[ editar artigo]

6 estratégias para otimizar o tempo e reduzir o custo em uma reforma

6 estratégias para otimizar o tempo e reduzir o custo em uma reforma

Um dos principais objetivos de vida das pessoas é investir para conquistar a sua casa dos sonhos. Nesse processo, nem sempre é possível encontrar o imóvel ideal que atenda às especificações e necessidades do consumidor. A solução, então, passa a ser a boa e velha reforma.

Conhecida como um pesadelo para a maior parte das pessoas, a reforma realmente pode dar bastante trabalho, em especial se não houver cuidado com o planejamento prévio de tudo o que precisa ser feito. Quando falamos em economia de recursos e tempo, então, essa lógica fica ainda mais evidente.

Falando nisso, saber aproveitar o tempo disponível para a obra é uma virtude que nem todos os profissionais que prestam esse tipo de serviço conseguem oferecer. Sabendo disso, resolvi preparar para você um guia rápido com 6 dicas estratégicas para você aproveitar bem o tempo e reduzir o custo de uma reforma. Confira!

1. Tenha como base um projeto

Pode até parecer brincadeira mas existem muitas pessoas que começam uma reforma sem ter como base um projeto. Não preciso nem dizer que o resultado dessa escolha será errado e irá provocar a realização de muitos ajustes e retrabalho.

Quando a reforma começa a partir de um projeto que contenha todos os detalhes a eficiência de execução é muito maior. Ou seja, são reduzidas as chances de as coisas saírem diferente do que foi planejado.

Em resumo, se o cliente chegar até você e quiser explicar tudo falando diga a ele que isso é prejudicial pois nem todos os envolvidos irão entender a informação da mesma forma. Com um projeto é possível planejar todas as etapas, inclusive a compra dos materiais, o que reduz muito os custos da execução.

2. Remunere os profissionais por etapas

Nenhum prestador de serviço de construção ou reforma consegue dar conta de todo o trabalho sozinho. Isso quer dizer que você vai precisar contar com profissionais terceirizados para executar todo o projeto de forma satisfatória.

Diante desse contexto, além, é claro, de buscar profissionais qualificados, comprometidos e com boas referências, é importante que você divida a remuneração deles por etapas. Com isso você vai desembolsando o dinheiro em etapas conforme as atividades forem sendo concluídas. Mais uma garantia que nada vai sair diferente do que foi planejado.

3. Respeite a sequência de atividades

Falando nas atividades necessárias para o cumprimento da reforma, é importante destacar que tudo o que acontece na obra precisa ser planejado conforme uma sequência lógica. E o mais importante: é fundamental que você e seu cliente respeitem esse processo e não queiram atropelar a ordem das coisas.

Isso evita o retrabalho, e garante que todos os envolvidos fiquem cientes das etapas a serem cumpridas desde o princípio do projeto. Sem contar que essa organização ajuda a limitar os pedidos que o cliente possa ter após o início dos trabalhos.

4. Acerte na compra dos materiais

O mercado de construção é um dos que mais oferece opções de marcas e fornecedores de materiais. Por conta dessa oferta grande, é comum existirem casos em que a falta de conhecimento técnico motivou uma compra errada. Na hora de adquirir os materiais converse com o cliente e tenha convicção que ele sabe de tudo o que será necessário.

Muitas pessoas escolhem materiais mais baratos achando que estão fazendo uma economia, ou até mesmo optam pelo mais caro com a crença que alto preço quer dizer boa qualidade. Nenhuma das duas situações é a ideal. O caminho perfeito é valorizar sempre a qualidade conhecida do produto, dentro de um custo que faça sentido para o projeto e para o cliente.

5. Evite o acúmulo de entulho

Existem vários motivos para as pessoas acreditarem que uma reforma é sinônimo de pesadelo. Um dos mais comuns e evidentes é o descuido dos profissionais com a limpeza e o acúmulo de entulho que pode acontecer. Sem a supervisão adequada os trabalhadores podem deixar o espaço todo bagunçado.

6. Jamais deixe coisas para trás

Se tem uma coisa que qualquer pessoa acha um absurdo é, depois da obra terminada, encontrar problemas que ficaram para trás. Pense bem: o cliente está feliz que tudo saiu como o planejado e aí duas semanas depois do encerramento da reforma ele encontra um defeito que não foi visto pela sua equipe. Terrível não é?

Não importa se foi você ou um dos profissionais que você contratou: a culpa vai ser sua pois era você o responsável pela execução da obra. Portanto, na hora do planejamento preveja com cuidados todos os detalhes e fique atento durante o processo para não deixar nada sem solução para o cliente. Sem dúvida o potencial de ele te recomendar será muito maior.

Reformas são trabalhosas mesmo, tomam tempo e um esforço grande para entregarem o resultado conforme o cliente imaginou e planejou. As dicas acima são apenas orientações pontuais que podem ajudar você a garantir que o tempo será bem aproveitado e o custo controlado corretamente.

Tem uma boa história para contar de uma reforma perfeita em que tudo deu certo? Faça seu cadastro aqui no Clube e divida esse conhecimento com a comunidade de empreendedores. ;)

Clube Sebrae
Marcus Pereira
Marcus Pereira Seguir

Mkt Digital e Conteúdo @ Beracode

Ler matéria completa
Indicados para você