[ editar artigo]

Como saber aquilo que o cliente quer de você

Como saber aquilo que o cliente quer de você

Saber quais as soluções e tipos de produtos os seus clientes em potencial demandam é o básico para se manter em pé no mercado. Quer aprender a descobrir, em poucos minutos? Então siga o passo a passo:

No final, aquele celular quebrado mudará de patamar. De custo para oportunidade.

Grátis

A boa notícia é que o custo para obter a informação exata, e se diferenciar do concorrente, é grátis, disponível. Tanto a você quanto ao concorrente.

Na verdade, até a demanda do concorrente é um dado disponível.

Antes de chegar a você, é a triagem do Google, Bing, YouTube e redes sociais que o cliente recorrerá. Todos fazemos isto. Buscadores são máquinas de respostas.

9 em 10

No Brasil, 90% dos consumidores recorrem às máquinas online de respostas, independente se a compra será online ou na loja de rua mais próxima. A regra é a mesma para serviços.

As dúvidas que chegam à triagem inicial do Google dizem a solução que você precisa ter para capturar e manter clientes.

Fofoca verdadeira

Há ferramentas que nos contam aquilo que os clientes pedem para que o Google lhes indique a melhor opção. Vai se do bruto ao específico, minera-se.

As melhores utilizam o modelo Freemium, onde a partir de algum tempo de teste ou quantidade de dados passam a cobrar. Trata-se um ótimo acordo, para as duas partes.

Escolhi a Keyword Tool (http://keywordtool.io ) por ser que mais simples e que mais oferece a quem está começando no plano gratuito.

Enfim, quais soluções os seus clientes em potencial estão buscando?

Usemos o exemplo do produto de maior concorrência, celular.

Surpreendentemente simples:

Acesse http://keywordtool.io, digite o seu produto, de forma genérica. No caso, celular. Se a sua loja for física, em um ponto específico, faça duas buscas. Na segunda, adicione o nome da cidade ou região.

Adicione alguma especificidade:

Vamos então tirar a prova, com aquilo que o Google indica aos clientes:

Perceba que em todos os resultados o Google ajuda o cliente, pois percebeu que a intenção, antes mesmo de comprar, é de se assegurar quais as melhores opções.

Reconheceu a intenção. Percebeu que o usuário está no primeiro momento de pesquisa, de reconhecer as opções. A palavra “barato” aparece em todos os títulos.

Se eu estivesse em Curitiba, dedicaria uma página do meu site ou do blog de terceiros, ou mesmo post no Facebook, com um Guia para Comprar Celular Barato em Curitiba, informando ainda quais as “melhores opções” para desbloqueio, manutenção, compra e descarte.

Não é à toa que Curitiba tem fama de cidade ecológica. O comportamento que o Google mostra prova isto.

Clube Sebrae
Clodoaldo Teixeira
Clodoaldo Teixeira Seguir

Consultor - Webconsumo

Ler matéria completa
Indicados para você