[ editar artigo]

Como melhorar o seu poder de comunicação

Como melhorar o seu poder de comunicação

 

Quantas oportunidades você já perdeu por travar na hora de convencer alguém? E somente técnicas de oratória tradicionais não são suficientes pra mudar esse cenário

Diariamente nos deparamos com situações em que precisamos ter domínio total sobre a nossa capacidade de comunicação e expressão, seja nos negócios (na hora de convencer clientes, prospectar parcerias, negociar com fornecedores, liderar colaboradores) ou mesmo para resolver conflitos pessoais e familiares.

Se estamos com um projeto de startup, então?! Não precisamos nem falar na importância de saber se comunicar. Não basta apenas ter a ideia e um bom projeto, é preciso apresentá-lo muito bem. Aqui entra o famoso “pitch”, que deve ser rápido e direto, com o propósito de convencer investidores de que aquilo é um bom negócio para colocar dinheiro e não uma aposta em sonhos.

Isso sem falar nas redes sociais! Conectar-se com outras pessoas por meio de vídeos tornou-se quase que uma obrigação, principalmente quando o assunto é credibilidade e fortalecimento da nossa marca pessoal e aproximação com os clientes.

Mas, como controlamos o medo da exposição ou a timidez?  O que devemos fazer para estimular as pessoas a nos escutar? Como atraímos e mantemos a sua atenção? Fazendo com que se interessem pelos nossos argumentos, de modo que não notem o nosso nervosismo ou se distraiam.

Manter a atenção e o interesse do interlocutor e controlar a ansiedade é fundamental para o sucesso de qualquer negociação. E somente as técnicas de oratória tradicionais não serão suficientes. É preciso expandir os nossos limites com algumas habilidades pessoais, como:

  • Ter empatia – esta é a mais importante delas. Saber identificar e compreender os sentimentos, as ideias e o momento do interlocutor. É ler as emoções do outro e vivenciar seu ponto de vista no momento em que interagimos com ele;
  • Respirar corretamente – praticar a respiração abdominal atentamente ajuda a controlar a ansiedade e o nos coloca no momento presente;
  • Estar presente – é entregar-se por completo, sem dispersar-se com outros acontecimentos, utilizando-se de linguagem corporal adequada;
  • Vibração – manter elevado o nível de energia durante a apresentação, que geralmente são expressas pela postura corporal e tom de voz;
  • Flexibilidade – estar preparado para o diálogo, mesmo que ele esteja fora do discurso ou apresentação planejada;
  • Saber improvisar – saber lidar e se aproveitar com desenvoltura e criatividades das situações inesperadas ou momentos controversos.

E você deve estar se perguntando: “Mas, afinal, como desenvolver tudo isso ao mesmo tempo?”. A resposta é: “Em um curso de teatro!”. Claro! Ninguém melhor do que um ator para saber que o sucesso de uma peça está diretamente relacionado com a interação com a plateia. Por isso, todas estas habilidades são trabalhadas a fundo no teatro.

E recomendaria a qualquer pessoa, independente se é empreendedor ou não. Com o reconhecimento dos nossos medos, inseguranças, singularidades, potencialidades e, principalmente, mecanismos detonadores de ansiedade, passamos por um processo efetivo de autoconhecimento, que é vital para quem almeja o sucesso.

 

Clube Sebrae
Rodrigo Furgieri Mancini
Rodrigo Furgieri Mancini Seguir

Sou empresário com formação em economia, MBA em Finanças, Mestrado e Doutorado em Geografia Econômica pela Unesp. Mais que um apaixonado por empreendedorismo e viagens, um colecionador de experiencias.

Ler matéria completa
Indicados para você