[ editar artigo]

Seis erros fatais que sua startup não deve cometer

Seis erros fatais que sua startup não deve cometer

A vontade de ter maior independência para trabalhar tem feito com que muitas pessoas deixem de ser empregados de terceiros para buscar ter o próprio comércio. Os novos empreendedores apostam em diferentes táticas e modelos de negócio para alçar um lugar no tão disputado mercado.

Uma dessas alternativas de empreendedorismo são as chamadas 'startups'. Esse termo se refere a empresas no início de suas atividades, que busca o lucro, mas que passa pelos perigos das incertezas que o ramo traz.

Ser um novo empreendedor não é algo simples, traz diversos perigos e qualquer erro cometido aproxima a empresa de um breve encerramento. Aproximadamente 25% das startups brasileiras acabam ainda no primeiro ano. Se você quer evitar que isso aconteça com os eu negócio, confira esses seis erros fatais e o que fazer para evitá-los na sua startup!

Trabalhar sozinho

Ainda que trabalhar sozinho passe a ideia de liberdade e independência que todo empreendedor adoraria ter, esse é um pensamento bastante equivocado e pode ser prejudicial para sua startup. Nenhuma empresa conseguiu sucesso com apenas uma pessoa trabalhando.

O novo empreendedor pode pensar que apenas ele conseguirá colocar suas ideias em prática, mas essa é a principal receita para ter dores de cabeça com o negócio. Buscar ajuda de pessoas que já tem experiência na área e contar com a mão de obra de outros que abracem a sua ideia é uma forma de engrandecer o trabalho e torná-lo muito mais viável.

Objetivos fora da realidade

Quem entra para o ramo do empreendedorismo, geralmente, chega com grandes ideias, metas e traça objetivos que parecem sempre possíveis. No entanto, muitas pessoas começam a se decepcionar quando se dão conta de que as ideias não são fáceis de serem colocadas em prática. Por isso, um dos principais erros de quem monta uma startup é querer traçar objetivos que vão além do real.

Ser criativo e sonhar alto é sempre importante, mas manter os pés no chão e enxergar os fatos é fundamental para o negócio. A alternativa para não cair nesse erro é criar metas curtas, mas possíveis de serem cumpridas. Aos poucos elas poderão ser ampliadas e fazer a empresa alçar voos maiores.

Não ouvir sugestões e conselhos

Empreendedores, muitas vezes, podem ser pessoas tão determinadas que se tornam teimosas. A ideia está tão forte na cabeça que, ouvir críticas - mesmo construtivas - ou sugestões, acabam por irritar e não ajudar. Essa atitude deve ser abolida da sua startup se o seu objetivo é alcançar o sucesso.

Assim como ninguém consegue desenvolver um grande trabalho sozinho, rejeitar outros pontos de vista é também prejudicial para o andamento dos negócios. Claro que é preciso ter suas próprias convicções, mas é fundamental ouvir quando um cliente dá uma sugestão de melhoria ou quando especialistas acreditam que determinada escolha não será a melhor.

Esses conselhos ajudam a estabelecer um caminho de trabalho menos danoso e aumenta as possibilidades de sucesso.

Planejamento equivocado ou a falta dele

Uma das partes mais "chatas" e complicadas de ser empreendedor é ter que cuidar do planejamento. Idealizar cada detalhe, pensar nos custos, projetar os lucros... Justamente por ser um processo complexo, muitos optam por dar menos importância ao planejamento e não o fazem de forma bem feita ou, até mesmo, sequer planejam o negócio.

Algumas ideias podem fluir sem serem planejadas, mas uma empresa startup dificilmente se tornará realidade se você, empreendedor, não souber planejá-la direito. Comece pensando em qual problema você deseja resolver com sua empresa e para quais pessoas esse problema precisa ser resolvido. A partir disso, desenvolva o plano de negócios e dê continuidade ao planejamento.

Ainda que as coisas não saiam exatamente como o planejado, ter essa base é fundamental para a tomada de decisões, situação pela qual todo empreendedor passa.

Não cuidar do financeiro

O conceito de startup envolve a formação de uma empresa em meio às incertezas do ramo. E qual incerteza pode ser maior do que investir uma quantia sem saber se terá retorno? Pois bem. Qualquer comércio precisa de investimentos iniciais para acontecer e isso não é diferente aqui.

O peso maior é não saber cuidar das finanças. Gastar além do esperado (não seguir o planejamento) é uma das principais causas para o fim das startups de forma precoce.

Os gastos devem ser apenas os necessários para que a empresa sobreviva e comece a encontrar seus lucros. A partir disso, os cuidados com o dinheiro devem ser ainda maiores. Não é porque está entrando grandes valores que se deve gastar muito. Todo cuidado é pouco para não passar por situações que levem ao fim do negócio.

Cuidando bem da parte financeira, as chances de a sua startup ser bem sucedida são enormes.

Ter medo de competir

Como foi citado anteriormente, o mercado é um local muito competitivo. São muitas pessoas, muitas ideias e muitas empresas surgindo a cada dia oferecendo os mais variados produtos e serviços. Ser inovador é uma tarefa complicadíssima, mas é necessária para quem busca o sucesso. Porém, o erro que leva muitos empreendedores a darem fim aos seus negócios é o medo de encarar a concorrência.

Agindo de forma medrosa na idealização da empresa, dificilmente você chegará a algum lugar com o seu empreendimento. Isso impede que o planejamento saia da forma correta, que as ideias sejam transformadas em ações e que os investimentos aconteçam.

Afaste o medo do seu comércio e veja como os trabalhos fluirão de forma muito mais natural. E se a concorrência vier, use isso como estimulo para melhorar e fidelizar o seu público. Tenha em mente que, se o seu negócio fizer sucesso, outros tentarão replicar os seus trabalhos e isso fará com que surja uma concorrência.

Renove-se, inove-se e mostre porque a sua startup merece ser a melhor naquilo que faz.

Abrir uma startup e ser um empreendedor de sucesso exige muito esforço, trabalho e dedicação. Evitando esses seis erros você estará mais próximo de ter um negócio de sucesso, afastando qualquer possibilidade de entrar para as estatísticas das novas empresas que fecham ainda no seu primeiro ano.

Conheça mais sobre startups lendo artigos sobre o tema no Clube Sebrae. Você encontrará opiniões e experiências de pessoas que entendem tudo sobre o assunto!

Clube Sebrae
Heider do Nascimento Mota
Heider do Nascimento Mota Seguir

Jornalista em formação, redator desde 2015. Um jovem em constante aprendizado que usa as palavras para passar suas mensagens.

Ler matéria completa
Indicados para você