[ editar artigo]

Anunciar em grupos de compra e venda no Facebook é válido para empresas?

Anunciar em grupos de compra e venda no Facebook é válido para empresas?

Até pouco tempo, havia uma verdadeira epidemia de grupos de compra e venda no Facebook. Os maiores chegam a ter mais de 50 mil membros, parece um milagre da multiplicação.

A ideia inicial ao participar desse tipo de grupo é divulgar seus produtos e serviços lá. Afinal, publicando em cerca de dez desses grupos a visibilidade adquirida é muito grande, talvez até maior do que a de várias das mídias tradicionais, como tv e rádio, certo?

Errado. Infelizmente, não é bem assim que a banda toca. O marketing digital traz resultados positivos sim, mas não é responsável por milagres.

Você sabia que uma publicação atinge apenas 1% das pessoas do grupo? Pois é, o Facebook limita bastante esse alcance, fazendo com que a ideia de "alcançar milhares de pessoas de maneira fácil" seja apenas uma ilusão. Além de que, sinceramente, ficar publicando em inúmeros grupos de compra e venda com frequência é uma tarefa bem trabalhosa, né?

Apesar de trabalhosa, essa atitude de postar em diversos grupos todos os dias é bastante comum entre micro e pequenos empresários que imaginam estar atingindo um público gigantesco. Se esse é o seu caso, preste atenção no que vou dizer: poupe seu trabalho, pois quase ninguém está vendo suas publicações.

Para ficar bem claro, vou explicar melhor:

1 – Esse tipo de grupo de compra e venda no Facebook é destinado à pessoas que querem comprar, vender e até trocar objetos pessoais, ou seja, não foi pensado para empresas. Para negócios, o Facebook oferece a página (Fanpage), onde você consegue trabalhar de maneira profissional e atingir um público qualificado.

2 – A lógica de grupos de compra e venda no Facebook é parecida com a de sites como Mercado Livre e OLX. O objetivo é permitir que pessoas possam ir até lá e procurar por produtos que precisem ou queiram vender.

A possibilidade de um possível cliente ir procurar a respeito de um serviço ou produto que precise em dispositivos de busca como o Google, por exemplo, é bem maior.

3 – Alguém, em algum lugar, vai visualizar a sua postagem. Mas não tem como garantir que essa pessoa realmente esteja dentro do perfil ideal da sua empresa e tenha interesse em seu negócio. E, como comentei no início do texto, essa porcentagem está entre 1% e 2%, e além disso, a tendência do Facebook é mostrar seu conteúdo para pessoas que você já conhece, diminuindo ainda mais o número de pessoas novas que terão acesso ao seu post.

Imagine se pudéssemos ver no nosso feed de notícias tudo o que todo mundo publica nesses grupos, o tempo todo? Seria impossível acompanhar e o Facebook seria uma bagunça. Por isso, a rede social toma algumas atitudes para se aprimorar e ser interessante aos usuários.

4 - Em conjunto com a ausência da enorme visibilidade que alguns pensam ter, nesses grupos sua marca divide espaço com tudo quanto é tipo de publicação, de celulares roubados a serviços de qualidade duvidável. Portanto, cuidado! Trate sua marca com carinho e faça com que ela tenha boas companhias.

Espero que eu tenha te convencido ou ao menos te feito pensar :) E se estiver procurando por uma forma de aumentar a visibilidade da sua marca na internet, de maneira mais profissional, entre em contato com o Elefante Verde/Hubify! Podemos te ajudar ;) Estamos nas 3 maiores cidades do Paraná, confira:

Curitiba: curitiba-pr.hubify.com.br Rua Santa Catarina, 65, sala 1211B - Água Verde | (41) 3039-5123 ou (41) 99740- 7051

Londrina: londrina-pr.hubify.com.brRua Paranaguá, 655 - Centro | (43) 3020-3373 ou (43) 99863-7485

Maringá: maringa-pr.hubify.com.brRua Piratininga, 808 - Zona 01 | (44) 4141-5789 ou (44) 997077798

Clube Sebrae
Thaís Verdério
Thaís Verdério Seguir

Analista de Marketing na empresa Evolução Digital - Consultoria, treinamentos e marketing digital para microempresas, autônomos e MEIs.

Ler matéria completa
Indicados para você