[ editar artigo]

Como escolher o ponto comercial perfeito para o seu negócio

Como escolher o ponto comercial perfeito para o seu negócio

Todo e qualquer empreendedor que estiver em busca de sucesso irá passar por uma etapa muito importante na sua carreira: a escolha do ponto comercial adequado. Seja ainda no desenvolvimento da sua empresa ou, até mesmo, durante um processo de mudanças - nos casos onde seu negócio já está consolidado - o simples erro na escolha do ponto comercial pode influenciar de forma negativa nos resultados da sua empresa.

Um ponto comercial considerado não adequado para um determinado tipo de negócio pode trazer muitos impactos e imprevistos para o empreendedor. Um dos maiores problemas é o distanciamento dos seus clientes e/ou público-alvo. E não estamos falando apenas de distanciamento físico, mas sim de um novo ambiente nos casos de mudança de localização que pode ser acompanhado de incertezas e reflexão por parte do consumidor: vale a pena continuar comprando as mercadorias, ou requisitando os serviços daquela empresa? Os novos conceitos resultantes da mudança continuarão atendendo as minhas expectativas? O novo ambiente é agradável?

Ter um bom ponto comercial pode parecer uma tarefa simples, mas se concretizada da forma errada será uma das suas maiores dores de cabeça. No caso de quem já possui o seu negócio e deseja mudar de localização pode ser mais fácil, se já possuir um público fiel - seus clientes conquistados no antigo ambiente. Dessa forma, esses mesmos consumidores podem criar expectativas em relação à nova localização, o novo ambiente físico, as mudanças e inovações que acompanharam essa nova etapa e etc. Se o seu negócio é um restaurante, por exemplo, então a curiosidade para conhecer o novo local será ainda maior.

E para aqueles que ainda estão na fase de iniciar o seu empreendimento, sair do campo das ideias, portanto, ir em busca do seu primeiro ponto comercial é ainda mais difícil. E esse ponto será fundamental para a consolidação do seu comércio, pois é por meio desse ponto que você irá atrair os seus primeiros consumidores, conquistar e manter uma base fiel de clientes e, até mesmo, expandir seu modelo de negócio. Apenas esses detalhes já mostram a grande importância dessa decisão, a escolha do local para iniciar seus negócios, em relação ao sucesso da sua empresa.

Dessa forma, pode-se concluir que a escolha do ponto certo será um dos passos fundamentais para ter um negócio lucrativo e de sucesso. Vários detalhes devem ser considerados durante o processo de escolha, dentre os quais: localização e sua relação com o público-alvo almejado; as características físicas do imóvel, ou seja, se ele é capaz de atender ao público diário; se tem espaço suficiente para aquilo que você pretende oferecer; se o ambiente em si é agradável ou havareá necessidade de fazer algumas reformas, entre outras dúvidas.

O primeiro passo para qualquer tomada de decisão correta é o planejamento. Essa etapa está presente em todos os passos do seu negócio e não será diferente quanto à escolha do seu ponto comercial, é essencial pensar bastante. É preciso dar uma atenção especial para o local que lhe interessa. Analisar as condições de infraestrutura próximas ao seu estabelecimento, analisar o lugar em si, conversar com outros empreendedores da região, descobrir qual a proximidade física dos seus concorrentes, saber se o bairro é seguro, descobrir se o seu público-alvo reside perto do bairro de interesse, dentre outros detalhes.

Não basta apenas escolher a região e o local de forma aleatória, você deverá se certificar da disponibilidade do imóvel que lhe interessa. Um dos pontos importantes é quanto à emissão de alvará por parte da prefeitura. Se isso não for possível para o local desejado, desista e procure outra localização. Como já destacado, as condições de infraestrutura são importantes. Um local onde há muitos registros de queda de energia, problemas quanto ao abastecimento de água, muito congestionamento no trânsito nas proximidades e falta de segurança podem impactar negativamente.

A localização será bastante relevante

Durante o planejamento para a escolha da sede do seu empreendimento, o primeiro passo será inevitavelmente a escolha da localização perfeita. Isso mesmo, ela deve ser perfeita! Dessa forma, o local físico escolhido deverá ter o perfil do seu negócio. Algumas características são importantes e devem estar em sua lista de exigência: existe uma boa circulação de pessoas? Meus concorrentes estão próximos? Há possibilidade de abrir meu negócio naquele determinado local? O ambiente é tranquilo, seguro e agradável, fisicamente falando?

A localização da sua empresa estará diretamente ligada ao seu público-alvo, ou seja, aos seus consumidores - sejam eles consolidados ou apenas clientes em potencial. Por isso, o perfil da sua empresa irá impactar bastante na escolha do ponto. No caso de restaurantes, lanchonetes ou franquias de fast-food, por exemplo, o ideal é a escolha de lugares bem movimentados, com grande circulação de pessoas, pois a comercialização de comida faz de qualquer pessoa um possível comprador.

Mas se você pretender abrir um negócio mais formal como é o caso de um escritório de advocacia, então a escolha já tem que levar em conta outros detalhes, dentre os quais: a distância entre o centro administrativo e/ou financeiro da cidade em relação ao local escolhido para abrir seu escritório, a distância em relação aos seus possíveis clientes, ou seja, deve ser considerado, neste caso, um meio termo. E se você pretende abrir uma empresa relacionada à manutenção de automóveis? Sendo assim, é preferível que seu negócio esteja localizado em uma avenida conhecida da região - e bastante movimentada, de preferência.

Você trabalha com a revenda de mercadorias? Dessa forma, procure saber onde estão localizados os seus fornecedores e a logística que deverá ser utilizada para que seus produtos cheguem nos prazos certos e em perfeito estado. E se você é um fornecedor? Então a mesma atenção deverá ser dada aos seus consumidores, a localização deles será importante para a logística adotada pela sua empresa.

O perfil da sua empresa é determinante no processo de escolha da localização. Se estivermos falando de um negócio mais popular, procure bairros com o mesmo perfil e, assim, próximo do seu público-alvo. Os locais mais movimentados como é o caso do centro da cidade são excelentes opções. Agora, se o seu empreendimento é mais requintado e voltado para pessoas com alto poder aquisitivo, sua localização deve ser em um bairro mais nobre ou em um local onde pessoas com essa característica costumam frequentar: shoppings, lugares próximos a clubes da alta sociedade, restaurantes e condomínios de luxo.

Estrutura e Espaço Físico

É muito importante estar atento às condições de estrutura do local que você pretende alugar ou comprar. Não adiantar escolher uma boa localização e optar por um imóvel com sérios problemas de estrutura. Analisar a conservação do imóvel é uma tarefa importante. Por isso, fique atento às condições de instalações elétricas e hidráulicas, verifique se há problemas de infiltração, observe as condições do piso e das paredes, janelas e portas e apure sobre as reformas. As melhorias em um imóvel poderão exigir alvará por parte da prefeitura que, por consequência, significa burocracia, tudo que um empreendedor não precisa. Por isso, se o local precisar de muitos reparos é bom analisar outras opções.

O tamanho do local também será outra característica importante. É fundamental fazer um dimensionamento em comparação à quantidade de pessoas que você espera receber no seu negócio, principalmente em horários de picos. Ou seja, o ambiente é grande o suficiente? O espaço físico será confortável em horários de picos onde irei receber a maior quantidade de clientes e afins? Além do lugar destinado aos consumidores e o público em geral, a parte administrativa também deve ser levada em consideração, afinal de contas é importante manter um bom e confortável ambiente de trabalho. Fique atento e, se preciso, contrate pessoas especializadas para auxiliá-lo nessa etapa. Um espaço insuficiente pode oferecer um resultado final não satisfatório quanto ao desenvolvimento do negócio, enquanto que um local bem maior que o necessário resultará em perda de capital.

Pondere bastante em relação à reserva de um espaço para a área administrativa

A depender do seu negócio, uma sala para a área administrativa pode não ser uma boa ideia. Muitas vezes um local para a contabilidade e demais assuntos financeiros pode ser o suficiente no caso de pequenos empreendimentos. Um espaço para reunião é algo opcional e irá depender do perfil do seu negócio. Voltando ao exemplo do escritório de advocacia, nesse caso, muitas reuniões serão realizadas com clientes importantes e com aqueles que atuam no escritório, por isso, uma sala específica para esses encontros será muito importante e deve ser considerada durante o processo de escolha do seu ponto.

Uma vez decidido o local do imóvel, fique atento aos prazos envolvendo o contrato

Um dos muitos problemas enfrentados por diversos empreendedores está relacionado aos prazos previamente estipulados no contrato assinado com o proprietário do imóvel. Muitas vezes, na afobação de iniciar logo o seu negócio e colocar suas ideias em prática, o empreendedor acaba concordando com termos que podem lhe prejudicar em médio prazo. Achando que encontrou o local e o ponto perfeito, o empresário aceita prazos muitos longos - algo que pode resultar em uma multa bastante alta caso você decida se mudar e não cumprir o acordo inicial. Em casos de empresas que estão começando agora, essas multas são impactos extremamente negativos para o seu caixa.

Se é a primeira vez que você está alugando um imóvel e também está começando agora com o seu negócio, busque prazos menores, porém com opção de renovação, não perder o imóvel para outros interessados e ter que começar outra busca. Se, por outro lado, seu negócio já está consolidado e você já percebeu que terá que fazer grandes reformas no imóvel e pretende investir pesado, então contratos com prazos mais longos são ideais.

Devo comprar ou alugar o imóvel?

Essa é uma dúvida bastante recorrente entre os empreendedores: o que será mais interessante, o aluguel ou a compra definitiva do imóvel desejado? A resposta para essa pergunta depende de uma boa reflexão por parte do empreendedor, bem como uma análise profunda do seu capital disponível e o peso que as duas modalidades terão no seu orçamento. Obviamente, a opção que trazer menos impactos negativos e se encaixar no seu orçamento deverá ser a escolhida.

Para negócios com pouco tempo de atividade ou, até mesmo, aqueles que vão alugar o primeiro imóvel, é preciso estar atento ao peso de um financiamento nas suas contas. O financiamento como resultado do investimento em uma compra de imóvel pode interferir bastante no seu orçamento mensal. Se não for planejado da forma correta, esse peso extra nos seus cálculos pode comprometer o bom funcionamento de sua empresa.

Com isso, fica evidente que a opção de aluguel é bem mais interessante para quem pretende começar agora ou ainda está há pouco tempo no mercado. Além de uma burocracia menor em relação à contratação de um financiamento, o aluguel permite com que você primeiro consolide o seu negócio, para que depois siga a próxima etapa que é bastante natural: a compra do seu próprio ponto comercial.

Além disso, o aluguel fornece uma melhor comodidade em relação a mudanças e correção de possíveis erros na escolha do imóvel. Principalmente no caso de quem está começando agora, pode haver erros de julgamento na escolha do imóvel ou simplesmente imprevistos. Isso poderá ser consertado com o rompimento do contrato e a busca por um novo ponto comercial que favoreça seu negócio.

Quanto meu orçamento deve ser comprometido com os custos do imóvel?

Mais uma vez não há uma resposta imediata para essa pergunta, cada caso deve ser analisado com as suas particularidades. Vale destacar que há algumas características gerais que devem ser levadas em consideração. Um exemplo disso está relacionado ao segmento das franquias. É aconselhável, nestes casos, que o empreendedor não gaste mais que 15% do seu faturamento com o ponto comercial. Entretanto, dependendo do seu negócio e da escolha minuciosa do ponto, é possível baixar esse gasto para um dígito, algo em torno de 7% do seu orçamento nos melhores casos.

Os pontos com menor custo sempre serão os de negócios voltados mais populares, em bairros mais afastados, como já destacado aqui. Para quem pretende iniciar algo mais premium e voltado para pessoas com maior poder aquisitivo, é preciso ter em mente que os gastos com o imóvel serão maiores, levando em conta a exigência do seu público-alvo. Geralmente estabelecimentos localizados em bairros nobres ou em shoppings exigem maior investimento financeiro por parte do empreendedor.

E quais são os principais erros cometidos por empreendedores na escolha do ponto comercial?

Talvez o grande erro cometido pelos empreendedores é justamente adaptar o seu negócio a um determinado ponto encontrado, sendo que o ideal é que ocorra o contrário. Ao adequar a sua empresa a um ponto que você considera ideal, saiba que, consequentemente, seu negócio também estará perdendo identidade própria e as características que podem fazer do seu comércio um grande sucesso. No caso de quem está iniciando agora é ainda mais grave. Não dá simplesmente para moldar suas ideias e tudo o que foi pensado para colocar seu empreendimento em prática por causa de um imóvel. É o ponto que deve ser adaptar aos seus conceitos, seu modelo de negócio. Não existe um local perfeito, que caiba muito bem no seu orçamento, existe o seu ponto que estará adequado ao seu negócio e proporcionará bons resultados.

Quando estiver perto de tomar a decisão final, pelo menos três pontos diferentes devem estar entre as suas opções. Se apenas um ponto chegou nesse estágio final, então você fez algo errado no processo de escolha ou eliminação de possíveis pontos. Quanto menos opções você tiver em mãos, menor será o seu poder de barganhar junto ao proprietário. Por isso, a ansiedade não deve tomar conta de você e muito menos atrapalhar as negociações, aja com calma e mostre bastante segurança, deixe explícito que você possui outras opções. Essa é uma fase importante, pois é essa negociação que irá garantir o melhor custo e, consequentemente, o menor impacto no seu orçamento.

Fazer uma busca pelo seu ponto sozinho pode ser um tiro no escuro. Tenha em mente que o ponto ideal, ou aquele que melhor atende as exigências do seu negócio, ficará muito pouco tempo disponível. Por isso, encontrá-lo o mais rápido possível deve ser uma tarefa importante. Procure a ajuda de pessoas especializadas, se possível. Amigos e outros empreendedores parceiros e, até mesmo seus sócios (caso existam) também pode ajudar bastante na pesquisa de pontos para avaliação.

Considerar apenas o preço do aluguel também é outro erro bastante comum. É preciso estar atento às condições do seu possível ponto, certifique-se quanto a possíveis reformas que deverão ser feitas, gastos com segurança particular (se necessário), gasto extra para melhorar a infraestrutura do lugar como, por exemplo, ampliar o estacionamento ou criar um. Uma vantagem dos shoppings é justamente o fato de incluírem estacionamento, segurança e manutenção. A depender do seu empreendimento, essa pode ser uma boa alternativa.

A aparência do imóvel também importa. Principalmente se estamos falando de um negócio de passagem como é o caso de fast-food, ou seja, onde o novo consumidor será atraído pela fachada, o anúncio daquilo que é oferecido no seu negócio dentre outros detalhes que vão agradá-lo. Se estamos falando de um negócio de destino, ou seja, aquele em que o seu cliente está disposto a fazer um deslocamento prévio, então, é preciso estar atento a esse deslocamento do seu consumidor. Se ele irá enfrentar muito congestionamento ou é um local de difícil acesso, então logo ele irá buscar um concorrente.

Para quem pretende atuar com um negócio de passagem, o fluxo de pessoas será determinante. Com isso, locais próximos a estações de metrô, terminais de ônibus e demais transportes coletivos públicos são lugares interessantes. Além de estar em um local com um bom fluxo de pessoas, também será preciso contar com fachada convidativa e com boa visibilidade de forma a atrair seus clientes em potencial.

Serviços adicionais como estacionamento e segurança privada são essenciais para quem pretende atuar no ramo dos negócios de destino.

Não fazer uma avaliação completa da área de atuação bem como a localização dos seus concorrentes é outro erro recorrente. É preciso fazer uma avaliação em relação a qual região o seu produto/mercadoria ou serviço será mais consumido ou requisitado. Por exemplo, não adianta encontrar um ponto agradável em áreas mais periféricas se a sua clientela está mais próxima do centro da cidade ou pode se potencializar por lá. O investimento num ponto mais distante, porém mais barato (se for o caso), significará um maior investimento em marketing e um retorno em curto prazo possivelmente menor do que o esperado.

De nada vale apenas escolher um determinado bairro ou endereço, é preciso optar pela melhor localização nesse destino. Procure por endereços mais próximos de empreendimentos que complementem o seu negócio ou simplesmente onde estão os seus concorrentes e, portanto, onde estarão os clientes.

Outro erro crucial é a escolha do local já pensando na sua venda futura por um valor maior, no caso daqueles que preferem ou possuem capital suficiente para a aquisição do imóvel. Ora, a sua fonte de lucro será o seu negócio, são as suas ideias que serão colocadas em prática, não o imóvel. E se você optar por escolher um determinado ponto tendo como principal meta sua venda futura e lucro com essa operação, então acabará pecando bastante quanto às características desse ponto e como elas se adaptam ao seu negócio. Ou seja, cometerá o erro já destacado neste artigo: irá adaptar as suas ideias ao ponto e não o contrário.

Além dos erros aqui elencados, também tome alguns cuidados extras aos escolher o seu ponto comercial, dentre os quais podemos destacar:

  • Apesar do fluxo de pessoas ser importante para determinados tipos de negócios, é aconselhável evitar escolher pontos comerciais em frente a pontos de ônibus, por exemplo. Essa escolha pode comprometer de forma significativa a visibilidade do seu empreendimento, tendo em vista a constante aglomeração de pessoas.
  • A insegurança é hoje um dos grandes problemas da segurança pública no nosso país. Por isso, procure pontos distantes de locais mais violentos ou que simplesmente transmitam a ideia de um lugar inseguro. Como exemplo, podemos citar ruas com pouca iluminação durante a noite.
  • Para quem pretende abrir um escritório, por exemplo, e sente a necessidade de alugar um andar em um prédio comercial ou uma sala em um respectivo andar, evite os últimos andares ou corredores sem saída. Geralmente esses espaços contam com pouca movimentação.
  • Como a burocracia é um dos principais entraves para se abrir um negócio no Brasil, fique atento à legislação local, pois eventuais problemas com a prefeitura podem adiar a abertura ou prejudicar o seu empreendimento já em processo de consolidação.

Essa é a fase mais importante para estabelecer seu negócio. Já tem em vista um ponto comercial para seu empreendimento? Escreva um post com suas experiências. Se gostou do texto, curta e compartilhe nas redes sociais.

Ler matéria completa
Indicados para você