[editar artigo]

Coragem de se Reinventar

Minha prima Raquel está há um ano desempregada quando já cansada, desmotivada e sem dinheiro resolveu mudar o rumo da sua busca por uma recolocação e trajetória profissional momentâneamente e criar um pequeno negócio. Me enviou uma mensagem com a ideia e pediu para ir no meu escritório para conversar e analisar se o projeto era viável.

O que fizemos pode ser um guia para quem deseja fazer algo novo e diferente mas que não sabe por onde começar. Você pode acompanhar o passo a passo do que fizemos em um pequeno espaço de tempo mas com muito foco e determinação.

Em primeiro lugar devemos ter iniciativa e coragem de colocar em prática uma ideia, nos perguntar o que fazemos bem e o que gostamos de fazer. No caso dela, é fazer doces. O diferencial deste produto são os acompanhamentos que o cliente pode escolher, embalagem prática que pode ser reutilizada e uma simples colher.

O produto é viável e precisa de ingredientes de qualidade para satisfazer o cliente e potencial para que as pessoas indiquem e que queiram comprar novamente. Isso exige eficiência do profissional que se propõe a vender seus serviços, estar aberto a críticas e buscar fazer sempre melhor.

Cumprir com os compromissos assumidos tais como prazo de entrega, qualidade e preço fazem parte do papel do profissional que chamo de Ética que uma vez quebrado, difícil recuperar.

E a divulgação?

Raquel buscou na sua rede de contatos alguém que pudesse fazer sua logo sem custo e em dois dias já tinha o modelo de sua etiqueta e cartão. Hoje existem diversos aplicativos que podem ajudar na criação. Começamos bem! Depois disso criamos a sua página nas redes sociais, convidamos amigos e divulgamos em diversos grupos de interesse. Os amigos também ajudaram a compartilhar a sua página com muitas palavras de incentivo e recomendação.

Sugeri que fizesse algumas amostras para divulgação, isso ajuda as pessoas conhecerem o produto e indicar. Ela definiu um determinado público alvo e iniciou a entrega das amostras.

Em uma semana recebeu vinte encomendas e se sentiu muito feliz ainda que a remuneração não seja a esperada mas para isso é preciso planejamento, calma e muita persistência.

Este post escrevi em julho deste ano de 2016. Estamos em outubro e Raquel voltou a trabalhar na área de comércio exterior. Continua recebendo suas encomendas,fazendo seus doces e levando em paralelo o que gosta de fazer. Um trabalho que alguns meses atrás foi uma ponte para a sua volta ao mercado e que abriu diversas novas oportunidades para a sua carreira.

Minha prima retomou sua auto confiança, enfrentou a timidez,  aprendeu a vender e conseguiu reverter alguns resultados desanimadores do passado.  Ela acreditou.

Quem sabe esta paixão se torne o seu Plano A de carreira futuramente?

Sobre Andréa Montrucchio

Empresa credenciada SEBRAE PR, atua em gestão de pessoas a 20 anos, é senior coach, instrutora e autora de programas de desenvolvimento profissional. Representa o PR no Comité de Ética International Coaching Federation e escreve semanalmente para a coluna Você e sua carreira no jornal Tribuna do Paraná e portal ParanáOnline do grupo GRPCOM.

Andréa Montrucchio
Andréa Montrucchio Seguir

Coach Empresarial - Sebrae PR

Continue lendo
Indicados para você