{{ warning.message }} Ver detalhes
Post
Link
Pergunta
[editar artigo]

Como ser mais influente

Quem não gostaria de ser mais influente?

Desde convencer um cliente em uma negociação de vendas, fazer seu chefe mudar de opinião sobre um projeto ou convencer seu vizinho a manter o jardim limpo. Todos nós gostaríamos de ser mais persuasivos e influentes

Como fazer isso?

Aqui vão 3 dicas baseados em experimentos científicos contados no livro Influência Invisível de Jonah Berger. Essas dicas te ajudarão a ser mais influente, motivar as pessoas a sua volta e ser mais bem sucedido no trabalho e na vida.

1- Seja um camaleão:

Cientistas estavam buscando características que fazem bons negociadores. Como eles fizeram isso? Eles assistiram e analisaram várias negociações e descobriram um macete que faziam os negociadores até 5 vezes mais eficazes em conseguir bons resultados na negociação.

O truque qual era? Imitar a pessoa com que está negociando. Imitar mesmo. Se a pessoa do outro lado da mesa cruza as pernas, você faz o mesmo. Se a pessoa faz movimentos com a cabeça, você segue os mesmos movimentos.

Bons negociadores imitam gestos, linguagem e comportamento. Essa regra não funciona apenas em mesas de negociação. Em restaurantes, garçons que repetem os movimentos dos clientes e as mesmas palavras recebem gorjetas 70% maior. Seja um camaleão. Se um cliente começa e mails com Olá, use o mesmo cumprimento. Use a mesma linguagem. Essa imitação é percebida pela outra pessoa como semelhante. E seres semelhante tornam-se aliados. Pense nisso!

2- Seja o diferentão:

Imitar é uma maneira de criar influência, mas existem outras formas. As vezes a diferença atrai influência. Pessoas buscam escolhas que as tornem únicas e a diferenciam do comum. Pense como Steve Jobs influenciou as pessoas por levar uma solução que tornassem pessoas diferenciadas. Para exemplificar esse comportamento, o autor do livro conta um experimento feito com amigos em uma mesa de restaurante. A escolha de qual cerveja pedir era influenciada pela escolha dos outros indivíduos a mesa. Por que? Porque indivíduos pediam cervejas que os fizessem parecer únicos. Incrível, não?

3- Faça comparações:

Nós somos seres que estamos o tempo todo nos comparando. Comparar é uma boa forma de motivar e levar pessoas à ações.

Em um experimento científico na Califórnia, os pesquisadores passavam de casa em casa em uma vizinhança tentando convencê-las a economizar energia. Porém, usando argumentos diferentes:

a) Economize energia para salvar o meio ambiente.

b) Economizando energia você terá boa redução nos seus custos e poderá gastar esse dinheiro com outras coisas.

c) Economizando energia você estará ajudando seu bairro e sua comunidade.

Depois de alguns meses os pesquisadores voltaram a esses bairros e o que eles descobriram é que nada havia mudado, nenhuma ação tinha sido tomada em relação aos gastos com energia. Era como se os pesquisadores nunca tivessem passado por lá.

Na verdade, teve um quarto argumento. Foi o grupo em que os pesquisadores tentavam convencer contando as práticas dos vizinhos ao lado. Contando do vizinho que trocou o ar-condicionado pelo uso de ventiladores, ou aquele que trocou as lâmpadas por mais econômicas, etc. Você já deve imaginar o resultado. Esse foi o argumento mais eficaz em gerar mudanças de comportamento para a economia de energia.

Temos que lembrar que o sentimento de pertencimento é umas das necessidades mais essenciais do ser-humano. Por isso trocar práticas é tão efetivo. É uma das formas mais eficazes de motivar e influenciar outras pessoas e por consequência, o mercado.

Gostou dessas dicas? Fazer parte do Clube significa fazer parte de uma rede capaz de influenciar e se motivar, não com ideias malucas, mas com as práticas reais que vieram de pessoas como você, afins de influenciar.

No próximo post, vou contar como compartilhar no Clube ajudou o consultor de marketing digital, Felipe Orsoli, a ficar em evidência no Google. Até lá.

Matheus dos Santos

Matheus dos Santos

redator e gerente de comunidade @freelancer

Fique informado sobre as novidades da comunidade
Cadastre-se aqui
Gostou desse artigo? Escreva o seu também!
Nova publicação

Artigos relacionados

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar