[ editar artigo]

Plano de Negócio: porque ele é tão importante para abrir a sua empresa

Plano de Negócio: porque ele é tão importante para abrir a sua empresa

Você pensa em abrir um negócio? O plano de negócios é o seu ponto de partida.

O empreendedorismo nunca esteve tão presente na vida dos brasileiros. Nos dias de hoje, é muito comum conhecer alguém que quer abrir uma empresa, ou ainda pode ser que você seja esta própria pessoa. Um dos motivos pela escolha em empreender pode ser a crise que sufoca o nosso país, responsável por milhares de desempregados que, investem em seus próprios negócios na esperança de ganhar dinheiro. Mas ainda há um outro motivo. Profissionais cansados de suas rotinas empresariais estafantes saem em busca do negócio próprio para garantir a sua satisfação pessoal e também financeira.

Independente da situação em que você se encontra, antes de abrir a sua empresa, há muitos detalhes a se considerar, muita coisa a se fazer. O mercado oferece muitas opções. São muitas as tendências que surgem e ao mesmo tempo desaparecem como um se fossem relâmpagos ou vídeos do Snapchat. As informações são muitas e as suas fontes de conteúdo também. É preciso cautela. É preciso conhecimento. É preciso coletar e estruturar informações. É preciso tirar as ideias da cabeça e colocar no papel. E é neste momento que entra o plano de negócios.

À primeira vista, o plano de negócios pode parecer burocrático. Um arquivo pesado, de aparência mais antiga, com muita coisa a se preencher. Quando eu o conheci, confesso que não foi amor à primeira vista, muito pelo contrário. Mas depois de preenche-lo várias vezes, confesso que acabei gostando muito dele. Brincadeiras à parte, o plano de negócios é capaz de materializar nossas ideias e mostrar um panorama geral do negócio que se deseja abrir. E é por isso que ele é tão importante. Para se preencher um plano de negócios é preciso levantar diversas informações:

Informações sobre o seu Produto ou Serviço:

  • Para quem é? Onde será comercializado? Quem serão seus fornecedores e concorrentes? Quais são suas forças, fraquezas e ameaças?

Plano de Marketing:

  • Estratégia do Produto, Venda, Promoção, Distribuição, Precificação e Comunicação.

Processo operacional:

  • Informações sobre produção, atendimento, estoques.

Análise Financeira:

  • Qual será o seu investimento fixo, custos e faturamento?
  • Qual será o investimento em mão de obra, estoques?
  • Simulação de financiamentos, indicação de tributos e sazonalidade.

Depois de preencher o plano de negócios, você poderá saber se está no caminho certo. Que tal fazer um teste?

Clique aqui e faça o download do Plano de Negócios

Sucesso e até breve!

Clube Sebrae
Adriana Schiavon
Adriana Schiavon Seguir

Consultora - Sebrae/PR

Ler matéria completa
Indicados para você