Fatores que estão impulsionando a competitividade dos bares e restaurantes
[editar artigo]

Fatores que estão impulsionando a competitividade dos bares e restaurantes

Estamos de volta da FISPAL Food Service, que vai até o dia 17 de junho em São Paulo. Enquanto aguardávamos nosso vôo de volta, eu e o João Luis conversávamos sobre visíveis tendências de onde os empresários estão apostando para ganho de eficiência e redução de custos.

Com base no que vimos ao caminhar pelos estandes da feira e conversar com profissionais da área, conseguimos organizar essas tendências em 4 principais grupos:

1- Robôs cozinheiros:

Calma, ainda não chegamos lá. Mas eu diria que a tecnologia nos equipamentos está muito presente. Fornos, estufas para fermentação, máquinas de fazer sushi, processadores de alimentos, etc. Para cada etapa da preparação dos alimentos existe uma automatização. Com a popularização de placas de programação e microcontroladores esse tipo de tecnologia de automatização ficou muito viável, inclusive para pequenas empresas. Conversando com um desses fornecedores,todos esses equipamentos que tornam a cozinha do seu restaurante mais robotizada trazem ganhos em eficiência, pois reduzem gastos com mão-de-obra e desperdício dos insumos. Ele contou um caso de uma padaria que conseguiu reverter o valor investido em maquinário em menos de um ano,uma vez que não era mais necessário gastar com horas extras do padeiro que passava a madrugada preparando a massa do pão.

2- Embalagens sustentáveis:

Vimos várias empresas especializadas em embalagens sustentáveis. Engraçado é que mesmo as que não tinham isso explícito na marca, ainda tinham essa preocupação no discurso. É um caminho sem volta: ou a empresa se ajusta às preocupações dos consumidores, ou acaba sentindo o impacto na receita.

3- Restaurantes inteligentes:

Assim que pisamos no Expo Norte, nos deparamos com um estande que mostrava como pode ser simples trazer as informações da operação do seu restaurante para um sistema de gestão na nuvem. O mais interessante: estávamos falando de um software de gestão que caberia no bolso de um dono de food truck ou uma barraquinha de cachorro quente. Um dos consultores com quem conversamos apresentava a solução que está implementada em mais de 350 restaurantes e bares em todo o Brasil. Saber qual seu produto carro-chefe, quais os que estão parados em estoque, quais os produtos que mais saem em uma venda combinada. Todas essas informações fácil assim! Continuamos a caminhada pelos estandes, encontrando mais uma série de soluções de gestão inteligente para bares e restaurantes como essa que contei aqui.

4 - Conteúdos atraem mais que cheiro de comida.

Essa foi uma lição que percebemos na prática. Aqui, a nossa descoberta foi de algo que sentimos que poucos fazem e raros fazem bem: conteúdo. Comida é algo que remete a desejos e a cultura. As receitas contam histórias de descobertas na cozinha, de ingredientes que vêm do outro lado do mundo, de eventos sociais e de tradições. E mesmo assim, o que menos vimos foram poucas empresas usando isso ao seu favor. De repente nos deparamos com uma cena que resume bem isso que estou falando. De um lado um estande cheio de pessoas, assistindo a alguma demonstração ao vivo. Do outro lado um estande - atá maior que o primeiro - porém com um fluxo muito menor de pessoas. E, para não dizer que é uma comparação injusta, eles estavam distribuindo amostra grátis de sorvetes. Isso mostrou que aqueles que contam histórias, criam conteúdos em redes sociais tem mais chance de se aproximar do cliente. E como disse, para quem trabalha com um segmento tão apaixonante como comida, fica muito fácil gerar conteúdo, não é?

A vitória é do conteúdo!

Espero que esses 4 fatores tenham trazido reflexões para seu restaurante.

Até a próxima!

Matheus Ferraz
Matheus Ferraz Seguir

Escritor e consultor de SEO @Upwell

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar
Indicados para você