[ editar artigo]

Como escolher as melhores ferramentas digitais para uma pequena empresa

Como escolher as melhores ferramentas digitais para uma pequena empresa

A internet nos oferece uma extensa lista de opções quando precisamos buscar clientes e divulgar nossas empresas. Mas é exatamente nesse ponto que também encontramos um grande dilema: afinal de contas, quais são as ferramentas digitais ideais para resolver o meu problema?

Dúvidas como: "qual plataforma de comércio eletrônico devo contratar?", "qual a ferramenta ideal para atendimento online?", ou então, "qual a mídia social que melhor se adapta ao meu mercado?". Esses são alguns dos impasses comuns que ocorrem no momento em que um gestor decide investir tempo e recursos numa estratégia digital.

Saber as ferramentas que mais se adaptam ao perfil da sua empresa, e principalmente, ao momento em que ela e você se encontram, são fatores fundamentais para os resultados que pretende atingir.

Custos vs produtividade

O famoso "custo benefício" deve ser considerado o melhor indicador para saber se a escolha da sua ferramenta foi a melhor possível.

Lembre-se: uma boa ferramenta digital é aquela que resolve os problemas da empresa, sem gerar custos excessivos e desperdício de tempo.

É comum presenciarmos empresas que passam meses tentando extrair benefícios de um novo sistema, ou de uma nova rede social, mas a única coisa que conseguem no fim das contas é muito trabalho e pouco resultado. Portanto, não se deixe levar pelos modismos da internet, ou pela euforia de saber que você pode resolver um grande problema na empresa a partir de uma nova tecnologia, sem antes testá-la na prática. São centenas de canais, ferramentas e meios para se conseguir atingir um algum tipo de resultado na gestão de uma pequena empresa, mas isso não significa que todas estão prontas para lhe atender. Mantenha a calma, e analise qual ferramenta pode oferecer o melhor custo benefício para determinado problema. E não se esqueça que mesmo se tratando de uma ferramenta gratuita, o fator "tempo" também pode lhe custar bem caro.

Menos é mais, portanto, simplifique.

Certa vez ouvi de um empresário, já experiente, que "a internet as vezes assusta". Minha recomendação a ele foi que procurasse olhar mais para dentro de sua empresa, e de seus problemas, pois dessa forma seria mais fácil encontrar as alternativas mais viáveis que a internet tinha a lhe oferecer.

A lógica é pensar antes de fazer. Esse exercício lhe dará condições de achar caminhos mais interessantes para superar os problemas, e aí você entenderá a internet como um ambiente qualificado para te ajudar na escolha das ferramentas certas para o seu negócio.

Ferramentas digitais não solucionam os problemas das empresas, elas oferecem alternativas e caminhos. E quanto mais simples forem essas alternativas, e menos exigir de você e sua equipe, mais fácil será compreendida e utilizada. Consequentemente, mais tempo sobrará para pensar na estratégia que conduzirá todo o trabalho.

Portanto, antes de investir aquela fortuna numa plataforma de comércio eletrônico, ou de começar um trabalho de relacionamento a partir de 3 ou 4 mídias sociais, respire um pouco e pense: quais as minhas prioridades neste momento e quais as minhas condições e de minha equipe, para entregar o melhor possível naquilo que nos propusermos a fazer?

As vezes, optar por vender através de um simples marketplace, como o mercadolivre, por exemplo, e adiar o desejo de ter a própria loja virtual, ou então optar por apenas pelo facebook, ao invés de trabalhar com várias redes sociais, podem ser decisões importantes que atenderão boa parte das necessidades, e sua empresa terá mais condições de realizar aquilo que for necessário.

Escolha a ferramenta mais social

Seu objetivo é aumentar as vendas, ou então, potencializar a divulgação da sua marca, e não tem ideia de por onde começar? As melhores ferramentas digitais para vendas e marketing são as ferramentas sociais. A internet é um ambiente repleto de pessoas. Todas as pesquisas realizadas no Google, ou no Facebook, ou em qualquer outro ambiente virtual se baseia em "necessidades e entrega de conteúdo". Ou seja, em uma ponta existem pessoas procurando por algum remedio que as ajude a solucionar um problema, já na outra ponta, sua empresa tem esse remédio. Como ligar as duas pontas? Através de conteúdo e informação.

Partindo desse principio, o primeiro passo é oferecer conteúdo relevante para o público que necessita do seu remédio. O segundo passo é utilizar de meios, ferramentas e canais e aproximem o seu remédio daquelas pessoas que necessitam dele.

De forma simples, procure entender por quais canais as pessoas pesquisam sobre aquilo que você e sua empresa oferecem. Google e facebook, por exemplo, podem ser vias interessantes para criar esse vínculo da empresa com o público. Trabalhe com ferramentas que auxiliam no gerenciamento de contatos e clientes, como por exemplo um sistema de CRM, pois, conhecer melhor as pessoas é peça fundamental para evoluir no cenário digital. Muitas empresas se afastam do público quando começam um trabalho pela internet, uma vez que acreditam que a digitalização das relações diminuem o contato. Trata-se de um erro, pois a internet é social, e para ter sucesso através dela, sua empresa também precisa ser.

E para fechar...

A internet, e suas ferramentas digitais, devem funcionar para facilitar a vida das pessoas, e não o oposto. Jamais tente colocar as ferramentas a frente de uma boa estratégia, pois elas servem para complementar um processo desenvolvido de forma social, ou seja, entre pessoas. Desta maneira, sua empresa cresce com mais produtividade e sua equipe alcançará suas metas e desafios.

Seja digital e social, e conquiste sucesso através da internet.

Gostou do artigo? Deixe seu comentário ou compartilhe com a gente as ferramentas digitais que você utiliza na sua empresa.

Ah, e não se esqueça, dia 27 de abril espero você no Escute o Especialista. Até lá!

Um forte abraço!

Clube Sebrae
Felipe Orsoli
Felipe Orsoli Seguir

Planner Digital - Felipe Orsoli

Ler matéria completa
Indicados para você