar é requisito indispensável para quem deseja empreender. Afinal, você vai ser o chefe, o contador, o estrategista, o servente da limpeza, aquele que vai pôr a mão na massa e ainda cuidar da casa e da família em muitos casos.

Procrastinar gera muitos atrasos e acúmulo desnecessário de atividades para um dia só. Não caia nesta cilada.

10 - Você terá que aprender a vender o seu peixe

Quando você escolhe um emprego formal, em uma empresa qualquer é natural passar por um processo seletivo até ganhar a vaga. Depois disso, salvo algumas situações, você fica mais tranquilo e o salário no final do mês está garantido.

Trabalhando como empreendedor freelancer a coisa muda um pouco de figura. Você está começando um trabalho e precisa se destacar em meio a tantas opções, atrair clientes e mais, precisa torná-los fieis.

Como você faz isso? Mostrando o seu trabalho, garantindo que você é a melhor escolha entre tantos outras que existem no mercado. Para algumas pessoas esta não é uma tarefa difícil, mas para outras se torna complicado por diversos fatores.

Dentre eles citamos o medo de errar, a falta de conhecimento aprofundado, a inexperiência etc. Por sorte é possível driblar todas estas questões através de dicas já citadas neste texto como estudar bastante, praticar ao máximo e crescer com os erros.

Uma dica prática é montar um portfólio com os melhores trabalhos que você já fez na área, preparar um currículo interessante e objetivo e apresentá-los sempre que estiver diante de uma oportunidade.

Use as redes sociais a seu favor, incluindo aquelas profissionais como o Linkedin e faça contato com pessoas da sua área de atuação.

Entrar em contato com empresas, demonstrar interesse e dizer o que você pode fazer por elas também é um ótimo caminho. Demonstra iniciativa e confiança no seu trabalho. Enfim, não tenha medo de ousar, de mostrar o que você sabe fazer.

Aprenda a cobrar o que realmente você vale. Não só o que os outros querem pagar. Uma dica interessante é estipular o valor que você deseja ganhar por mês e dividir pelas suas horas de trabalho.

Claro que é preciso manter o bom senso e levar em consideração as suas habilidades, experiência e mercado. Mas, é uma maneira de começar a pensar a respeito, focando sempre em um trabalho de qualidade, claro.

Vantagens e desvantagens de ser um empreendedor freelancer

Trabalhar como freelancer requer muita dedicação, organização e planejamento em tudo que você vai fazer. E como tudo na vida, este ramo de atuação tem suas vantagens e desvantagens das quais falaremos a seguir.

Vantagens

Aqui estão alguns motivos que farão com que você pense com mais carinho ainda na possibilidade de se tornar um empreendedor freelancer. Confira:

  • Fazer a sua própria rotina de trabalho, aproveitando os momentos em que se sentir mais produtivo ou quando a casa estiver mais silenciosa;
  • Trabalhar no conforto do seu lar, sem precisar enfrentar trânsito, usar uniforme ou bater ponto todos os dias;
  • Você está trabalhando pelo seu próprio sonho e não pelo sonho dos outros. Isso já é um grande incentivo;
  • Chance de se formalizare não ficar desamparado diante de uma necessidade como um problema de saúde, por exemplo;
  • É o fim do salário fixo todo mês. Dependendo da sua área de atuação, da sua produtividade e crescimento no mercado o seu salário pode aumentar bastante;
  • Possibilidade de inserir novas atividades no seu dia, sem precisar esperar o final de semana para isso como ir à praia, ir ao cinema, dormir até mais tarde de vez em quando. Basta se planejar;
  • Poder trabalhar de qualquer lugar. Basta ter um notebook e acesso à internet e você consegue desenvolver bastante o seu trabalho. Quem produz conteúdo sabe disso.

Desvantagens

Como nada é perfeito, vamos às dificuldades encontradas por quem escolhe em trabalhar como freelancer. Assim, você já fica preparado.

  • Instabilidade financeira. É preciso ter jogo de cintura para ter que lidar com a oscilação de dinheiro todo mês já que não existe um valor fixo pago por ninguém. Você faz a sua própria renda;
  • Falta de controle de atividades. Um erro grave de muitos empreendedores é não saber lidar com o tempo livre existente e não saber encaixar as tarefas corretamente. Quando chegam os prazos, há sobrecarrega e elevados níveis de estresse;
  • Tem que ter produtividade. A falta de um valor fixo mensal para receber assusta bastante e saber que isso só depende de você assusta mais ainda. É preciso saber lidar com essa pressão por produção sem deixar cair a qualidade;
  • Tem que trabalhar muito. Se você acha que vai ganhar muito dinheiro fazendo pouca coisa, pode mudar de ideia e de profissão. Em algum momento você terá que entrar de noite adentro para fazer o que não deu tempo ao longo do dia;
  • Misturar trabalho com pessoal. Trabalhar em casa é muito bom e aconchegante, mas se você não souber manter o equilíbrio pode misturar tarefas de casa com tarefas do trabalho e não dar conta de nada no fim do dia;
  • A incompreensão das pessoas. Muita gente pensa que quem trabalha em casa ou como freelancer, na verdade, não trabalha e tem bastante tempo disponível. Aí surgem os mais diversos pedidos de ajuda. Saber dizer não é necessário.

Depois de tudo que você aprendeu aqui, fica muito mais fácil começar a investir e se capacitar como empreendedor freelancer. Acreditar que é capaz de fazer algo é o primeiro passo para que o seu sonho comece a dar certo.

E, como conhecimento sempre é importante, aproveite para aprender mais sobre empreendedorismo no Clube Sebrae, a maior rede de empreendedores do Brasil. A todo momento são postados conteúdos diversos, aprofundados e atuais que certamente serão de grande ajuda em qualquer momento da sua carreira. Gostou do texto? Compartilhe nas redes sociais!

Clube Sebrae
Cleane Braga de Sousa
Cleane Braga de Sousa Seguir

Publicitária e Redatora Web. Certificações na área de Comunicação, Marketing e Produção de Conteúdo para a web.

Ler matéria completa
Indicados para você