[ editar artigo]

Transformação digital: o que é e qual seu impacto nos negócios?

Transformação digital: o que é e qual seu impacto nos negócios?

Quando a tecnologia digital surgiu no mundo dos negócios ela foi vista como atividade secundária. Depois de um tempo, pareceu que ela seria incorporada ao trabalho dos gestores de comunicação e marketing. Aí veio o impacto nas finanças, nas vendas, no consumo. Quando o mercado se deu por conta, havia uma nova revolução em curso: a transformação digital.

Você já deve ter ouvido falar sobre esse termo, não é mesmo? Pois é. Não importa qual o segmento do seu negócio. É preciso ter atenção com o significado dessas duas palavras e o seu impacto na sociedade e no mercado.

Muitos empreendedores ainda pensam ser um supérfluo investir em tecnologia. Há quem imagine que é apenas um esforço de TI, ou ainda que signifique apenas melhorar o processo de vendas ou de atendimento ao cliente. No entanto, transformação digital é muito mais do que isso. É uma necessidade para qualquer empresa que queira manter os bons resultados em um futuro próximo.

Como consultor do Sebrae, em contato com empreendedores o tempo todo, sei da importância de temas como esse no cotidiano de quem está à frente de um negócio. Por isso, preparei este post para compartilhar com você um pouco mais sobre este assunto tão determinante para seus negócios.

O que é transformação digital?

Conhecida por ser o estágio posterior à digitalização dos negócios, a transformação digital é o processo que envolve a utilização da tecnologia pelas empresas para aumentar seu desempenho e conquistar resultados melhores. Mais do que a mera inserção da tecnologia nos processos, é uma mudança estrutural que confere à tecnologia um papel essencial.

Aquilo que você conhece, no entanto, como transformação digital, motivada por um investimento em marketing digital ou mesmo na manutenção de um bom site, não é a real transformação digital. Essa mudança que eu estou falando é quando a tecnologia deixa de estar presente apenas na superfície, e passa a figurar como papel estratégico central da organização.

Isso que você conhece como transformação digital, na verdade, é o que se chama digitalização, que é abrangente e se refere às mudanças reais que a tecnologia provoca em organizações. Conceitos como big data, internet das coisas e inteligência artificial fazem parte desta estágio de aquisição da tecnologia.

Perceba que investir em digitalização não significa encher a empresa de Tecnologia da Informação pura e simplesmente. Pelo contrário, envolve uma visão mais ampla da tecnologia e do impacto que ela pode provocar no negócio. O processo de transformação digital passa por esse estágio anterior, que precisa ser compreendido.

Como implantar a transformação digital na sua empresa?

Um dos erros mais comuns quando falamos sobre esse assunto é imaginar que o processo é caro e está restrito apenas às grandes organizações que tem mais dinheiro. Acontece que esta metamorfose que estamos falando não se resume apenas a investimento financeiro. Ela demora e consome dinheiro, mas não são apenas as empresas ricas que podem fazê-la.

A transformação digital é acessível a todos aqueles que compreendem o seu processo de implementação e trabalham de forma colaborativa. Mais do que tecnologia, ou operações, a transformação é um desafio de gestão. Mesmo porque a origem da transformação está na sociedade, e não nas empresas.

O exercício é simples de ser feito. Pense na presença da tecnologia na sua vida diária. A todo momento ela está presente, deixando tudo mais rápido, com fácil acesso a um volume gigantesco de informações antes impensado. Isso tudo nos deixa acostumados com um vida mais fácil, automatizada e com muito mais comodidade. O resultado? Pessoas exigentes e distraídas. Mudança de comportamento que impacta em tudo, inclusive no consumo.

Qual o papel das empresas então? Investir na adaptação a esse novo contexto, com novas necessidades do consumidor, problemas a resolver e expectativas a atender.

Experiência de usuário

Esse novo comportamento do consumidor coloca a decisão de consumo toda na mão dele. Ou seja, garantir uma experiência de compra que satisfaça as expectativas desse cliente se torna um trabalho fundamental para conquistar e fidelizar compradores. Diante disso, existem várias ações possíveis dentro de um processo de transformação digital.

Atendimento personalizado baseado na segmentação de público possível no marketing digital, monitorar as redes sociais para compreender como os usuários entendem a empresa e oferecer promoções únicas e customizadas para fidelizar clientes são apenas algumas das alternativas.

No final do dia, isso tudo significa simplificar a vida do cliente, resolver seus problemas e retirar eventuais dificuldades que ele possa ter para comprar. Mantenha tudo à mão para o cliente, ofereça um suporte especializado, acessível e conveniente, e a transformação digital já estará em processo no seu negócio.

Processos internos

Transformação digital não é um processo que impacta apenas da porta para fora, na oferta de produtos e serviços, no investimento em promoção e no relacionamento com os clientes e leads. Ela pode — e deve — impactar também na melhoria de processos operacionais internos.

É verdade, essa mudança não é tão visível quanto à que acontece no ambiente externo da empresa, em especial no acesso e contato com clientes. No entanto, os resultados internos da transformação digital costumam ser incríveis. Mesmo porque, não há nada mais prazeroso que ter a sensação de ter realizado um trabalho da maneira mais eficiente e produtiva possível.

Alguns pontos para atentar nesse contexto. O começo do processo interno de metamorfose é a comunicação. É fundamental que ela seja fácil, fluida e rápida. Quanto mais isso acontecer, melhores serão os processos. Outra ação possível é a integração entre os setores para aumentar a colaboração entre as diversas áreas.

Para a direção cabe manter uma transparência organizacional, com explicação dos motivos que levam à tomada de decisões, sempre feitas com base em dados e métricas. Passadas essas duas etapas, vem a terceira e última fase da transformação digital.

Modelos de negócio

Depois de transformar a experiência do cliente e os processo internos, o último passo que a revolução digital pode provocar na sua empresa é a mudança no modelo de negócio. Mesmo porque, se as relações entre as pessoas, o consumo e a comunicação mudaram, não faz sentido que a forma como as empresas fazem negócios continue a mesma.

Os principais meios por onde isso se torna possível são a ampliação da funcionalidade de produtos e serviços por meio de recursos digitais, assim como a transição do meio físico para o meio exclusivo digital.

Produtos que são digitais desde sua concepção, como os oferecidos pelas startups, além de serviços compartilhados, como o Uber, são, naturalmente, exemplos da transformação digital completa e absoluta. Em outros termos, negócios que tem a tecnologia no seu DNA e que não existiriam se a tecnologia digital não existisse.

Tudo isso pode parecer muito complexo, mas a realidade é que a transformação digital é um caminho sem volta, acessível a qualquer empresa que esteja aberta a buscar novos horizontes para o futuro.

Não importa qual o seu modelo de negócio, fique ligado nas informações relacionadas a isso e busque conteúdo sobre o impacto do tema no segmento de atuação da sua empresa. Ah, claro, e depois não deixe de vir aqui no Clube contar a sua experiência!

Clube Sebrae
Emerson Cechin
Emerson Cechin Seguir

Coordenador Programa Empresas de Alto Potencial, Consultor do SEBRAE.

Ler matéria completa
Indicados para você