[ editar artigo]

Sua empresa é uma Scale Up?

Sua empresa é uma Scale Up?

Um novo grupo de empresas tem recebido atenção especial no mundo pelo seu alto potencial de crescimento sustentável, chamadas de Scale Ups,  também conhecidas como Empresas de Alto Potencial ou  High Growth Firms. Mas porque denominá-las assim? Primeiramente são empresas que nos últimos 3 anos cresceram numa proporção mínima de 20% a.a em faturamento ou em número de empregados, mesmo em tempos de crises. Além disto, são empresas com perfil de escalabilidade e comandadas por empreendedores que tem um firme propósito de crescer, faturando, lucrando, empregando e retendo mais, e tudo isto, com uma proposta inovadora no seu modelo de negócio, produto, serviço.

Mas há algo importante que merece a atenção para estas empresas: são capazes de promover o desenvolvimento de uma região, pois já passaram por várias adversidades, testaram seus modelos, reagiram bravamente às instabilidades e adversidade econômicas e políticas do país. São experientes o suficiente para apostarem num crescimento rápido, atraindo investimentos, talentos, qualificando e retendo estes profissionais e ganhando mercado de forma exponencial. No Brasil, há cerca de 30 mil Scale Ups que criam 50% dos novos empregos, segundo dados do IBGE/2016.

Fácil fazer isto? Nem um pouco. Hoje todos procuram encontrar a ideia mágica que valerá US$1 milhão, em pouco tempo. Eu também torço para isto. Mas segundo Daniel Isenberg, da Babson College e fundador da Babson Entrepreneurship Ecosystem Project (BEEP), apostar todas as fichas na procura desta startup, é risco demasiadamente grande.

Para ele, as empresas Scale Ups são as que efetivamente geram valor e sustentam a economia local, podem estar em todos os setores e contribuem para a riqueza da região, já empregam e recolhem impostos, já testaram seu produto, então o risco em apostar nelas é muito menor do que numa startup.

Importante destacar, que estas empresas não crescem e vencem as adversidades sozinhas. Isenberg afirma que estas empresas precisam do apoio do ecossistema local e regional:

ECOSSISTEMA

Vários países como a Dinamarca, Rússia, Estados Unidos entre outros promovem programas para identificação e desenvolvimento destas empresas. O caso de maior destaque está no interior da Colômbia, na cidade de Manizales que em 2013 em processo de encolhimento empresarial contava com 81 empresas em funcionamento e perdendo de forma acelerada o interesse de investidores e a capacidade de retenção de seus jovens estudantes e profissionais.

A partir de uma definição estratégica de atração, retenção e desenvolvimento econômico, iniciou-se o projeto Manizales Mas - www.manizalesmas.org e elevou em 2016 para 588 empreendimentos que geraram 1393 novos postos de trabalho.

O SEBRAE/PR reconhecendo a importância destas empresas no desenvolvimento e crescimento econômico sustentável, estabeleceu no seu planejamento estratégico uma linha de atuação estratégica voltada às empresas de Alto Potencial. Identificou mais de 300 empresas com este perfil e selecionou 85 empresas em todo o Estado do Paraná para um trabalho de crescimento em 3 anos. Com um programa desenvolvido sob medida para cada empresa, a média de crescimento delas em 2016 foi de 36%, diante de uma forte crise econômica, onde o PIB foi de -3,5%. Cresceram em seus mercados e mantém fortemente a visão de inovação e desenvolvimento.

 

Clube Sebrae
Walderes Bello
Walderes Bello Seguir

Consultora - Sebrae/PR

Ler matéria completa
Indicados para você