[ editar artigo]

LATAM Retail Show: como foi um dos maiores eventos de varejo da América Latina?

LATAM Retail Show: como foi um dos maiores eventos de varejo da América Latina?

O LATAM Retail Show, um dos maiores eventos de varejo da América Latina, foi realizado nos dias 23, 24 e 25 de agosto, no Expo Center Norte (São Paulo – SP). Em uma única área, os participantes tiveram acesso a conteúdos exclusivos dos congressos, palestras e apresentações de cases de sucesso que foram apresentados para executivos, varejistas e aspirantes a empreendedores.

Na área de exposição, houve palestras gratuitas e demonstrações de lojas do futuro, e, entre as atrações, aconteceram também debates. A loja do futuro foi montada como aplicação na prática de todos os conceitos debatidos no evento, mostrando como a tecnologia pode contribuir para os seus negócios.

O evento reuniu cerca de 300 marcas de peso, nacionais e internacionais, entre nomes como Unilever, Fnac, Tickets for fun, Leroy merlin, Ri-happy, Magazine luiza, Mastercard, Eataly, Carrefour, B2W, P&G; para mostrar as novas tendências para varejistas, debater sobre infocommerce, novas formas de consumo, perfil dos novos consumidores e o impacto nos negócios.

Na abertura do evento, Luiza Helena da Magazine Luiza disse que “o Brasil é um povo que gosta de consumir, o que falta é autoestima e cidadania”, afirmando que os varejistas possuem – e muito – espaço para crescer. A equipe da Marco Marketing, empresa de consultoria de marketing e parceiro estratégico do evento, esteve presente cobrindo o evento e apresentou em seu Tumblr pontos importantes que foram apresentados e debatidos.

Novas tendências e o novo perfil do consumidor

Muitas tendências para os próximos anos foram debatidas, como o Brand Experience – a loja poder contar uma história e oferecer uma experiência customizada por meio de sua marca-, a realidade aumentada – já explorada em jogos famosos como o Pokémon Go – e outras novidades que utilizam a tecnologia.

O perfil de consumidor da atualidade foi debatido por muitos empreendedores em muitas ocasiões: o conhecimento do comportamento desses consumidores vindo das redes sociais foi um diferencial do evento. Priscila Laham, diretora de negócios e Martin Barthel, especialista em estratégias de e-commerce, ambos do Facebook compartilharam alguns dados interessantes. Priscila Laham dividiu que 75% das pessoas atualmente descobrem um produto de interesse pelo celular, mas fazer a compra pelo desktop. E ainda 92% preferem efetuar a compra em loja física. Já Martin Barthel explorou dados sobre o consumo de vídeos pelo Facebook, afirmando que cerca de 100 mil horas de vídeos são assistidos diariamente pela rede social, o que mostra que as empresas devem investir mais nesse formato de marketing.

Engajamento e fidelização também foram tópicos amplamente discutidos no evento. Estratégias para a fidelização de clientes foram discutidas por empresários como Lucy Buitrago, da Farmatodo, e Luiz Guaragno, CEO da Marco Marketing. “O cliente não se fideliza pelo menor preço, mas pela experiência e valor agregado que você oferece”, afirmou Lucy Buitrago; enquanto que Guaragno disparou que “o consumidor é infiel por natureza”, dissertando como a fidelização é um desafio a ser conquistado.

Debates e fóruns do LATAM Retail Show

Um dos debates que houve foi “O movimento do varejo nos países latino-americanos”, com a participação de Guilherme Botero (Fenalco), Lucy Buitrago (Farmatodo), Marcilio Pousada (Raia-Drogasil), Marcos Gouvêa de Souza (GS&MD), Pedro Farah (Walmex) e Rogério Rodriguez (Antad), onde foi possível comentar o atual momento dos varejistas em países como Colômbia, México e Brasil, e como as mudanças econômicas fizeram com que o perfil do consumidor mudasse, trazendo altas e baixas para alguns segmentos.

No final do primeiro dia de evento, o fórum “E agora, Brasil?” trouxe um importante debate sobre como a turbulência política atual é refletida nos hábitos de consumo e no mercado como um todo. E, dentro do mesmo tema, o segundo dia de evento foi encerrado com o debate “o Brasil que queremos”, que trouxe temas de quais seriam os objetivos para o futuro do país e como contribuir para atingirmos esses objetivos. Renato Meirelles, da Lokomotiva Brasil, em tom otimista acrescentou que “o povo brasileiro possui uma capacidade real e sincera de se superar, pois foi um povo que cresceu na crise”.

Visitas técnicas

Dentro do LATAM Retail Show ocorreu também um projeto chamado Study Tours, onde visitas técnicas foram feitas em grandes marcas de varejo em São Paulo, para que executivos vejam de perto cases de sucesso. No roteiro das visitas técnicas, foram incluídos diversos estabelecimentos com diferentes propostas e produtos, como produtos exclusivamente voltados ao público masculino (Reserva), aos ciclistas (Aro 27), lojas de conveniência (AMPM), estabelecimento de comércio de alimentos (Pic Nic, Casa Santa Luzia, Benjamin, Mercado de Pinheiros), espaço de economia colaborativa (House of all), entretenimento (Escape 60), construção (C&C) e pet shop (Petz). Com essa diversidade de locais para visitação, os executivos tiveram a oportunidade de conhecer diferentes modelos de negócio que deram certo e, com isso, puderam trazer ensinamentos e inspirações para seus próprios negócios.

A conclusão de muitos participantes que estiveram no LATAM Retail Show é de que, embora o comércio brasileiro esteja crescendo cada vez mais, ainda há muito mercado a ser desenvolvido. E eventos como esse facilitam o networking e a troca de experiências, fundamentais tanto a empreendedores já experientes, quanto aos ainda iniciantes.

Confira, aqui, o site do evento: www.latamretailshow.com.br

Clube Sebrae
Juliana Soares
Juliana Soares Seguir

Gestão Site - SebraeMS

Ler matéria completa
Indicados para você