[ editar artigo]

Qual o impacto do ano de eleições para os novos negócios?

Qual o impacto do ano de eleições para os novos negócios?

Em um artigo do final de 2017, predissemos que 2018 seria o ano das incertezas. E assim está sendo. Pudera, uma crise que se arrasta há mais de quatro anos, vários escândalos de corrupção que levaram vários políticos à prisão, incluindo um ex-presidente da República.

Soma-se a isso o fato de esse ser um ano de eleições, em que serão eleitos novos governadores, senadores, deputados estaduais e federais e presidente do país. Pronto, o cenário do circo dos horrores está formado e o comércio de produtos e serviços é um dos setores da economia mais afetados.

E, não é preciso ser especialista para antever o que um ano de eleições traz para os negócios, principalmente os novos. Confira, abaixo, o que impactará, no que é preciso manter cautela, as melhores estratégias e qual comportamento adotar.

Qual o impacto do ano de eleições para os novos negócios?

Qualquer ano de eleições gera impactos, mas a crise financeira e os escândalos na política, tornam o cenário eleitoral muito turvo. Isso porque, teremos muitos candidatos em um contexto no qual o atual governo não tem grandes chances de indicar um nome forte.

Tudo isso prejudica os novos negócios que precisam de investimentos para alcançarem resultados positivos progressivos, como a construção civil, a fabricação de máquinas e equipamentos e o setor da saúde. Tal condição ainda atrapalha a retomada dos empregos. Com isso, o comércio e o setor de serviços estão fadados a ter um resultado consideravelmente menor do que o que foi projetado.

É preciso ter cautela

Assim, é preciso ter alguns cuidados essenciais, como ser prudente, se fazer necessário no setor de atuação e aguardar a demanda para, a partir daí, compor um novo plano de ação.

É necessário mudar de comportamento?

Antes de tudo, é fundamental observar o que o seu consumidor pede e o que ele precisa. Por isso, em tempos de incerteza, realizar pesquisas com seus clientes é essencial.

No entanto, um comportamento que pode gerar excelentes resultados é prestar atenção e ampliar as atividades em que sua empresa já obteve sucesso. É claro que nos novos negócios — que ainda não têm parâmetros para medir esse êxito — a saída é observar as empresas do mesmo nicho que estão se saindo melhor.

Observe as oportunidades de melhorias implantando novas práticas e tecnologias, além de oferecer produtos e serviços diferenciados. Tudo isso poderá ajudar a alavancar as vendas.

Uma dessas práticas é implementar múltiplos canais de vendas. Isso porque, os meios digitais puseram os consumidores no centro das decisões dos negócios e esse cliente está cada vez mais exigente.

E a maior novidade é que ele não quer somente comprar seu produto, ele deseja interagir com a sua marca. Por quê? O consumidor sente a necessidade de dizer a você o que mais ele gostaria que você oferecesse a ele. Quer dar dicas para o seu negócio, elogiar ou criticar os seus produtos e a maneira como foi atendido. Ele ainda deseja compartilhar o que comprou em suas redes sociais — e isso ajudará imensamente os seus negócios, em qualquer momento vivido pelo país.

Além disso, o cliente quer ter à sua disposição um canal permanente de atendimento para poder fazer reclamações ou tirar dúvidas sempre que quiser. Se você proporcionar tudo isso, ele terá mais segurança e tranquilidade para confiar em você, pois sentirá transparência nessa negociação.

Quais estratégias devem ser elaboradas?

Algumas táticas se mostram bastante úteis para os micro e pequenos empresários, e, também, para os microempreendedores individuais (MEI). Analise cada uma delas atentamente e veja quais podem funcionar mais para a sua empresa.

Para usar as estratégias a seguir, aconselhamos que você as aplique fazendo perguntas a si mesmo. Confira!

1 – Como eu devo contratar?

Os novos colaboradores devem ter características que farão diferença no seu negócio ou que sejam imprescindíveis nas atividades da sua empresa. Aproveite das “liberdades” da nova lei trabalhista e contrate apenas pessoas que melhorem o desempenho da sua empresa — ainda que isso signifique salários maiores.

2 – Como devo agir frente aos custos?

Bom, você deve manter atenção máxima aos custos. Assim, se no meio do caminho for necessária alguma reversão, você deverá agir para manter ou melhorar o desempenho da sua empresa ou da instituição que você gerencia.

3 – Como deve ser meu estoque?

Esta é uma dúvida muito frequente, que requer a mesmíssima atenção e decisão tomada com relação aos custos. Por isso, manter um estoque elevado pode deixar a sua empresa com o fluxo de caixa empacado nas fases em que a demanda for menor.

4 – Como posso controlar o meu caixa?

Essa pergunta gera uma resposta de crucial importância: nada é mais capaz de levar uma empresa mais rapidamente à falência do que a falta de dinheiro para arcar com todos os compromissos financeiros — aqueles popularmente conhecidos como “sagrados”.

Assim, em tempos de incertezas políticas e econômicas, convém manter um volume extra de fundos para estar preparado para todas as situações que vêm com essas épocas turbulentas.

5 – Como posso evitar fazer dívidas?

Em ambiente incerto não há horizonte para arcar dívidas. Dessa forma, evite acumular débitos, só faça dívidas se for absolutamente necessário e jamais esqueça de observar os juros que podem vir com esses compromissos assumidos. Para isso, acompanhe seu caixa bem de perto e saiba exatamente para onde está indo o dinheiro da sua empresa. Ou seja, aonde e como ele está sendo empregado.

Embora os tempos sejam muito difíceis (crise econômica, política e eleições batendo à porta), é importante manter o foco e não se desesperar. Siga nossas dicas, fique atento às mudanças do mercado e adapte seu comportamento e sua atuação.

Tenha em mente que é quando tudo muda, que mais se aprende com os novos desafios que aparecem. É da natureza humana se adaptar frente às mudanças, essa característica pode ser aproveitada também nas empresas, para buscar as soluções necessárias.

Por fim, é fundamental manter-se confiante e positivo, pois a motivação é fundamental para os negócios darem certo. 

Clube Sebrae é um espaço colaborativo com o que há de melhor em conhecimento de empreendedorismo. Um ambiente para que empreendedores como você possam trocar informações e compartilhar experiências. Falando nisso, que tal comentar aqui no post com a sua opinião sobre esse tema? É na discussão que surgem as melhores ideias e conclusões! ;)

Clube Sebrae
Renata Fraia
Renata Fraia Seguir

Jornalista, Farmacêutica e Escritora. Como Redatora (Produtora de Conteúdo / Editora com SEO), é certificada em Inbound Marketing pela Hubspot, RockContent e Contentools. Experiência: Blog Posts e Social Posts, especialmente saúde em geral, medicina,

Ler matéria completa
Indicados para você