{{ warning.message }} Ver detalhes
Post
Link
Pergunta
Como ajudar o cliente no Modelo de Negócio Pessoal
[editar artigo]

Como ajudar o cliente no Modelo de Negócio Pessoal

Como ajudar o cliente no Modelo de Negócio Pessoal

A Proposta de Valor

Falamos no artigo anterior sobre o valor que o Cliente enxerga em suas Atividades-Chave.

Então, agora é momento de posicionarmos isso e sempre manter um ponto de muita atenção: Propostas de Valor não são Atividades-Chave.

Se o Cliente equiparar os dois você perderá muito em qualidade de trabalho e de vida por ter que ficar o tempo todo provando que seu trabalho vale mais que uma simples ação.

No exemplo do reforço escolar que vimos anteriormente, se o caso for de falta de tempo dos pais você poderá desenvolver Atividades-Chave de acompanhamento escolar “ocupando” o papel dos pais na realização destas tarefas diárias.

O Valor que você gerará poderá ser de dar aos pais a tranquilidade em poder dedicar-se aos seus trabalhos sem que passem o dia e o ano letivo na expectativa de como seus filhos irão desenvolver o aprendizado e conseguirem bater suas metas de notas e aprovação. Os pais podem utilizar o pouco tempo disponível para usá-lo em atividades divertidas com os filhos. Isso é de grande Valor.

Pense além do que você faz

Há um ditado no marketing que dizemos: “Você não vende furadeira, você vende o furo”.

Talvez exista, mas não conheço ninguém que compra furadeira por ela ser linda. Isso é na decisão de compra, mas o motivador da compra, o Valor percebido pelo comprador é que ele precisa de uma furadeira para ter um furo, um quadro, fazer reparos etc. Mas paga por isso? Não. Ele paga pela furadeira e enxerga o Valor no resultado.

Então, em suas Atividades-Chave é necessário que exista o Valor percebido pelo Cliente e que pode ser respondido: “Como Você os Ajuda?”

Essa é a melhor maneira de entender como ajudar o cliente.

No setor imobiliário é muito comum enxergarem o corretor como um “mal necessário” porque enxergam pouco Valor nas Atividades-Chave destes profissionais.

Pensam que “ganham dinheiro” fácil, que querem apenas vender etc. Mas aí está o grande problema. Hoje a sociedade os enxerga assim porque durante muito tempo eles mostraram apenas as Atividades-Chave e não o Valor que entregam às pessoas.

Os corretores, em sua grande maioria, não conseguem passar aos Clientes a segurança e a necessidade de ter um corretor os acompanhando em todo processo de transação imobiliária.

Por este motivo os Clientes que buscam imóveis e os que colocam a disposição buscam várias alternativas para que tenham um negócio realizado, e, de preferência, sem o corretor para não terem que arcar com a comissão.

Exercício (Faça, faça e faça!)

Quando há um Propósito (Por que?), e, neste Propósito há um Valor (Como Você os Ajuda?) a ser entregue aos Clientes (Quem Você ajuda?) através de Suas (Quem é Você? / O Que Você possui?) Atividades-Chave (O que Você faz?) começa a existir algo muito valioso em suas mãos e que muita gente precisa e pagará por isso. Então assim você começa a ter o seu Modelo de Negócio Pessoal.

Exercite! Rabisque! Escreva! Faça! Não deixe isso tudo no ar ou na sua tela.

É fundamental o entendimento de como ajudar o cliente.

Comente abaixo suas dificuldades, escreva pra nós.

Compartilhe este texto com outros empreendedores e ajude o empreendedorismo a crescer em nosso país!

A Eu Quero Clientes lhe deseja Sucesso!

Guilherme Evangelista

Guilherme Evangelista

Consultor - Eu Quero Clientes

Fique informado sobre as novidades da comunidade
Cadastre-se aqui
Gostou desse artigo? Escreva o seu também!
Nova publicação

Artigos relacionados

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar