[ editar artigo]

Da série: Como desenvolver um app mobile – Os 3 principais fatores

Da série: Como desenvolver um app mobile – Os 3 principais fatores

Olá caros amigos empreendedores do Clube Sebrae, antes de mais nada gostaria de me apresentar: Me chamo Danilo Brizola, sou empreendedor como vocês, atualmente meu full-time job é como empreendedor e diretor comercial da Snowman Labs, empresa especializada em desenvolvimento de soluções mobile. Além disso, me especializei em vendas de alta complexidade em tecnologia mobile, com experiências em negociação com grandes empresas do mercado nacional e internacional. Sou membro do Global Shapers, movimento global de jovens transformadores criado pelo World Economic Forum, de Davos. E também fui um empreendedores que iniciou o Startup Curitiba, organização que tem como objetivo fomentar e trazer oportunidades aos empreendedores do ecossistema de startups de Curitiba.

Meu objetivo aqui é trazer vários assuntos sobre o mercado de apps mobile, empreendedorismo, inovação, e acima de tudo, trocar experiências e aprendizados com vocês! E aí, vamos nessa?!

Hoje começo uma série no total de 4 publicações sobre o como desenvolver um app mobile. Em uma época de crise onde muitos estão buscando a diferenciação através da inovação ou até mesmo em uma oportunidade no mercado mobile, decidimos compartilhar essa publicação para orientar as melhores práticas para aqueles que querem desbravar o bilionário mercado dos aplicativos. Acompanhe a primeira publicação e fiquem espertos, pois na próxima segunda teremos a continuação.

Muitas são as dúvidas que surgem quando temos uma ideia para o desenvolvimento de um app mobile. Uma delas, e talvez a mais importante para dar início a essa “jornada empreendedora”, é o investimento necessário para criação de um aplicativo, ou seja, quanto vai custar toda essa “brincadeira”.

Um bom começo é fazer uma pesquisa de mercado, com foco no seu objetivo e com o máximo de especificações que você deseja. Fique atento com alguns orçamentos, porque, dependendo do nível dessas empresas e do entendimento que tenham do seu negócio ou da sua ideia, os valores podem variar bastante.

Se você ainda não tem muita ideia do que irá criar, a dica é não buscar por uma estimativa baseada em um aplicativo que você mais usa, por exemplo: “quero um aplicativo parecido com o 99Taxis”. Isso faz com que as empresas tenham diversas percepções do seu projeto, fazendo com que os valores variem bastante uns dos outros, te deixando em um mar de confusão.

Com as especificações e objetivos do seu projeto em mãos, agora é hora de entender os custos para tirar a sua ideia do papel e construir um aplicativo de verdade. Aqui na Snowman Labs, nós temos um produto que pode ajudá-lo a chegar na especificação exata do seu projeto, o App Discovery #FicaDica.

Além disso, levamos em consideração três principais pontos para chegarmos ao preço de um aplicativo: a complexidade e quantidade de funcionalidades do app, os profissionais que serão envolvidos no projeto e o tempo que nosso cliente está disposto a esperar para ter a solução em suas mãos.

Nos próximos posts, vou explicar separadamente cada ponto que pode influenciar nos valores de criação de um aplicativo, para que vocês possam entender melhor como funciona todo o processo de desenvolvimento de um app mobile. Na próxima segunda-feira irei compartilhar mais uma publicação. Fiquem ligados! Até lá!

Clube Sebrae
Danilo Brizola
Danilo Brizola Seguir

CSO - Snowman Labs

Ler matéria completa
Indicados para você