[ editar artigo]

Não deixe que os detalhes estraguem seus planos

Não deixe que os detalhes estraguem seus planos

Ter o próprio negócio traz inúmeros desafios. Gestão, busca pelo lucro e relacionamento com fornecedores e clientes são alguns dos exemplos. Uma das coisas mais complicadas que podem acontecer é a dificuldade para lidar com os problemas financeiros que, quase sempre, se direcionam para um fator: a falência.

Para administrar bem não basta apenas ter força de vontade, fazer boas propagandas dos seus serviços, apresentar bem a empresa aos clientes ou até mesmo se preocupar com seus fornecedores. Mas o que pode ser feito de diferente para evitar o encerramento das atividades da sua empresa? Confira dicas que ajudarão a garantir o sucesso dos seus negócios!

O problema da falência

De acordo com um levantamento realizado pela Boa Vista SCPC, cresceu - em 13,6% - o número de novas empresas no Brasil em 2017 em relação ao ano anterior. Isso mostra a força do empreendedorismo no País, onde cada vez mais pessoas apostam na formação do próprio negócio. Em contrapartida, o indicador Serasa Experian mostra que até abril de 2018, 417 empresas decretaram falência - número inferior ao apresentado em 2017, mas ainda preocupante.

Falência é o processo pelo qual uma empresa passa quando não há condições de quitar seus pagamentos, deixando de ser viável economicamente e levando ao encerramento das atividades. Para que uma empresa chegue ao ponto de fechar as portas, ela geralmente comete um acúmulo de erros, muitas vezes banais, na forma de gerir o negócio, por causa de um planejamento equivocado ou escolhas erradas que acabem por inviabilizar a continuidade das atividades.

É possível evitar a falência?

A resposta é sim. Diversas atitudes podem ser tomadas pelo empreendedor com o objetivo de evitar que detalhes, sejam eles grandes ou pequenos, estraguem os planos e provoquem a falência do próprio negócio. Veja quais:

1 - Controle melhor as finanças: o primeiro sinal de alerta para qualquer empresário é quando o caixa da empresa fica "no vermelho". Ou seja, mais dinheiro está sendo gasto do que está sendo arrecadado. Grande parte das empresas que vão à falência chegam a esse ponto porque as contas não foram bem administradas. Para solucionar o problema é preciso analisar o que está provocando esse déficit. Por que está entrando pouco dinheiro? Quais são os gastos que estão indo além do planejado? O controle financeiro é fundamental para evitar o encerramento do negócio.

2 - Reduza os gastos: ao realizar o controle financeiro da empresa será mais fácil conseguir diminuir os gastos. Se determinada despesa não é fundamental para a existência da empresa, faça o corte. Por exemplo: se o trabalho está sendo realizado com dois computadores, mas é possível utilizar apenas um, desligue ou se desfaça do outro. Reduzir é essencial para evitar dívidas que, se diminuídas, auxiliam na economia.

3 - Melhore o seu planejamento: fazer uma constante análise do planejamento realizado para a empresa é fundamental para enxergar onde se encontram os principais erros que levaram até a situação ruim pela qual o negócio vem passando. Nesse sentido, imponha um prazo, de acordo com a sua necessidade, para reavaliar o plano de negócios estabelecido. Por exemplo: a cada três meses estudar os principais pontos do planejamento e conferir se estão sendo cumpridos com eficiência pela empresa.

4 - Busque ajuda de quem entende: normalmente quem opta por abrir o próprio negócio deseja ter independência financeira, ou seja, não ser empregado de outras pessoas. Mas isso não pode ser confundido com achar que tudo pode e deve ser feito sozinho. Um erro grave de muitos dos novos empresários é evitar buscar ajuda. Procure estar próximo a quem é especialista em administração de empresas, ouça conselhos, faça cursos. Todo conhecimento adquirido pode ser fundamental para ajudar na gestão empresarial e evitar decisões que aproximem o seu negócio do caminho da falência.

5 - Estude os contratos: na empolgação de conseguir bons fornecedores, muitos empresários não se atentam a pequenos detalhes que podem estar "escondidos" nos contratos assinados. Não é incomum a falta de conhecimento de alguns termos, de determinadas especificações. Por isso busque especializações. Estudar os contratos antes de assinar é algo básico, mas que muita gente não faz. Só assine quando tiver certeza que tudo que estiver escrito está de acordo com o que foi acertado.

6 - Honre seus compromissos: as dívidas são as principais vilãs que colaboram para o fim de um negócio. É pela falta de capacidade de pagamento que grande parte das empresas decretam falência. Honrar os compromissos é fundamental. Para isso, nunca assuma dívidas que não pode pagar. Essa dica envolve o cumprimento em sintonia de todas as soluções anteriores. Você não conseguirá quitar as despesas sem ter um bom planejamento, sem assinar os contratos corretos, sem buscar ajuda de especialistas. Qualquer falha nos itens anteriores será crucial para o atolamento da empresa em dívidas. Esse é o detalhe mais importante para que o sucesso do seu negócio seja uma realidade.

7 - Coloque a Recuperação Judicial como alternativa: se a situação da sua empresa chegar a um ponto em que a falência é iminente, uma alternativa pode ser a Recuperação Judicial. Ela é uma medida que foi instituída pela Lei da Recuperação Judicial (Lei nº 11.101/2005) e pode ser solicitada quando o empresário reconhece que a empresa não tem capacidade financeira para quitar as dívidas. É uma maneira dentro da lei buscar solucionar os principais problemas financeiros e evitar o fim da empresa. A hora certa de adotar a Recuperação Judicial é quando a crise ainda está por chegar, visando se antecipar a medidas que podem ser tomadas pelos credores, por exemplo, para garantir seus pagamentos.

O sucesso da empresa depende das suas atitudes

O empresário, seja ele novo ou antigo no ramo, precisa ter persistência para seguir com seu negócio. As dificuldades começam a partir do momento em que a organização é criada e seguirão a todo instante. Porém, desistir não pode ser uma opção. O sucesso só chegará com bastante trabalho, muito planejamento e, claro, sabendo que é fundamental controlar as finanças para que a palavra falência esteja longe da sua empresa.

O que você tem feito para garantir o sucesso dos seus negócios? No blog do Clube Sebrae você pode compartilhar dicas e o seu conhecimento com outros empreendedores, ajudando-os na gestão dos negócios. Conecte-se agora mesmo!

Clube Sebrae
Heider do Nascimento Mota
Heider do Nascimento Mota Seguir

Jornalista em formação, redator desde 2015. Um jovem em constante aprendizado que usa as palavras para passar suas mensagens.

Ler matéria completa
Indicados para você