[ editar artigo]

Gastronomia Empreendedora #1: Conheça como a comida da vó pode fazer sucesso

Gastronomia Empreendedora #1: Conheça como a comida da vó pode fazer sucesso

Quem entra no restaurante Enjoy volta no tempo e aquece o coração. A proposta da chef Joy Perine é extrair da cozinha caseira e das receitas de família o seu melhor, e transformar a alimentação através da aproximação das pessoas com a boa comida, relembrando aquele gostinho de casa. A chef abre nossos trabalhos de dezembro do projeto Gastronomia Empreendedora, que irá mostrar cases de diversos chefs de cozinha, com o intuito de inspirar cozinheiros empreendedores.  

Com um carinho especial, Joy elabora e ajuda na preparação do buffet diariamente, muitas vezes escolhendo o cardápio de acordo com o que ela está com vontade de comer ou mesmo o que está bonito na sua horta, que fica nos fundos do restaurante, onde também é a sua casa. 

Essa veia caseira surgiu quando a chef trabalhava no restaurante da família com a mãe a avó. No local, ela ajudava no atendimento. Certa vez, num dia de movimento fora do comum e alguns problemas de estrutura, precisou mexer as panelas e ajudar na logística da manipulação dos pratos do dia. Segundo ela, foi transformador e ali que descobriu seu verdadeiro lugar e sua vocação. Além de ter mão para cozinhar, dom herdado da família, ela se viu uma boa líder. Qualidade essa que ela destaca como essencial para empreender na culinária.

Joy ressalta que também é preciso estar em constante movimento e aprender todos os dias, pois quando fazemos o que amamos, estamos abertos para novas referências daquilo que executamos. Grandes líderes e profissionais de sucesso vem repetindo esses três pontos de atenção: movimento, life long learning (aprender ao longo da vida) e amar o que faz.

Estar em movimento é sempre inventar novidades, pequenas ou mais ousadas. Depois de passar por cozinhas premiadas, pratos empratados bem elaborados e criação culinária, Joy está de olho nas tendências da gastronomia. Em breve abrirá uma nova operação, já em construção, para um público diferenciado do atual frequentador do restaurante. Acima de tudo, ela se diverte muito na profissão.

A chef, que hoje já é vovó, também ensina estudantes de gastronomia em universidades, abordando suas técnicas, seu conhecimento e sua postura como empreendedora. Como professora, além de se atualizar constantemente, ela destaca que planejamento é singular para qualquer profissional e, na gastronomia, é qualidade que merece reconhecimento e ajuda na ascensão dos trabalhos.

O desafio de fazer o arroz com feijão

Quando as pessoas possuem referências alimentares torna-se desafiador executar essa mesma receita. Por isso que Joy Perine, premiada chef da Enjoy Gastronomia, diz que fazer o arroz com feijão é bem mais difícil que preparar um prato mais elaborado. Essa é uma das lições que a ação “Gastronomia Empreendedora” do Clube Sebrae está dando junto com renomados chefs de cozinha de Curitiba. O intuito é servir de referência para aqueles cozinheiros que pretendem ousar no próximo ano, estudantes ou mesmo aqueles que gostam de ouvir as dicas dos colegas sobre o vem dando certo nesse segmento.

Na hora da alimentação, quando o cliente busca uma alternativa diferente do dia a dia, ele já estará aberto para a novidade, com itens exóticos e técnicas avançadas da culinária. No caso da comida caseira do dia a dia, o que o cliente requer é justamente conforto alimentar, qualidade, preços justos e opções variadas para atender as suas necessidades vitamínicas, com o intuito de manter os itens essenciais para a sua saúde e de sua família.

Para Joy Perine, a alta gastronomia é justamente isso: tirar do alimento o seu melhor e sem desperdícios. Sendo assim, o conhecimento das técnicas, o potencial de cada alimento e os equipamentos para cozinhar fazem uma alquimia sensacional.

A chef explica que mesmo com o movimento constante do seu restaurante, que atualmente serve buffet a quilo de segunda a sábado, ela alia serviços de catering, eventos sociais e corporativos. Simultaneamente, Joy está nutrindo ainda uma horta no quintal para que as crianças possam ter contato com a origem de alguns alimentos. O movimento e a constante transformação é o propulsor da vida dela, pois a cozinha tem o poder de transformar hábitos e comportamentos, por isso que quem ama o que faz, faz o seu melhor.

Experiência e propósito

Esse também é o caso e perfil da recém premiada chef Manu Buffara, que conquistou com o Manu a posição de restaurante mais promissor do ano no prêmio “Miele One Watch Awards” – estando entre os 50 melhores restaurantes de 2018. A chef prioriza a qualidade dos alimentos e costuma usar no seu menu o que é da horta, inclusive diz que o cardápio é escolhido muitas vezes com o que está bonito no dia. Ela respeita e prioriza o agricultor e o fornecedor local, valoriza os alimentos mais frescos e da estação.

Manu conta que o mérito de todo esse reconhecimento é o talento e o envolvimento de sua equipe, pois tudo é feito em parceria. Entretanto, ela ressalta que estudar, se dedicar,  planejar e persistir são características imperiosas para obter êxito e ser feliz profissionalmente.

Seguindo suas raízes e sua fonte de inspiração, Manu incentivou e propagou as hortas urbanas de Curitiba, que atualmente envolvem quase 200 famílias. Os espaços cultivados abastecem restaurantes e comunidades da capital, ampliaram a renda dos produtores e levam comida de qualidade à população.

Além disso, assim como Joy Perine, o projeto das hortas e a cozinha da Manu passam pela educação e aproveitamento do alimento, fomentando a saúde e mudança de mentalidade das pessoas, polinizando os ganhos e transformando a sociedade.

Clube Sebrae
Suzane Marie
Suzane Marie Seguir

Sou jornalista, MEI e gerente de comunidades do Clube Sebrae!

Ler matéria completa
Indicados para você