[ editar artigo]

Os pontos essenciais que o empreendedor precisa saber sobre construção de marca

Os pontos essenciais que o empreendedor precisa saber sobre construção de marca

Antes mesmo de começar a empreender ou quando o empresário deseja rever sua marca, é necessário se preparar para isso. Como? Fazendo um planejamento embasado em alguns pontos, muitos deles fundamentais para a formação ou reconstrução da sua marca.

Para sua total compreensão começaremos explicando sobre algo fundamental para a construção da sua marca — o branding e, em seguida, passaremos aos pontos essenciais para que você possa construir uma marca para sua empresa.

O branding é tudo o que é capaz de identificar qualquer tipo de empresa ou organização, seja uma microempresa, uma multinacional ou mesmo um time de futebol. Seu objetivo é aplicar uma identidade para a organização, que pode ser visual – a mais comum - mas também auditiva, tátil e até olfativa ou gustativa.

Quem não é capaz, por exemplo, de identificar o McDonald's apenas pelo cheiro da lanchonete? E se alguém pedir a você que feche os olhos e morda um hambúrguer, com certeza saberá identificar o sabor do Big Mac! Mas o McDonald's sabe como fazer branding muito bem. Ele usa todas as formas de identidade, começando com a visual, com seu “M” gigante, vermelho e luminoso que pode ser visto a muitos metros de distância.

Agora que você já viu o exemplo e entendeu que branding nada mais é que a identidade da empresa, vamos nos aprofundar no conceito.

De maneira objetiva, branding é o conjunto das ações que se relacionam diretamente à gestão de marcas. E tais ações são feitas de maneira que sua empresa será vista de forma muito positiva. Esse gerenciamento consiste em criar a marca e em se esforçar para mantê-la sob sua confiança. Ou seja, o posicionamento e a missão da empresa devem ser coerentes e o que se pretende vender com a marca deve ser cumprido.

Uma organização com forte presença no mercado e um posicionamento bem definido costuma possuir profissionais que já absorveram completamente a missão simbolizada pela marca. É por isso que todo o processo que visa construir a identidade da marca é desenvolvido segundo as crenças da empresa.

Dez pontos essenciais

Antes de explicar o que é preciso saber para construir uma marca sólida , é fundamental destacar que ela possui duas funções primordiais: a primeira é persuadir quem faz parte dela a acreditar em seu ideal e a segunda é convencer quem está fora a comprar seu produto ou utilizar o seu serviço. A seguir, veja a importância da marca para a empresa.

1 - Marketing (promoção)

Por mais que você tenha pesquisado, planejado e desenvolvido um produto ou um serviço, de nada adianta se não há uma boa divulgação junto ao público que você pretende atingir. A comunicação e a publicidade são fundamentais neste processo. Então não se esqueça: Promova sua marca!

2 - Diferenciação dos demais

Aqui é bastante simples. Você precisa conhecer seus concorrentes para responder a si mesmo: o que eu faço que ninguém mais faz? Ou então, descobrir isso antes mesmo de abrir sua empresa.

No caso de uma marca já estabelecida, a dica é atribuir um olhar diferenciado para recriá-la. Se a marca for suficientemente forte para obter sucesso em fazer uma releitura de algo comum ou em transformar um objeto simples em um desejo de consumo, significa que possui uma identidade própria, o que é um grande diferencial. O procedimento para reinventá-la deve fazer parte da cultura, da estrutura e, também, da reputação já existentes.

Mas se estivermos falando de uma nova marca, ela será inserida ao mercado como novidade, sendo mais fácil se diferenciar das demais.

3 - Relevância da marca

Ao descobrir o quanto a sua marca é relevante para os seus consumidores, você terá uma importante ferramenta em suas mãos. É a relevância que faz a empresa continuar evoluindo constantemente.

4 - Identidade (propriedade)

A identidade ou propriedade é o que compõe o universo da sua marca, ou seja, o seu perfil, as cores, a tipografia, entre outros detalhes. Ela é única, ninguém mais terá igual.

5 - Consistência da marca

Nesse ponto você deve descobrir se a sua marca é mesmo sólida. Você precisa entender que não é a sua marca que se altera o tempo todo, mas é o modelo do seu negócio que se adapta a ela.

6 - Proposta de valor

Aqui estamos falando da essência da sua marca. A essência da Apple, por exemplo, é o desafio do status quo (estado das coisas - condição que se mantém antes de qualquer alteração). Cabe lembrar que essa construção da proposta de valor é algo que tende a ser eterno, ou seja, não acaba sem mais nem menos.

Nesse momento, você ainda definirá os pilares emocionais e racionais que pretende trabalhar em sua marca. Resumindo: esse é o seu DNA, como a sua marca nasceu e deseja ser vista.

7 - Posicionamento perante o mercado

Nesse ponto, você deve pensar em quem são as referências em seu setor, quem é seu público-alvo e o que ele está fazendo, entre outros detalhes. Com todas essas informações em mãos, é chegada a hora de definir qual é o seu diferencial, ou seja, o que faz sua empresa única?

Algumas vezes, esse posicionamento de marca pode ser de médio prazo, onde tudo será ditado pelo seu mercado de negócios. Isso porque, o posicionamento o colocará ao lado da sua concorrência. Se seu ramo é o da tecnologia, por exemplo, seu diferencial precisa ser revisado de dois em dois anos. E não se esqueça de que a posição do seu negócio deve estar ligada à sua proposta de valor. 

8 - Propósito junto ao público-alvo

Você já se perguntou o que sua empresa desenvolve para um mundo melhor? Neste ponto, podemos analisar três tendências que moldaram muitas empresas ao longo dos anos. Uma delas focava em surpreender e em criar consciência (awareness) da marca. A segunda apresentava um cenário um pouco diferente. Com marcas que desejavam trazer relevância para o mundo, elas apelavam para conectar-se emocionalmente agregar valor a isso.

A terceira é a atual. Nela as marcas possuem um forte e definido propósito e com uma comunicação que pretende criar um ecossistema, ao mesmo tempo que engaja pessoas. Qual o propósito da sua empresa para um mundo melhor?

9 - Coerência e Clareza do que se pretende alcançar

Sua marca precisa externar e reforçar sua confiança, além de basear-se na sua imagem, na coerência de sua missão, no seu posicionamento, segmentação e público-alvo. Dessa forma, ela conseguirá manter uma unidade sempre consistente segundo a cultura divulgada e representada em seu slogan.

10 - Comunicação em sua forma mais ampla

Aqui você deve se perguntar o que faz com que sua empresa seja conhecida? A sua organização precisa reforçar os seus diferenciais, ou seja, a marca (literalmente falando) que você pretende que a sua empresa deixe nas pessoas e no mundo.

Com todas as nossas informações, fica fácil entender a importância da construção da sua marca. E, para continuar por dentro desse e de outros assuntos, continue navegando pelo Clube Sebrae. Aqui, todos os dias, você tem acesso a muitas outras informações para que sua marca e sua empresa continuem bem representadas e influentes, não apenas em seu nicho mercado, mas também na mente das pessoas! Se você tem alguma experiência para compartilhar, escreva para o Clube! 

Clube Sebrae
Renata Fraia
Renata Fraia Seguir

Jornalista, Farmacêutica e Escritora. Como Redatora (Produtora de Conteúdo / Editora com SEO), é certificada em Inbound Marketing pela Hubspot, RockContent e Contentools. Experiência: Blog Posts e Social Posts, especialmente saúde em geral, medicina,

Ler matéria completa
Indicados para você