{{ warning.message }} Ver detalhes
Post
Link
Pergunta
[Podcast] O que é concorrência horizontal?
[editar artigo]

[Podcast] O que é concorrência horizontal?

O que é concorrência horizontal?

Do ponto de vista mercadológico, o significado da palavra concorrência é a disputa de interesses, forças opostas que dividem objetivos comuns excludentes de comunhão para ambos os lados.

Quando associamos os léxicos concorrência e horizontal, cria-se um conceito associativo à análise de Philip Kotler, presente no livro Marketing 4.0.

Aliás, eu gravei um podcast intitulado Engajacast, aonde eu falo sobre as práticas da concorrência horizontal dentro do mercado.

O que é concorrência horizontal?

Concorrência horizontal, portanto, é a disputa de interesses dentro de um determinado segmento de atuação, aonde as empresas disputam forças em iguais oportunidades. Esta concorrência horizontal, hoje em dia, é bastante viável por recorrer ao ecossistema virtual que a internet produz.

O volume de canais de comunicação hoje é grande e dá acesso a empresas, empreendedores e profissionais cujas práticas de marketing podem ser aplicadas em suas estratégias de divulgação.

E no futuro próximo, este cenário tende a ser mais evidente em todos os segmentos. Independente do seu mercado de atuação, você tem condições de oferecer a mesma qualidade e valor agregado que uma empresa multinacional, (obviamente resguardando certos mercados que dependem de estruturas complexas e logísticas para entregar seus serviços ou produtos).

Você tem totais condições de criar seu produto ou serviço e bater de frente com empresas maiores, porque a conectividade e o comportamento consumidor propiciam isso.

Como atuar no cenário da concorrência horizontal?

Você não pode querer igualar suas ações e investimentos de marketing com as empresas que têm mais forças de atuação no mercado. É preciso pensar no seu consumidor e não no seu concorrente. A melhor forma de fazer isso é compreender quais os desejos e necessidades destes clientes.

Entendo que você deva estar saturado deste papo sobre conhecer os desejos e necessidades, mas é uma verdade máxima. E você precisa tornar esse conhecimento uma prática analítica para tomar decisões a respeito dos caminhos de seus negócios.

Vamos a ação!

1) Crie uma pesquisa qualitativa sobre os diferentes perfis de clientes que queira chamar atenção

2) Construa uma análise sobre os desejos e as emoções que estes perfis de clientes demonstram ao se interessarem pelo seu produto ou serviço. Você é capaz de determinar como eles se sentem ao demonstrar o desejo pelo que sua empresa oferece?

3) Entregue valor agregado à existência de sua marca no mercado. Construir conteúdo de relevância é fator predominante dentro de suas ações de marketing de engajamento.

4) Procure realmente engajar pessoas em suas redes sociais. Entregue conteúdo que faça eles aprenderem alguma coisa relevante sobre seu mercado. Entregue informação relevante, alguma informação que gere transformação ou aprendizado. Seja o expoente para os clientes que você esperar conquistar.

5) Respeite o tempo do cliente na aquisição do resultado. Entenda que você deve conquistar e não forçar uma compra ou contratação.

Observação:

Muitos manuais de vendas defendem a ideia de insistência sobre o oferecimento de produtos ou serviços. Aliás, muitos deles acabam sustentando este argumento com dados estatísticos que fundamentam a ideia de gerar conversão de venda depois do sexto ao oitavo contato. Esse tipo de posicionamento é delicado e requer extrema técnica. Essa técnica só é viável se o vendedor controlar totalmente a situação levando em consideração seu relacionamento com o cliente e a liberdade que tenha conquistado. Mas esse método não é um padrão, principalmente nos dias de hoje.

6) Use a produção de conteúdo para conquistar e engajar pessoas que se interessem pelo que você possa oferecer no futuro deste relacionamento virtual.

7) Antes de oferecer algo para sua audiência ou seus possíveis clientes, peça para que ele lhe mostre compromisso. E isso é possível com várias estratégias de inbound marketing, inbound vídeos e marketing de engajamento. Estude mais sobre isso se você quiser criar força de comunicação em seu blog, seus canais de comunicação e suas redes sociais.

8) Seja totalmente ético em suas estratégias. Não queira enganar os seus prospects de clientes com armadilhas escondidas em landing pages ou formulários pretensiosos.

9) Entregue mais do que promete. Seja uma pessoa que quer encantar. Seja uma empresa que quer encantar. Isso faz o engajamento ser muito maior e qualifica seu relacionamento ao ponto dos clientes se tornarem defensores de sua marca.

Estas dicas podem fazer com que seu negócio crie conexões sólidas com as pessoas que querem conhecer sua marca.

Confie em suas estratégias e invista na produção de conteúdo. Isso fará com que você seja um concorrente surfando na onda da concorrência horizontal.

Espero que você use este conhecimento para levar prosperidade aos seus negócios. E mande suas dúvidas ou feedback sobre este texto. Tenho certeza que fará grande diferença usando aquilo que você tem de melhor para conquistar pessoas e resultados de sucesso.

Rafael Cardoso

Rafael Cardoso

Um cidadão que deixou de ser passivo para trazer luz e ambiente à discussão social e político.

Fique informado sobre as novidades da comunidade
Cadastre-se aqui
Gostou desse artigo? Escreva o seu também!
Nova publicação

Artigos relacionados

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar