[ editar artigo]

Superficialidade ou profundidade? O Desafio das atitudes e estratégias organizacionais

Superficialidade ou profundidade? O Desafio das atitudes e estratégias organizacionais

Atualmente minha filha tem um ano e seis meses e como toda fase de seu desenvolvimento infantil, tem as emoções e aprendizados que nos envolvem, certo dia, no conforto da minha casa, me dei conta que o tempo presente com minha filha é um tanto escasso, pois a vejo apenas a noite ou finais de semana, isso sem contar as ausências das inúmeras vezes em que estou viajando.

 

“Tempo uma questão de prioridade”

 

Veio então o sentimento de não estar priorizando aquele momento, pois estava somente de corpo presente, com o pensamento nas tarefas do trabalho, super empolgado na minha atuação como profissional, respondendo mensagens no smartphone, enfim, fazendo várias coisas ao mesmo tempo e “pensando que estava curtindo a minha família”.

Se identificou com esta história? Pois é, isso é muito comum, não é mesmo? Seja nas relações familiares ou empresariais, o tema da superficialidade das relações tem reflexo de como nós estamos se comportamos perante a elas, e que nos deixa muitas vezes no final da semana, do mês ou ainda do ano, que fizemos tantas coisas, mas não fizemos absolutamente nada. Sonhos e desejos que passam e com o sentimento de não ter conquistado nossos objetivos.

Na era em que entramos na transformação digital, o fato é que isso só tende a piorar, com o acesso a informação, internet das coisas, essa explosão de conteúdo será cada vez maior. Mas, a boa notícia para reverter este sentimento de superficialismo, é que depende só de você, de suas atitudes comportamentais. Não queira a mudança, seja a mudança.

 

“Suas atitudes comportamentais te libertará do superficialismo”

 

Então, não caia na armadilha de ser o super-herói, tentando salvar a tudo e a todos, antes de querer abraçar o mundo, abrace você mesmo, dê prioridade, tenha foco e seja mais profundo nas suas decisões, seja nas relações pessoais ou profissionais. Se está com sua filha, esteja com ela de corpo e mente, se está trabalhando, foque nas tarefas e multitarefas pode te trazer superficialismo. Então, não se engane, quem faz mais, nem sempre faz melhor. A decisão está com você.

Pense nisso!

Clube Sebrae
Willian Braga Tomaz
Willian Braga Tomaz Seguir

Administrador, Especialista em Gestão de Pequenos Negócio FIA/SP e Gestão Empreendedora de Negócios, Gestor atuante com a estratégia de Empreendedorismo na região Oeste do SEBRAE/PR.

Ler matéria completa
Indicados para você