[ editar artigo]

Descubra se você possui essas 7 características empreendedoras

Descubra se você possui essas 7 características empreendedoras

Um dos motivos que impede as pessoas de seguirem o sonho de abrir uma empresa é a impressão de que “não levam jeito” para a coisa; em outras palavras, de que não possuem características empreendedoras. Porém, não se pode dizer isso sem, antes, realmente avaliar se possui essas características. Aliás, você sabe quais são elas?

Nesse post, vamos apresentar sete características empreendedoras e algumas maneiras de descobrir na prática se você tem cada uma delas no seu perfil. Vamos começar?

1. Iniciativa

Uma das características básicas do empreendedor é ser o tipo pessoa que, ao identificar uma oportunidade ou necessidade, vai e faz. Ele não deixa para depois e, na maioria das vezes, nem repassa a responsabilidade para outra pessoa. Essa característica é importante porque, no mundo dos negócios, quem chega primeiro geralmente sai em vantagem. Não temos todo o tempo do mundo para agir; então, quem tem iniciativa sai na frente.

Como saber se você é uma pessoa de iniciativa? Um teste bem simples: imagine que você está andando pela sua casa (ou pela sua empresa) e percebe que, em um determinado local, você enxerga um prego  torto que pode acabar machucando quem passar distraído por ali. Para consertar, será preciso pegar um martelo e dar algumas batidas – nada muito complexo. 

Você pede a alguém para consertar, faz uma anotação mental para resolver isso depois, ou pega o martelo e resolve o problema? Quem tem iniciativa não vai deixar para depois, especialmente sabendo que se trata de algo que pode ser feito agora e que vai resolver um problema importante. 

2. Persistência 

Ninguém vai dizer que a jornada de empreendedor é fácil. Portanto, se você quer ter sucesso nela, precisa apresentar uma característica empreendedora essencial: a persistência. A capacidade de continuar seguindo em frente, sem desistir, mesmo diante de obstáculos.

Porém, tome cuidado! Ser persistente é diferente de ser teimoso. Quando percebe que o caminho escolhido não está trazendo os resultados esperados, o empreendedor também sabe dar um passo para trás, reavaliar a situação e, se for necessário, tomar um novo rumo.

Quem tem persistência não interrompe aquilo que se propôs a fazer por motivos supérfluos. Mesmo quando está cansado ou quando as coisas não vão exatamente como imaginou, continua se lembrando do porquê começou e segue em frente. Para saber se você tem essa característica, pense na sua vida: você costuma terminar aquilo que começa?

Por exemplo, quando decide se exercitar e faz a matrícula em uma academia, você assume o compromisso ou para de ir logo que o frio chega? Quando começa um curso de inglês no final do dia, você frequenta as aulas até o fim ou desiste depois de alguns meses, porque depois do trabalho prefere ir direto para casa? 

3. Riscos calculados

Um empreendedor está disposto a correr riscos, mas também não assume uma postura descontrolada. Ele sabe calcular os riscos para diminuir suas perdas e aumentar a chance de sucesso em cada uma de suas apostas. Afinal de contas, não é possível fazer uma empresa crescer sem arriscar, mas arriscar demais pode levá-lo na direção contrária e colocar o negócio em perigo. 

Essa talvez seja uma característica mais difícil de se perceber no dia a dia mas, se você souber correr riscos calculados, provavelmente é uma pessoa que toma boas decisões com o seu dinheiro.

Por exemplo, você investe para conseguir um pouco mais de retorno, mas sem arriscar perder suas economias. Outro exemplo: antes de fazer qualquer compra, pesquisa muito, avalia os potenciais benefícios e está até disposto a gastar mais, se tiver indícios de que vai valer a pena.

4. Insatisfação constante

Parece ruim, mas não é. Uma das características empreendedoras mais marcantes é a insatisfação constante ou, colocando em outras palavras, a certeza de que é possível fazer sempre mais e melhor. O empreendedor por natureza é alguém que está continuamente buscando formas de aumentar a qualidade e a eficiência em seu negócio.

Será que você tem essa característica? É fácil dizer. Pense se, na sua vida pessoal ou no seu trabalho, você usa com frequência a expressão “está bom assim”. Para alguém que tem a insatisfação constante típica dos empreendedores, tudo pode melhorar. Em vez disso, se você é observador e sempre tem ideias novas para aprimorar a maneira como as coisas são feitas, está mais próximo de ser um empreendedor.

5. Comprometimento

É parecido com a persistência, mas não idêntico. O comprometimento tem um caráter mais voltado para os outros do que para si mesmo. Alguém comprometido também não desiste diante dos obstáculos, mas não é pela necessidade de atingir suas próprias metas, e sim pela consciência do impacto que suas ações trazem para outras pessoas.

Um empreendedor não trabalha sozinho. Ele tem colaboradores, clientes e até fornecedores que dependem dele. Por isso, a cada passo de sua jornada, ele leva em consideração todas essas pessoas e organizações. 

Se você tem comprometimento, certamente é do tipo de pessoa que não deixa os trabalhos de grupo para serem feitos pelo resto da equipe. Não gosta de faltar ao trabalho porque sabe que outro colega da sua equipe vai ter que trabalhar em dobro para compensar. Não se atrasa para compromissos, porque valoriza o tempo de quem vai ficar esperando. 

6. Desejo de aprender

Em uma empresa, grande parte das atividades giram em torno de informação. Você precisa de informação para decidir se vai entrar em um novo segmento de mercado; precisa de informação para definir o preço dos seus produtos; precisa de informação até para decidir como lidar com um cliente insatisfeito.

Para uma atividade como o empreendedorismo, em que a informação ocupa um papel tão central, é necessário ter uma sede insaciável por conhecimento. Um empreendedor de sucesso é aquele que a todo momento está observando, refletindo e aprendendo com o mundo a sua volta.

Então, essa característica faz parte do seu perfil? Para começar, relembre a última vez em que você pesquisou sobre um determinado assunto para aprender mais sobre ele, por vontade própria. A última vez em que se matriculou em um curso e fez até o fim. A última vez que leu o jornal ou assistiu a um programa educativo ou um documentário na TV. Se isso acontece com frequência, você está no caminho certo.

7. Orientação para metas

Metas são, ao mesmo tempo, a bússola e o motor das empresas. Elas apontam a direção que deve ser tomada, porque cada decisão precisa estar sempre alinhada com suas metas. Além disso, quando você estabelece uma meta, está desafiando os limites do negócio. Afinal, um bom negócio é aquele que atinge sempre novos patamares, sem ficar estagnado e muito menos regredir.

Bom, se as metas são tão necessárias dentro de uma empresa, faz todo sentido que o empreendedor seja alguém com foco em metas, isto é, alguém que age sempre buscando a concretização de objetivos. Você costuma estabelecer objetivos para si mesmo, de maneira detalhada?

Cuidado, porque não estamos falando daquelas promessas vagas de Ano Novo, que todo mundo faz e, no entanto, quase não têm significado real. Estamos falando de objetivos que têm prazo, são específicos, estão acompanhados por um planejamento e, acima de tudo, pela execução do plano.

Por exemplo, você define que vai viajar para o exterior daqui a 12 meses. Mas não para aí: calcula quanto vai precisar economizar por mês, coloca esse valor no seu orçamento e verifica se é viável, pesquisa as opções mais acessíveis de vôos e hospedagem, programa suas férias… Faz tudo que é preciso para realmente viajar na data escolhida. Se essa situação parece familiar, você é um indivíduo orientado para metas, o que vai ajudá-lo a ser um bom empreendedor.

Essas são algumas das características empreendedoras mais importantes e, se você apresenta os sinais que mostramos aqui, tem potencial para ser um empreendedor de sucesso.

Clube Sebrae
Jéssika Tristão
Jéssika Tristão Seguir

Administradora e apaixonada por empreendedorismo. Analista de marketing no Sebrae ES. Entusiasta de inovação e colaborativismo.

Ler matéria completa
Indicados para você