[ editar artigo]

Cinco dicas para atrair investidores para sua empresa

Cinco dicas para atrair investidores para sua empresa

A falta de dinheiro para tirar um projeto do papel e torná-lo realidade ainda é um mal que acomete muitos empreendedores. Antes de ir correndo atrás dos bancos em busca de empréstimos - onde as taxas de juros praticadas são altas e, muitas vezes, abusivas - talvez seja hora de avaliar possíveis investidores que tenham interesse no seu negócio e atraí-los para injetar capital na sua empresa.

Além de injetar capital no negócio, os investidores podem ajudar, também, na gestão da empresa - o que auxilia para que o negócio seja administrado da melhor maneira. Para isso, os contratos devem ser flexíveis, já que os empresários precisam estar dispostos a dividir informações, planos e, até mesmo, as tarefas e atividades diárias com os investidores da empresa.

Atrair investidores para o empreendimento pode ser uma boa alternativa para quem deseja tirar uma ideia do papel, mas não está com todo o capital necessário para o investimento. Por isso, caso você esteja precisando de recursos para seu negócio, listamos abaixo cinco dicas para ajudá-lo a atrair investidores para a sua empresa. Confira!

1. Conheça os tipos de investidores

A primeira dica para atrair interessados em investir em sua empresa é conhecer o perfil deles, tendo em vista que cada um se destina a um tipo de negócio.

Os investidores são classificados conforme os estágios de capital de risco. Por exemplo, os investidores anjo, geralmente, buscam empresas que estão iniciando suas atividades e costumam investir entre R$50 mil e R$500 mil. Saiba mais sobre os investidores anjo neste artigo do Clube Sebrae.

O investidor de speed capital é a primeira camada acima do investidor anjo, ele injeta normalmente de R$500 mil até R$2 milhões no negócio. Esse tipo de investidor busca por empresas já consolidadas no mercado, que possuam clientes e produtos definidos, mas que ainda dependem de investimento para se expandir.

Em seguida estão os fundos de venture capital, o termo é comumente usado para descrever todas as classes de investidores de risco. Normalmente, os fundos de venture capital injetam de R$2 milhões a R$10 milhões em empresas grandes do mercado, aquelas que já faturam milhões.

2. Escolha o melhor tipo de investidor para o seu negócio

No tópico acima foram citados os tipos de investidores mais tradicionais do mercado. A partir dessas informações, a segunda dica é: analise e pesquise quais tipos de investidores seriam os mais adequados e teriam interesse no seu negócio.

Sabendo qual o tipo de investidor injetaria capital no seu empreendimento, fica mais fácil para conseguir atraí-los e conquistá-los. Afinal, se a empresa em questão que busca investimento for pequena não tem sentido atrair investidores que buscam grandes organizações.

Para empresas pequenas e inovadoras uma boa alternativa também é buscar por uma Subvenção Econômica, por exemplo. A FINEP (Financiadora de Estudos e Projetos) é o principal agente do Programa de Subvenção Econômico para inovação. O programa visa promover um aumento significativo em relação às atividades de inovação, proporcionando um incremento na competividade das empresas e na economia do país. Se a sua empresa de enquadra nesse perfil, pode ser uma ótima opção.

Além disso, há também grupos de investidores que buscam negócios inovadores no Brasil para compor seus portfólios, vale a pena pesquisar sobre eles.

3. Prepare o pitch da sua startup

A partir do momento que você define os seus possíveis investidores, será necessário mostrar para eles o motivo pelo qual devem investir no seu negócio. Nessa hora, você irá apresentar o pitch da sua startup. O pitch nada mais é do que uma breve apresentação da sua empresa.

No meio das startups o termo “pitch” é comumente utilizado, significa que estamos falando sobre o discurso ou apresentação feita pela empresa para conseguir atrair o investimento desejado.

Além disso, o pitch é o momento de mostrar a ideia da sua empresa como a solução de um determinado problema, e é claro, mostrar que a ideia é financeiramente atrativa para o investidor.

Dessa forma, é necessário que você tenha o pitch da sua empresa na ponta da língua, pois essa breve apresentação que dura de 3 a 5 minutos pode ser decisiva para conseguir ou não o investimento. No entanto, a apresentação não deve soar decorada como se você fosse um robô, e sim como uma conversa, onde a ideia é transmitida de forma natural.

4. Destaque a sua ideia

Ainda falando sobre pitch, é necessário que ele seja bem treinado e conciso, isso fará com que o empreendedor aumente as suas chances de conseguir o investimento. Contudo, é preciso mais algumas características para você conseguir atrair os investidores.

A primeira delas é ter perfil empreendedor. Acima de tudo, os investidores têm que confiar em você e no que você está falando, é necessário mostrar propriedade no assunto e demonstrar que sabe falar sobre aquele assunto independente da ocasião, não somente em uma reunião de negócios com o auxílio de um computador.

Por isso, entenda de fato sobre o que você está falando e mostre que você sabe transformar ideias em negócios.

Além disso, outras características da empresa que darão um “empurrãozinho” para conseguir o investimento são:

  • Ter equipes bem treinadas;
  • Potencial de crescimento;
  • Afinidade com o segmento;
  • Resultados positivos e expressivos.

Essas características, certamente, ajudarão a sua startup a se destacar no meio de tantas outras e conseguir o investimento desejado.

5. Saiba aproveitar o momento mais oportuno

Receber investimentos é muito bom, mas é necessário preparar a sua empresa para receber a aplicação. Essa ideia deve começar a ser planejada, em média, seis meses antes, analisando todos os fatores necessários para receber o capital.

Por isso, não busque investimentos em qualquer momento do seu negócio, procure um investidor somente quando já não é mais viável continuar por conta própria, quando precisar acelerar o projeto ou expandir o empreendimento.

Dessa forma, sabendo analisar o momento mais oportuno, a sua empresa estará preparada para receber o investimento e o investidor também estará seguro em realizar tal ação, beneficiando assim, os dois lados na operação.

Essas são algumas dicas que podem auxiliar na busca de investidores para a sua empresa. No entanto, lembre-se de que não há milagres para ajudá-lo nessa hora. Um bom projeto e uma boa ideia que sejam financeiramente atrativos para o investidor atrelado a um pitch perfeito farão, com certeza, que você consiga o investimento desejado!

Gostou desse post sobre como atrair investidores para a sua empresa? Então aproveite a visita e compartilhe o texto nas redes sociais e espalhe essas dicas para os amigos!

Clube Sebrae
Ler matéria completa
Indicados para você