Como vender na internet de maneira eficiente?
[ editar artigo]

Como vender na internet de maneira eficiente?

O mercado brasileiro de internet já conta com mais de 100 milhões de usuários conectados diariamente na rede, buscando conteúdo, compartilhando seus momentos, e pesquisando por soluções para os mais variados problemas. Partindo deste princípio podemos dizer que muitas destas pessoas, se ainda não compraram, provavelmente um dia vão comprar um produto pela internet.

Isso quer dizer que se você já é empreendedor ou está em processo de abertura do seu negócio, não faz sentido planejar e executar seu empreendimento sem pensar nas possibilidades que a web oferece. Desde a comercialização de produtos até a divulgação de serviços, é essencial que você entenda como vender na internet de maneira ágil e eficiente.

Por que investir no comércio eletrônico?

Para começar a conversa, só em 2016 o comércio eletrônico brasileiro faturou mais de R$50 bilhões e apenas esse dado já deveria ser o suficiente para te convencer da validade deste investimento. Além disso, podemos destacar também a relação entre custo e alcance de marca neste ambiente digital para validar a dedicação do seu negócio para a web.

Diferente de um negócio físico, o custo para o desenvolvimento de uma loja virtual é bem mais acessível. O próprio empreendedor consegue começar sozinho, com plataformas prontas com dezenas de funcionalidades e ferramentas para seu ecommerce. Isso sem falar nos marketplaces que permitem a oferta de produtos sem necessariamente desenvolver um site.

Atrelado ao baixo custo está o potencial de alcance que uma loja virtual tem em relação a um negócio físico. Pense assim: com sua empresa na internet, em poucos cliques qualquer pessoa pode conseguir encontrar sua empresa. É claro, não é fácil ser encontrado, mas a possibilidade existe da mesma forma para todos os empreendedores.

Como começar?

Antes de mais nada é preciso compreender o que está por trás desta loja virtual, e para isso é importante fazer um breve planejamento que contemple seus parceiros, concorrentes, fornecedores, e principalmente, nicho de público-alvo. Além disso, neste início já é importante também planejar a logística da sua loja, uma das questões mais determinantes para o sucesso de uma loja virtual. Afinal de contas seu produto precisa chegar em qualidade perfeita e dentro do prazo definido na hora da venda.

Simplicidade antes de tudo

Depois disso, com seu mercado de atuação mapeado e a estratégia definida chega a hora de pensar no site propriamente dito. Ter o próprio site é a alternativa principal para começar no comércio eletrônico, mas para pequenos empreendedores existe também a possibilidade de usar plataformas de marketplace prontas já existentes, como o Mercado Livre ou o Elo7.

Falando sobre o site ou a plataforma podemos destacar três pontos. O primeiro é que seu sistema precisa ser simples e fácil de usar. Ou seja, em poucos cliques o usuário consegue pesquisar pelo produto, encontrar, colocar no carrinho, preencher os dados de entrega e pagar.

A simplicidade vale inclusive para evitar confusões e mal entendidos, especialmente no que diz respeito ao frete ou prazo de entrega. Sobre o risco de erros, outro trabalho importante na hora da construção do site é a garantia de segurança para as transações que serão realizadas. Um erro neste sentido, e sua loja pode estar fadada ao fracasso.

Em segundo lugar é importante utilizar uma plataforma leve, para que o site seja rápido no carregamento — nenhum comprador tem paciência para esperar por muito tempo. Por fim, ele precisa necessariamente ser otimizado para acessos por meio de dispositivos móveis, já que hoje a navegação no mobile está crescendo cada vez mais.

Marketing e divulgação

Nenhuma loja é encontrada pelos potenciais clientes se não houver um esforço de divulgação e marketing. Para isso, o ideal é trabalhar com diferentes fontes de tráfego para seu negócio.

Se você estiver trabalhando com marketplaces prontos como Mercado Livre esta divulgação é mais simples, já que a própria plataforma investe no marketing dos produtos cadastrados. Além disso você também pode investir para patrocinar seus produtos dentro da própria plataforma para aumentar sua visibilidade.

Para o caso de um site é importante que você trabalhe principalmente com conteúdo e mídia paga. O primeiro pode ser feito diretamente em um blog próprio vinculado ao seu site ou mesmo nos canais da sua empresa nas redes sociais. No longo prazo é este conteúdo que vai ajudar sua loja a ser encontrada de forma orgânica na busca do Google.

Na segunda estratégia, da mesma maneira, vale o investimento no buscador e nas redes sociais. No Google seu investimento em mídia pode, e deve, ser dividido entre os anúncios na busca e as opções de banners da rede de display. A tendência é que o resultado seja melhor na busca, mas isso é a sua experiência que vai indicar o melhor caminho. Nas redes sociais o ideal é que o esforço seja direcionado para o patrocínio de seus posts, para aumentar o alcance e o potencial de engajamento dos usuários com sua loja. Para saber mais, leia esta série sobre Marketing Digital

Atendimento e pós-venda

O objetivo de todo empreendedor é fidelizar seus clientes para que eles não se limitem a apenas uma compra. A intenção é sempre estimular a recompra e o retorno dos clientes à loja. Para isso você também deve prestar atenção no atendimento que oferece durante a compra, e em especial no pós-venda.

Em ambos os casos, o contato de um representante da empresa com o cliente é determinante para a imagem que será transmitida às pessoas sobre sua marca. Quanto mais você entregar ao cliente além do prometido para conquistá-lo, com um atendimento incrível e eficiente, a tendência é que alguns destes compradores satisfeitos deixem de ser apenas clientes para se transformarem em advogados da sua marca.

Fazer a gestão de uma loja virtual envolve muito mais do que apenas a interface onde o usuário navega e em alguns cliques efetua uma compra. Quem compra em um ecommerce tende a não imaginar tudo o que envolve esta operação. Não é um trabalho simples e fácil, demanda mais trabalho do que a maioria das pessoas pensa, mas o potencial de retorno justifica todo o esforço do empreendedor.

Acesse agora nossa Central de Atendimento e fale com nossos especialistas sobre todos os detalhes necessários para começar a vender na internet com seu MEI hoje mesmo. Eles estão esperando seu contato!

Clube Sebrae
Matheus Ferraz
Matheus Ferraz Seguir

Escritor e consultor de SEO @Upwell

Continue lendo
Indicados para você