Tendências Emergentes Aplicadas aos Negócios
[editar artigo]

Tendências Emergentes Aplicadas aos Negócios

“Nossos avós viveram uma época de mudanças, nós estamos vivendo uma mudança de época” Frei Betto

O empreendedorismo sofreu um boom nos últimos anos, a palavra startup se popularizou, a Revolução Digital que se iniciou com a popularização da internet, e as revoluções pós digitais que caracterizam o momento presente e os anos subsequentes tendem a modificar radicalmente não só nossa relação com as tecnologias, como também com trabalho, a diminuição do consumismo, a internet sendo utilizada para descentralizar poder de empresas, governos e instituições, o movimento crescente de pessoas produzindo seus próprios bens ou comprando de pequenos produtores, a colaboração, o compartilhamento e o crescimento da indústria criativa são alguns novos paradigmas que tem sustentado a nova economia. O mundo definitavamente está em transição.

Que tal então desvendar estes novos valores e sistemas emergentes em sintonia? É exatamente sobre estes novos paradigmas e tendências aplicadas ao s negócios que tratará o Seminário Os Desafios do Crescimento. Há uma emergência de novos paradigmas, que, nos próximos 20 anos, serão as novas forças que direcionarão o mercado e a sociedade e constituirão a base para a construção de um novo cenário do qual as empresas e instituições não poderão escapar: uma verdadeira mudança radical na construção de um novo futuro.

1) Compartilhamento e Confiança

O primeiro deles é o Trust & Sharing ou “Compartilhamento e Confiança”, que mostra a capacidade de entender que os territórios virtual e real não são opostos e sim complementares e potencializadores um do outro. Isso significa que na rede é o compartilhamento que dará força para a marca e, por consequência, gerará confiança no consumidor. As pessoas estão buscando cada vez mais inovação e se tornando especialistas. Só que é impossível uma empresa conseguir seu espaço se não juntar forças em um processo de compartilhamento. É preciso convocar o consumidor, pedir ajuda a ele, trabalhar em co-criação. Como manifestação desste paradigma podemos falar da tendência Unfiltered World, que fala desta convergência entre os canais on-line e off-line, o digital e o tangível, no comércio e serviços, nos pagamentos e na distribuição de bens de consumo, reconhecendo que a presença física é essecial para proporcionar experiências únicas e envolventes.

2) Único e Universal

O segundo paradigma é o Unique & Universal ou “Único e Universal”, conceito que mistura o local com o global, em que ambos funcionam em sintonia e não em contraposição como se pensava anteriormente. O erro, segundo o é ter imaginado que a globalização e a abertura de fronteiras faria do mundo um lugar homogêneo, com consumidores pensando da mesma forma e comprando as mesmas coisas, sem consciência. Nesse cenário, o destaque foi exatamente para marcas que conseguiram manter características locais com visões globais. Como manifestação deste mundo que anseia por identidade, emerge a tendência DIVERSITY PERFORMANCE, um comportamento de inclusão, da diversidade de gêneros, raças, propostas, ampliando uma nova consciência de produtos e serviços voltados para esta o novo coletivo.

3) Rápido e Profundo

O terceiro paradigma Quick & Deep ou “Rápido e Profundo” explica o desejo do consumidor por unir imediatismo, rapidez, velocidade sem perder a profundidade das experiências. Ainda que pareça paradoxal, haverá uma evolução para um comportamento que demanda marcas espertas que integram-se à vida das pessoas com um senso de urgência e que acrescentem recursos e criem atalhos que acelerem as entregas e a presença. O fast fashion, as companias aéres low cost e todos aqueles negócios que só trabalham na dimensão da rapidez terão que unir a quallidade da experiências para sobreviver.

4) Sustentabilidade

O quarto e último paradigma é a nova “Sustentabilidade” ou Crucial & Sustainable, que nasceu como tendência, mas encontrou globalmente discurso engajado por parte das marcas. A diferença, no entanto, está exatamente nos canais que os grupos encontram para falar com seus públicos. O consumidor não quer mais ouvir mensagem de emergência ‘o planeta está acabando’. Hoje a criatividade entra como grande aliado para atender o crescimento da preocupação com o tecido social, a melhora da sustentabilidade, principalmente nos centros urbanos. Há uma constante demanda dos consumidores por uma troca de valor que não seja unilateral. É o que mostra a tendências das Bright Metropolis, ou cidades inteigentes.

O Seminário Desafios do Crescimento, será uma viagem 360 graus no mundo das tendências e valores emergentes da sociedade e como tudo isso impacta os negócios do futuro. De tecnologia passando à gastronomia, moda, varejo, comunicação mobilidade e tantas outras áreas. O que podemos aprender de distintos setores, marcas e empreendedores e aplicar à nossa realidade. Inovação hoje é uma questão de sobrevivência!

Sabina Deweik
Sabina Deweik Seguir

Empresária - TD Think Forward

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar
Indicados para você