[ editar artigo]

Como desenvolver seu caráter empreendedor?

Como desenvolver seu caráter empreendedor?

Sorrir, sonhar e dizer SIM. Essas três atitudes podem mudar o rumo da sua vida profissional. Simples demais? Nem um pouco, pois em muitos casos nós somos os nossos primeiros impasses para obter o sucesso, seja como colaborador, como candidatos a vagas ou como empreendedores.   


O fechamento do Summit Sebrae PR 2018 foi harmônico e determinante na condução de Carla Sarni com a palestra “Como desenvolver seu caráter empreendedor e usá-lo a favor próprio e da empresa que você gere ou trabalha”. A palestrante acumula um currículo incrível e uma postura entusiasta. Dentista, mãe e esposa, é fundadora da Sorridents, maior e mais premiada rede de clínicas odontológicas da América Latina. Só que a dentista nos mostrou que entende de pessoas tanto quanto de suas próprias bocas e sorrisos. 

Revelou que a essência de cada um é crucial e deve caminhar em paralelo com sua vontade de vencer, pois qualquer sucesso do mundo deve existir por causa de um sonho. Entretanto, ela explica que por experiência própria, o sonho precisa ter validade senão deixará de ser sonho e se transformará em utopia ou decepção. Essa paixão é tudo aquilo que te faz levantar todos os dias e acreditar, o que é parte fundamental do mérito. O seu engajamento em relação a causa deve ir além do seu propósito. Se te pedirem alguma coisa, faça duas! Se você for, vá de verdade.  

Outra lição da palestrante para alcançar êxito é crer que não existem barreiras. Projetar o tropeço e o fracasso em algo que não seja você mesmo, será apenas desculpa para aquilo que você não conseguiu fazer porque seu auto boicote será maior que sua vontade de alcançar o sonho. Por isso, ultrapasse os NÃO’s da sua vida e busque pelos caminhos que te levem ao SIM. Uma maneira de colocar isso em prática é montar os cenários que te levariam ao SIM. 

O que é preciso fazer para chegar lá? Se você quer que sua empresa fature mais, quais atitudes devem ser feitas para isso? Não vai resolver colocar a culpa na crise financeira para a queda no faturamento. Se sua empresa gasta muito, é preciso cortar o orçamento e rever desperdícios, por exemplo. Se você hoje está tendo lucro, poupe para as vacas magras, já que sabemos que toda a economia possui ciclos.  
No caso da Carla, uma grande decepção foi o impulsionador do seu sucesso. Quando o pai abandonou a família, ela resolveu estudar além que o magistério, mesmo que precisasse sair da pequena cidade onde morava. Passou no vestibular, comercializou produtos para pagar os gastos na universidade, fez mais estágios do que precisava para ganhar experiência e buscou colocação, mesmo quando as portas estavam fechadas. Insistiu, persistiu, conquistou seu lugar e mesmo assim continuou buscando crescer. 

Os estágios gratuitos transformaram-se em clínicas voltadas para a classe C, com valores justos e localização próxima ao público. Seu sonhos transformaram-se em sete modelos de negócios, incluindo um plano de saúde e um instituto que levam e trazem sorrisos itinerantes. Entretanto, ninguém está livre de cometer erros e a própria empreendedora já quase quebrou a empresa. Na ocasião, ela precisou reestruturar, contar um pouco com a sorte e novamente com muito trabalho para superar. 

Parafraseando Robson Privato do MadeiraMadeira, Carla Sarni também acredita que a sorte aparece para quem está em movimento. Sua determinação foi crucial para os passos que ela deu. Ela apontou que pessoas apaixonadas chegam onde os outros não chegam, pois a diferença está no comprometimento. Como empreendedora, ela garante que para gerir os negócios, o exemplo é muito mais eficaz que qualquer protocolo.

Clube Sebrae
Suzane Marie
Suzane Marie Seguir

Sou jornalista, MEI e gerente de comunidades do Clube Sebrae!

Ler matéria completa
Indicados para você