[ editar artigo]

Como utilizar o remarketing a seu favor

Como utilizar o remarketing a seu favor

Já ouviu falar no termo remarketing? Ele indica uma prática de marketing digital que, pelo menos como consumidor, você já deve ter se deparado. O remarketing nada mais é do que o conceito por trás daquelas ações virtuais que têm por objetivo chamar a atenção de alguém que abandonou uma compra ou oferta que estava de olho, no ambiente on-line, já em suas etapas finais.

Sabe, por exemplo, quando você está pesquisando passagens aéreas despretensiosamente e, algum tempo depois, começa a receber comunicações sobre as mesmas passagens, tanto por e-mail quanto ao visitar algum outro site? São as companhias aéreas aplicando o remarketing com você!

Essa estratégia também pode ser aplicada em sua empresa e de uma forma muito simples. Continue acompanhando este artigo, para saber mais a respeito do remarketing e o seu papel na conversão de leads (ou prospects) em clientes.

Afinal, o que é remarketing?

Trata-se de uma ferramenta que, literalmente, faz marketing novamente para a mesma pessoa. Alguns a definem como o follow-up (prática de acompanhamento comum em vendas) do mundo digital. Em geral, a sua duração é de até 30 dias.

O remarketing identifica usuários interessados e suas pesquisas na web, com o propósito de oferecer resultados relacionados, por meio de anúncios em links patrocinados. Essa forma de publicidade é geralmente associada ao comércio eletrônico (e-commerce) e os créditos de sua criação são atribuídos à Google.

Mas não se engane! Também há casos de remarketing no comércio físico. Basta lembrar que as lojas costumam manter o cadastro de seus consumidores (um dos princípios de CRM - do inglês, gestão de relacionamento com o cliente). E, não raramente, essas lojas tinham o hábito de enviar, pelos Correios, catálogos de moda com a nova coleção para as suas freguesas, além de disponibilizar cupons de desconto, para incentivar a venda, e mesmo realizar ligações para saber o que o cliente achou do último produto adquirido. Isso tudo é remarketing!

Se essas ações já tinham expressivo sucesso no mundo real, imagine no virtual, onde as possibilidades são ampliadas!

Não há como negar: com as informações coletadas pela gigante dos motores de busca, é possível fazer ações muito mais precisas e orientadas para reativar a base de clientes e incentivar o engajamento deles.

Como o remarketing funciona?

Toda essa estratégia torna-se possível graças ao mecanismo de cookies, que talvez você ignore ao fazer navegação pela Internet. Os cookies são como mecanismos de registro de todas as informações acessadas pela web. Assim, o Google usa as informações desses arquivos para oferecer resultados mais refinados em sua busca.

Esses “rastros” são preciosos, e são o que torna o remarketing possível. A maioria dos sites passou a exibir avisos sobre a política de privacidade e coleta de cookies, para que seus usuários entendam que os dados registrados ali podem ser utilizados em publicidade on-line.

Para que serve o remarketing?

Quem tem e-commerce já deve ter se deparado com situações nas quais os usuários enchem o carrinho e o abandonam, seja pelo custo do frete, insegurança em relação à compra virtual ou por qualquer outro fator que você não terá acesso, até realizar um segundo contato. É por ajudar a driblar questões como essas que o remarketing pode funcionar para você. Trata-se de uma maneira de recuperar os leads perdidos, incentivando-os a acelerar a etapa de decisão de compra. É aquele empurrãozinho que faltava, sabe?

Por que investir em remarketing?

Conforme informações do Google Adwords, um percentual muito expressivo das vendas on-line (97%) não acontece com a primeira visita do usuário ao site. De acordo com o produto ou serviço, essa taxa pode ser até maior. Da mesma maneira, a distração costuma ser bem alta nesse ambiente. Assim, as chances de o consumidor ver a oferta de uma marca e fechar com outra existem, caso essa lembrança de marca não esteja presente. Esse é um terreno para lá de fértil para apostar nas iniciativas de remarketing.

Além disso, ao oferecer descontos, as chances de o cliente concretizar a venda são ainda maiores. E, entre vender com desconto e não vender, a primeira opção ainda é mais vantajosa para qualquer empreendedor.

Outra saída é apelar para as restrições de validade da oferta: seja por data, unidades disponíveis ou quantidade de clientes. Com esse senso de urgência e a maior exposição do produto ou serviço, a probabilidade de os clientes concretizarem a aquisição é maior.

Quais as principais plataformas de remarketing?

- Google

Quem pensa em colocar uma campanha de remarketing no ar deve abrir uma conta no Google Adwords, em primeiro lugar. A plataforma de anúncios norte-americana vai distribuir os anúncios em dois tipos de rede: de Display e de Pesquisa.

Rede de Display – anúncios em sites, blogs ou portais cadastrados no Google Adsense.

Rede de Pesquisa – ocorrências no topo da primeira página do motor de busca. Mas esteja alerta: dependendo dos termos de pesquisa, o anúncio pode nem aparecer.

Também há um limite de exibições no Google, para melhorar a experiência do usuário. No máximo, a sua marca vai aparecer quatro vezes em uma campanha, para o mesmo usuário. Os anúncios também são diferenciados dos resultados orgânicos, por meio de uma etiqueta verde indicando “anúncio”.

Facebook

Na rede social, os anúncios são dinâmicos, isto é, a sua exibição só acontece para aqueles usuários que já demonstram alguma predisposição a adquirir o produto ou serviço.

Como fazer remarketing?

O primeiro passo é estabelecer uma lista de clientes para remarketing, constituída pelos visitantes do seu site. Ao criar essa lista, você definirá alguns critérios para a segmentação desses visitantes, como localização geográfica. Dessa maneira, seu anúncio será preferencialmente exibido para esse público que você escolher. Quanto mais específico, melhor!

Com o suporte de um programador, você precisará incluir uma tag específica dentro do código HTML do seu site. Então, se você já tiver um acesso mínimo ao site, poderá começar a contar com os benefícios de uma campanha de remarketing para o seu negócio. Comece agora mesmo! É a sua chance de reconquistar o cliente e aumentar a sua taxa de engajamento e conversão!

Gostou deste artigo? Então, continue navegando pelo nosso site. Tem muito mais conteúdo de qualidade esperando por você!

Clube Sebrae
Crislayne Andrade de Araujo
Crislayne Andrade de Araujo Seguir

Jornalista pela Uerj, com MBA em Marketing pela FGV e certificação de Produção de Conteúdo para Web, tem experiência em comunicação organizacional e redação para empresas globais. Focada em estratégias de comunicação e marketing para PMEs.

Ler matéria completa
Indicados para você