[ editar artigo]

Marketing no varejo: como divulgar seus produtos para vender mais

Marketing no varejo: como divulgar seus produtos para vender mais

Por mais que uma loja disponha de estrutura adequada, bons produtos, preços compatíveis com a concorrência e um ponto comercial bem localizado, sem a divulgação adequada é bem provável que os clientes passem em frente à fachada e não entrem.

Para reverter essa situação, o lojista precisará investir em estratégias de marketing adequadas ao perfil do seu público alvo. Se seus produtos forem roupas e acessórios para bebês, por exemplo, a divulgação deverá ser feita preferencialmente em veículos e conteúdos mais acessados por mães e futuras mães. Por outro lado, se os produtos forem jogos de videogame, os anúncios precisarão atingir principalmente pessoas habituadas a jogar ou pais que desejem presentear seus filhos.

Para optar pelo meio de divulgação mais adequado ao negócio, é preciso conhecer as opções disponíveis, suas principais vantagens, desvantagens e a audiência.

Cartazes e panfletos

Essa é uma das estratégias mais utilizadas pelo varejo para divulgar produtos e serviços localmente. As principais vantagens são o acesso direto aos clientes, o baixo custo de produção e distribuição. A principal desvantagem é o baixo retorno, afinal, é preciso distribuir uma grande quantidade de panfletos e utilizar muitos cartazes para que se possa atingir o público-alvo. Outra desvantagem é que não há como garantir que os entregadores de panfletos realmente farão a distribuição conforme as orientações do empreendedor. Nesse caso, será necessário lidar com o risco de perdas de material.

Email marketing

Campanhas de divulgação por e-mail apresentam como vantagem a possibilidade de atingir diretamente o público-alvo por meio de uma alternativa de baixo custo. Além disso, é possível implementar meios de interação com o consumidor e métricas que permitam avaliar a eficácia da ferramenta. Não há muitas desvantagens nesse método, especialmente se for usado adequadamente, respeitando as seguintes regras:

Cadastro próprio – Opte por criar seu próprio cadastro de clientes. O processo é mais demorado, mas o resultado é melhor. Cadastros adquiridos de terceiros podem levar a empresa a aparecer em listagens de spam, além de resultar em manifestações negativas de clientes quanto ao uso indevido de seus dados;

Use o cadastro – Não adianta criar um cadastro que não seja usado. O ideal é enviar mensagens aos clientes com alguma regularidade e que contenham informações ou ofertas úteis para eles;

Redes Sociais

As Redes Sociais têm excelente alcance em termos de quantidade e qualidade do público-alvo desejado, mas o problema é que normalmente apenas as campanhas pagas têm retorno satisfatório. Isso se deve ao próprio algoritmo (regras) empregado por esses canais, cujo objetivo é priorizar o conteúdo patrocinado. Apesar disso, o varejo pode usar esse canal por meio da criação e divulgação de um perfil próprio. Nesse perfil será possível publicar informações úteis e divulgar promoções.

Programas de indicação

Oferecer vantagens aos clientes que tragam novos compradores é uma excelente forma para fidelizar e expandir a base. Se bem formatado, um programa como esse pode oferecer um bom incremento no lucro da empresa, além de servir como uma importante ferramenta em momentos de sazonalidade ou crise. Outra vantagem é que essa tática permite a geração de um cadastro de excelente qualidade que poderá ser usado em futuras campanhas de e-mail marketing e para analisar o comportamento do consumidor no ponto de venda. Essa alternativa é tão importante que há empresas focadas no desenvolvimento de ferramentas específicas para sua criação e condução.

Smartphone

Praticamente qualquer pessoa dispõe atualmente de um smartphone com conexão à internet. Isso representa uma excelente oportunidade para que o varejista faça a divulgação dos seus produtos e serviços de forma mais eficiente e barata. Por esse motivo, o ideal é que a empresa conte com um site empresarial que traga, em sua página inicial, dados de contato e endereços, além de ofertas do dia, promoções e outras informações relevantes. Se julgar conveniente para o seu negócio, o empreendedor poderá optar ainda por oferecer uma página de cadastro, canal de atendimento ao cliente e até mesmo loja virtual.

Vale ressaltar que é preciso ter atenção ao público-alvo quando for desenvolvida uma estratégia de marketing focada no smartphone.Geralmente as pessoas mais jovens e mais habituadas com dispositivos tecnológicos são as mais propensas a usar esse canal para manter contato com a loja. Apesar disso, clientes com outros perfis também poderão fazer uso desse recurso, mas é preciso criar o site com elementos (cores, tamanho das fontes, informações, imagens, etc.) compatíveis com o público que se deseja atingir.

Google Shopping e Google My Business

O Google é a mais importante ferramenta de pesquisa da internet e por isso é uma excelente forma de divulgação de produtos e serviços. Duas das suas ferramentas são especialmente úteis para isso:

Google My Business– Esse recurso permite que o varejista cadastre os dados da sua empresa tais como nome, telefone, localização e fotos. A vantagem para o Google é oferecer informações mais confiáveis para quem busca. A empresa ganha ao ser exibida nas página do Google quando o cliente fizer buscas mais específicas;

Google Shopping– Quando o cliente faz buscas relacionadas com a compra de produtos, o Google exibe alguns resultados no topo da página, com foto, descrição, preço e link da loja. Essa é uma excelente oportunidade para que o varejista ofereça seus produtos com destaque e conquiste visitas valiosas ao seu próprio website.

Divulgação boca a boca e referências positivas online

Contar com opiniões favoráveis também é uma excelente maneira de expandir a base de clientes e garantir sua fidelização. Há duas principais formas para fazer isso, uma é focada nos clientes que comparecem fisicamente à loja e outra no público que acessa o site da empresa.

Boca a boca – Essa forma de divulgação consiste em conquistar clientes por meio da superação das suas expectativas, levando-os a divulgarem a empresa espontaneamente aos seus contatos. A amplitude dessa estratégia pode ser baixa, visto que nem todas as pessoas fazem recomendações, mas ter uma imagem positiva junto ao público-alvo conta muitos pontos para o negócio;

Referências positivas online – Para empresas que já contam com presença na internet (o que é praticamente obrigatório para o sucesso de um negócio), é importante receber elogios e indicações de clientes diretamente no website e nas redes sociais. Isso ajuda a construir uma imagem positiva e a atrair novos clientes. É importante, no entanto, saber lidar com reclamações e clientes insatisfeitos, oferecendo respostas adequadas e procurando tratar as demandas.

Saiba mais com quem entende

Adotar uma alternativa de marketing no varejo é fundamental para ampliar a base de clientes e aumentar o lucro, mas a escolha da estratégia mais adequada ao negócio deve ser feita por meio de critérios objetivos, com a definição do público-alvo e dos meios mais impactantes para ele.

O Clube Sebrae é um blog colaborativo que traz informações de especialistas nas mais diversas áreas e casos reais de empreendedores que obtiveram sucesso em suas estratégias de marketing no varejo. Se você já é empreendedor ou quer se tornar um, vai gostar também de ler outros conteúdos, como gestão financeira. Clique aqui e saiba mais como construir a projeção financeira da sua empresa.

Ler matéria completa
Indicados para você