Produtividade desvendada: 10 passos para melhorar a eficiência da sua equipe
[ editar artigo]

Produtividade desvendada: 10 passos para melhorar a eficiência da sua equipe

O sucesso de um negócio depende fortemente da boa produtividade da equipe que o compõe. São os colaboradores, nas suas mais diferentes funções, que fazem o contato mais direto com o cliente e se tornam a imagem da empresa.

No entanto, nem sempre essa equipe encontra-se alinhada com os objetivos do gestor e o crescimento da empresa fica aquém do desejado.

Nesse momento, é hora de olhar com carinho e objetividade para os recursos humanos e materiais existentes e buscar alternativas para aprimorar o desempenho de cada um, dentro daquele ambiente, incluindo do próprio chefe.

10 passos para aumentar a produtividade da sua equipe

Se a sua equipe está precisando de motivação e você não sabe bem por onde começar, vamos listar aqui 10 dicas excelentes para colocar em prática o quanto antes e melhorar os resultados dos negócios.

1 - Invista em treinamentos

Treinamentos são muito valiosos. Não importa se são presenciais ou EAD. Investir no conhecimento da sua equipe é prepará-la para desenvolver suas habilidades e até para descobrir novas potencialidades.

Não é só o colaborador que ganha mais qualificação. A empresa também é favorecida uma vez que abriga em seu quadro de profissionais pessoas atualizadas, cientes do seu papel e do comportamento ideal dentro da empresa.

2 - Estabeleça metas e objetivos claros

Não deixe a equipe solta, sem saber ao certo o que deve fazer no ambiente de trabalho. Trace metas claras e tenha objetivos definidos. Muitas vezes, seu funcionário até quer fazer tudo certo, mas não sabe bem como agir.

A produtividade diária tem muito a ver com a meta estabelecida porque cria um senso de expectativa e desejo de alcançar aquilo que foi traçado. Mas, também vale lembrar que as metas devem ser razoáveis, dentro das possibilidades da equipe.

Caso sejam criados objetivos inalcançáveis, a motivação não surgirá. Pelo contrário, você terá que lidar com profissionais sobrecarregados, desestimulados e pouco produtivos.

3 - Supervisione as atividades

O próprio gestor pode supervisionar o que a equipe está fazendo e até auxiliá-la em alguma atividade corriqueira. Não há problema algum nisso e ainda aproxima o chefe de todos, humanizando a relação.

Outra sugestão, que deve ser mais constante, é criar equipes de supervisão levando em conta a experiência do colaborador com o intuito de ajudar aqueles mais inexperientes, que ainda estão se ajustando à empresa.

Desde que a supervisão esteja alinhada as valores do negócio será mais fácil e econômico repassar informações para os colegas desta forma, além de observar comportamentos e oferecer feedbacks.

4 - Selecione o colaborador certo

Nem todo profissional está em sintonia com os objetivos da organização. Isto é um fato inegável. Um colaborador que tem um ótimo desempenho em um negócio não significa que atuará da mesma forma em outra empresa.

Por isso, é fundamental fazer uma seleção aprimorada de quem vai fazer parte da sua equipe. Tentar perceber se aquela pessoa realmente terá como contribuir de forma positiva para o crescimento do seu negócio.

Não é possível prever o futuro, mas tomar esse cuidado já reduz as chances de fazer uma contratação equivocada. O funcionário deve vestir a camisa da empresa, entender a função que exerce e fazer a sua parte com excelência.

5 - Defina os papéis de cada um

O colaborador deve saber por que a função dele é importante dentro daquele local e o que cabe a ele produzir todos os dias. Por isso, o planejamento de metas é muito importante, assim como a definição de tarefas.

Quando determinada função fica solta, ninguém quer tomar para si a responsabilidade e o resultado é uma tarefa não feita. Não deixe que isso aconteça. Uma dica é fazer também uma rotação de funções.

É uma maneira de cada profissional saber um pouco da função do outro. Desta forma, diante de uma necessidade, a empresa continuará caminhando sem depender integralmente de uma só pessoa para executar uma tarefa específica.

6 - Analise os resultados

Tudo que for implementado dentro da sua empresa precisa ser acompanhado. Só desta forma é possível diagnosticar o que está dando certo e o que precisa ser reajustado, o que está fluindo e o que não fez efeito.

Para isso, além do planejamento de metas, estipule prazos. Observe todo o percurso e, com o prazo finalizado, observe o desempenho do que houve e faça os ajustes necessários.

7 - Dê os feedbacks necessários e seja um bom ouvinte também

Não hesite em conversar com a sua equipe sempre que necessário fazendo, inclusive, elogios e reconhecendo o bom trabalho executado. E se for preciso, dê o feedback negativo também. Estimule também a comunicação entre a equipe. É fundamental que haja interação entre todos.

Saiba ouvir o que cada um tem a dizer. Esteja aberto a discussões, estimule as novas ideias e propostas e analise-as com cuidado. Você pode encontrar muitos talentos ainda não explorados ou ideias inovadoras. A comunicação jamais pode faltar dentro da empresa.

8 - Organize reuniões realmente produtivas

O número de reuniões deve ser reduzido e as que permanecerem precisam ser produtivas. Encontros longos são cansativos e, na maioria das vezes, desnecessários. Acabam desestimulando o seu funcionário.

As reuniões são importantes sim, porém, quando em excesso consomem um tempo precioso de cada um. Prefira repassar informações de outras maneiras, através de meios digitais ou usando o velho e bom quadro de avisos.

9 - Invista na qualidade de vida e no ambiente de trabalho da sua equipe

Ofertar boas condições de trabalho é fundamental para que cada colaborador desenvolva o seu papel com competência e eficiência. Como exigir um ambiente limpo quando falta água e sabão, por exemplo? Oferecer boas condições de trabalho é primordial.

Além disso, invista em um ambiente confortável, amigável, acessível a todos e que faça com que cada colaborador se sinta acolhido, valorizado e mais disposto a cumprir as metas planejadas.

10 - Seja um bom líder

Como já falamos no começo desse artigo, o bom desempenho da sua equipe depende também do seu trabalho enquanto líder, enquanto gestor. Não se preocupe apenas com métricas, com números. Dados positivos surgem mais facilmente quando o colaborador está motivado.

Portanto, faça também a sua parte. Esteja aberto à comunicação, encontre maneiras de incentivar a todos e promover aqueles que se destacam, reconheça potencialidades e caminhe junto com todos, rumo ao sucesso.

Para facilitar seu compartilhamento dessas dicas, nós preparamos também o infográfico abaixo com um resumo de tudo o que você encontra neste post. Para baixar é só clicar nele! ;)

Lidar com pessoas não é fácil. Em uma equipe de trabalho temos indivíduos diferentes, cada um com a sua personalidade e agradar a todos se torna uma tarefa um pouco complicada.

Por isso, tenha cautela na hora de tomar toda e qualquer decisão. Apele sempre para o senso de justiça e estimule uma competição saudável dentro da sua empresa. Colaboradores satisfeitos e felizes se tornam mais produtivos sim. E todos só têm a ganhar com isso.

Para compartilhar suas experiências e mais conhecimento em empreendedorismo, participe ativamente aqui do Clube Sebrae, a maior rede de empreendedores do Brasil.

Clube Sebrae
Cleane Braga de Sousa
Cleane Braga de Sousa Seguir

Publicitária e Redatora Web. Certificações na área de Comunicação, Marketing e Produção de Conteúdo para a web.

Continue lendo
Indicados para você