[ editar artigo]

Marketing de Conteúdo: como marcas se tornam referência

Marketing de Conteúdo: como marcas se tornam referência

Antigamente as empresas tinham frotas de carros, prédios e maquinários e isso denominavam de ATIVOS. O ativo é o que tornava a empresa uma coisa sólida, concreta e visível. Hoje, as empresas estão construindo seus ativos de outra forma: nos meios digitais.

Como elas estão fazendo isso?

Redbull, uma empresa de energéticos investindo a maior parte do seu orçamento de comunicação em Canais no Youtube de esportes radicais. A BMW investindo em cinema. A diretora de Marketing da Coca-Cola apresenta a nova estratégia de comunicação chamada Liquid Content, ou, Conteúdo Líquido, na qual apresenta a mudança de posicionamento da marca até 2020. A Unilever lança uma campanha recente chamada Tchau, Mundo Velho, chamando seu consumidor para produzir conteúdo juntos.

Esses são indicativos da importância de uma estratégia de Marketing de Conteúdo para o posicionamento da marca na lembrança e no relacionamento com o cliente. Produzir conteúdo relevante e de forma constante é como as marcas conseguem garantir o relacionamento em todos os momentos da jornada do consumidor e assim ocupam um espaço importante na lembrança do cliente. Essa forma de posicionamento da marca para determinado assunto, ou termos-chave, é o que entendemos por Construção de Verticais de Referência.

Segundo dados apresentados na Content Trends 2017, a produção de conteúdo traz 2,2x mais acessos e 3,2x mais Leads para as empresas que adotam práticas do Marketing de Conteúdo. Nos últimos 4 meses (junho a setembro/2017), as práticas de marketing de conteúdo aplicadas ao nosso Clube do Empreendedor garantiram um crescimento médio de 75% ao mês em Novos Usuários.  

Uma das principais vantagens de uma estratégia de conteúdo consistente é que ela se mostra muito mais eficaz em trazer resultados no longo prazo em relação ao formato de mídia paga. Enquanto os conteúdos continuam a atrair tráfego para o site, os acessos de mídia paga cessam uma vez que o investimento é pausado. Vide no gráfico abaixo o tráfego de pessoas no site Clube Sebrae após o encerramento da campanha veiculada no último trimestre do ano passado. Por isso, a busca das marcas em se consolidarem através do conteúdo digital.

E por que não consigo aplicar marketing de conteúdo no meu negócio?

Em uma pesquisa com Gestores de Marketing, 4 desafios foram apontados como as maiores dificuldades na aplicação da prática do Marketing de Conteúdo. Talvez você esteja encontrando também esses 4 desafios no seu caminho em implementar uma estratégia de marketing de conteúdo.  Vamos aos 4 desafios:

1- Falta de tempo e equipe

A produção de conteúdo exige uma gama de atividades com habilidades específicas. Basta observar como é composta uma equipe de uma empresa como uma revista, um jornal, ou até portais de conteúdo. São necessários profissionais na área de planejamento, redatores, editores-chefe, ilustradores, etc. Isso pode se tornar uma estrutura onerosa para empresas que não tem uma receita direta dessas atividades. Por isso, para muitas empresas implementar uma estratégia de conteúdo de modo eficaz é necessário contar com a contratação de uma empresa especializada. Você já deve ter ouvido falar em RockContent, Contentools, Beracode, etc. 

2- Dificuldade em produzir conteúdo que engaja os leitores

Mais importante do que informar, a estratégia de conteúdo visa o engajamento e relacionamento com seus leitores, transformando-os em seguidores. Para isso é necessário não só as habilidades editoriais descritas acima, mas também a figura do “gestor de comunidade”. Em tempos de redes sociais, qualquer canal de conteúdo é diálogo, e por isso, é importante o olhar para engajamento. O resultado de uma boa estratégia de conteúdo não deve ser baseada em métricas de conteúdos produzidos, mas nas interações geradas a partir dele.

3- Falta de capacidade para diversificar os conteúdos e formatos:

48,9% dos gerentes entrevistados nessa pesquisa colocaram a dificuldade em conseguir diversificar os conteúdos e formatos. Dentro de um universo como empreendedorismo, é difícil encontrarmos conteudistas que escrevam sobre Startups tão bem quanto escrevem de finanças. Pela diversidade de assuntos que estão no âmbito do empreendedorismo, é importante a construção de uma rede de redatores / conteudistas que preencham todas nossas demandas. 

4- Dificuldade de produzir conteúdo de forma consistente:

A forma como os algoritmos do Google e Youtube avaliam uma fonte de informação passa pela recorrência. Recorrência é a frequência pela qual um meio (blog, fanpage, Canal no Youtube) publica um novo conteúdo. Isso demonstra profissionalismo e comprometimento do meio com seu público. 

Se você encontra essas dificuldades, saiba que não está sozinho. O mais importante é perceber que uma estratégia de conteúdo pode ser chave para o marketing digital do seu negócio.  Como disse no início desse artigo, é dessa forma que marcas estão se posicionando como referência. 

Há um tempo atrás eu contei a história do Alejandro Valente e como se tornou uma referência no seu ramo: a área de beleza. Você pode ler essa história no post Storytelling.

Espero ter gostado dessas dicas. 

Clube Sebrae
Matheus Ferraz
Matheus Ferraz Seguir

Escritor e consultor de SEO @Upwell

Ler matéria completa
Indicados para você