[ editar artigo]

A tecnologia da segurança em favor da sua empresa

A tecnologia da segurança em favor da sua empresa

Quando se fala em segurança do patrimônio empresarial, não é difícil pensar na aplicação tecnologia para proteger um negócio. Afinal de contas, o nosso dia a dia está cercado por câmeras, alarmes e outros sistemas eletrônicos de vigilância.

Com o passar dos anos, essas tecnologias ficam cada vez mais sofisticadas, permitindo que o combate ou prevenção de crimes contra as empresas seja realizado com mais eficiência.

Neste artigo, você irá conhecer um pouco mais sobre a segurança eletrônica, qual a importância dela para o seu negócio e quais as suas características e benefícios.

Por que a segurança eletrônica é importante?

Não é de hoje que o Brasil enfrenta uma crise grave na área da segurança pública. Diante desse cenário, o patrimônio empresarial e os colaboradores sofrem riscos constantes. Em razão disso, a prevenção de perdas se torna um elemento essencial para sobrevivência e manutenção da sua empresa.

Nesse sentido, a segurança eletrônica oferece vantagens, como o monitoramento em tempo integral, a praticidade, a eficiência e a eficácia operacional. Trata-se do uso da tecnologia a favor da segurança do seu negócio.

Um dos pontos positivos do monitoramento eletrônico é que ele fornece todos os relatórios e dados necessários caso qualquer coisa aconteça. Além disso, diminui, consideravelmente, os riscos de arrombamentos e invasões na empresa.

Infelizmente, nem todos empreendedores estão atentos à importância da segurança eletrônica. Por esse motivo, investir em sistemas modernos de monitoramento pode significar a proteção do seu patrimônio bem como estar um passo à frente da concorrência.

Quais tecnologias de segurança posso usar?

Comprar câmeras de filmagem ou alarmes sonoros? Devo ou não instalar uma cerca elétrica? Diante de muitas opções tecnológicas fica difícil escolher qual é a mais adequada e segura.

Para facilitar essa escolha, na lista abaixo, foram selecionadas as opções mais acessíveis e eficazes disponíveis no mercado:

1. Sistema de câmeras

Apesar de serem um recurso antigo, as câmeras de monitoramento são essenciais na segurança empresarial. Elas inibem a ação criminosa, bem como podem identificar situações atípicas na rotina da sua empresa.

Os avanços tecnológicos permitem o monitoramento em tempo real, podendo ser acessados inclusive pela tela do seu celular. O armazenamento das imagens pode ser remoto ou em um gravador. No entanto, a orientação é que se tenha mais de um registro a fim de evitar a perda de dados.

Existem várias opções de equipamentos de filmagem que vão desde a analógicas - com imagens em preto e branco, até as digitais - que gravam em cores e em alta resolução.

2. Sistema de alarme

O serviço de alarmes também é sempre lembrado, sendo o básico para qualquer projeto de segurança empresarial. Geralmente eles funcionam por meio de um disparo sonoro, que inibe a ação dos criminosos por causa do seu intenso barulho de alarme e impedem a invasão do local.

Entretanto, o bom funcionamento de um sistema de alarmes depende de alguns quesitos, tais como:

  • Tecnologia integrada com sensores em portas e janelas;
  • Qualidade dos equipamentos;
  • Rapidez no envio das informações à central de monitoramento.

Existem ainda sistemas que são integrados às câmeras de vídeo. Nesses casos, o sistema é programado para identificar e certificar de que o invasor é uma pessoa e, em seguida, enviar o alerta de segurança para a central de monitoramento.

3. Botão de pânico

O botão de pânico funciona como uma espécie de complemento aos alarmes. Quando botão é acionado, um alerta de pânico é imediatamente enviado para a empresa de segurança - e tudo ocorre em completo silêncio. Existem modelos fixos que ficam acoplados em locais específicos, e modelos remotos (de bolso).

4. Cercas elétricas

Bastante comum tanto em casas quanto em empresas, as cercas elétricas são uma barreira física. Além disso, a ameaça de choque também pode funcionar como uma barreira psicológica para possíveis invasores.

A instalação da cerca elétrica deve ocorrer por meio de uma empresa especializada, além de receber manutenção periódica. Ela costuma ser utilizada de modo complementar ao monitoramento por câmeras e alarmes.

5. Controle de acesso

O controle de acesso é uma forma de garantir que somente pessoas autorizadas tenham acesso às dependências da empresa. O controle pode ser realizado por meio de catracas, senhas, portas automáticas e pela biometria.

Existem ainda sistemas modernos que substituem as chaves das portas pela biometria.

6. Central de monitoramento

Todos os dados de segurança devem ser enviados para uma central. Lá, as informações são tratadas de acordo com um plano de segurança, previamente estabelecido.

Caso uma tentativa de invasão seja detectada, é a partir da central de monitoramento que serão enviados todos os comandos para ação, tais como:

  • Fechar as portas e janelas;
  • Fazer elevadores subirem ou descerem;
  • Mobilizar uma equipe de segurança;
  • Chamar a polícia.

A estrutura física da central de monitoramento pode ficar dentro da própria empresa ou ser executada por uma empresa terceirizada.

Em muitos casos, a terceirização pode ser uma escolha adequada, visto que reduz custos com pessoal e estrutura física e os preços variam de acordo com o número de câmeras instaladas e as vias de acesso.

Como implementar um sistema de segurança eletrônica?

Antes de contratar qualquer serviço de segurança eletrônica, é preciso avaliar quais são as necessidades da sua empresa. Todas as configurações para um plano de segurança devem ser feitas de acordo com a vulnerabilidade do seu negócio, ou seja, por meio de uma análise de risco.

É preciso fazer com que os sistemas estejam integrados, isto é, que conversem entre si. Isso pode demandar investimento em estrutura, mão de obra e treinamento contínuo – seja da sua própria empresa ou investimento em empresas terceirizadas.

É muito importante pesquisar bem antes de contratar qualquer serviço de segurança eletrônica. Faça um levantamento das empresas e avalie os prós e contras. Com isso, procure escolher a melhor forma de prestação de serviços de segurança e tecnologia, pois seu negócio merece ser bem protegido.

Por fim, agora você sabe que com a segurança da sua empresa não se pode brincar em serviço. Com um sistema eletrônico de qualidade, você pode manter a tranquilidade e não corre tantos riscos de arcar com perdas futuras.

O que você achou dos exemplos de segurança eletrônica? Utiliza algum equipamento na sua empresa? Compartilhe nas redes sociais e deixe seus amigos por dentro do assunto!

Clube Sebrae
Ludmila Pires
Ludmila Pires Seguir

Graduada em Psicologia. É psicoterapeuta e consultora com experiência nos campos de psicologia esportiva, avaliação psicológica, aconselhamento e orientação. Produtora de conteúdo (redação) e entusiasta do Marketing Digital.

Ler matéria completa
Indicados para você