[ editar artigo]

Utilize melhor o CTA e obtenha resultados incríveis

Utilize melhor o CTA e obtenha resultados incríveis

CTA é uma sigla muito usada no mundo do marketing digital e é um dos principais elementos de uma estratégia bem construída e eficiente. Com inúmeros benefícios, essas três letrinhas podem fazer a diferença no seu negócio.

Mas você sabe o que é o CTA? Sabe como usá-lo? Não? Então acompanhe o post de hoje para aprender tudo sobre o Call To Action. Vamos lá?

O que é CTA

CTA é a sigla utilizada para Call To Action. Em tradução livre, chamada para ação - e é justamente essa a função de uma CTA: fazer com que o usuário realize uma ação.

Ele pode ser de qualquer formato, desde um simples texto, como: “Deixe um comentário!”, a elementos visuais como imagens e vídeos. Independentemente do modelo, o CTA tem um único objetivo que é levar o visitante ou leitor de uma página a realizar determinada ação.

Essa ação pode ser deixar um comentário, compartilhar nas redes sociais, baixar um e-book ou, até mesmo, realizar uma compra. Tudo depende da meta e do público em questão. Qualquer que seja a ação, todo CTA deve ser bem trabalhado e elaborado, caso contrário os resultados não aparecem. Pensando nisso trouxemos abaixo um passo a passo para a escolha de uma chamada eficiente. Acompanhe!

Como escolher um Call to Action?

Um CTA tem sempre um propósito. Seja ele aumentar o engajamento do público com um “Compartilhe nas suas redes sociais!”, seja aumentar a taxa de conversão com um link para uma landing page ou o download de um material de e-book. E, para que esse objetivo seja atingido é necessário que alguns fatores sejam levados em consideração no momento da elaboração. O passo a passo abaixo exemplifica o que deve ser pensado.

  • Considere a persona

O primeiro passo a ser dado na elaboração de um Call To Action é a identificação do público-alvo. Se o CTA estará num blog, por exemplo, é preciso identificar quem serão os leitores daquele post e, assim, elaborar uma chamada para aqueles indivíduos específicos.

Com um público-alvo segmentado e definido fica muito mais fácil elaborar CTAs que chamem a atenção e, assim, o leve, realmente, a realizar a ação desejada.

  • Tenha em mente o estágio no funil de vendas

O próximo passo é identificar o estágio da persona no funil de vendas. Não seria adequado, por exemplo, um CTA com chamada para a compra em um post destinado a usuários que ainda estão no topo do funil, ou seja, sequer conhecem a empresa.

Essa ação seria muito mais relevante para alguém que já conhece o negócio, já sabe da qualidade dos produtos/serviços e está pronto para realizar uma compra. Para aqueles visitantes do topo do funil, o mais adequado seria um CTA com chamada para o download de um material, conseguindo assim, a conversão dele em leads - aquelas pessoas que ficam interessadas em seu produto, ou seja, potenciais clientes.

  • Escolha o formato do CTA

Com a persona e seu estágio no funil em mente, a próxima etapa é escolher o formato de Call to Action que melhor se encaixa nessas duas características.

Um CTA pode ter inúmeros modelos. Textos, links, imagens, vídeos, sidebars, popups, banners, todos podem ser usados para transmitir a mensagem. Porém, é necessário selecionar aquele que melhor se aplica àpersona e ao seu estágio no funil.

Por exemplo, se o público de um post fosse de adolescentes que estão no topo do funil, qual formato de CTA seria mais eficiente: um banner ou um simples texto? Logicamente um banner chamaria muito mais atenção e levaria esse público a realizar a ação.

Por isso, é importante analisar muito bem qual formato de CTA melhor se enquadra ao público em questão. Pois com a forma certa, os resultados são garantidos.

  • Defina o objetivo do CTA

O último passo para a escolha do Call To Action é definir qual será o seu objetivo. Afinal, se é uma chamada para ação, é preciso definir antes qual atitude será essa.

No ambiente online existem diversas ações que podem ser tomadas. Abaixo listamos algumas possibilidades:

Inscrições em uma newsletter: Uma ótima maneira de nutrir leads e mantê-los informados é a newsletter, além de ser também uma ótima forma de conversão. Por isso, uma chamada do tipo: “Assine a nossa newsletter e se mantenha bem informado!” é uma opção muito interessante.

Gerar tráfego: O SEO on page é uma das melhores formas de otimização de conteúdo para os motores de busca. Sendo uma de suas principais técnicas a utilização de links internos, que redirecionam o usuário a um outro post ou área do site, gerando tráfego.

Direcionar a uma landing page: Uma excelente maneira de realizar conversões e de passar o usuário para o próximo estágio no funil de vendas é direcioná-lo a uma landing page. Lá, um simple visitante pode baixar um e-book de seu interesse em troca de seu nome e email, deixando assim de ser só um visitante e se tornando um lead.

Compartilhamento nas redes sociais: As redes sociais são uma das melhores formas de gerar engajamento e alcançar mais pessoas. Por isso, um CTA com chamada para compartilhamento no Facebook, por exemplo, é uma ótima pedida.

Onde usar o Call To Action?

Com um CTA escolhido, tudo que resta é publicá-lo e colher seus resultados, mas onde isso pode ser feito?

  • Na Home Page do site: a página principal do site é um ótimo lugar para direcionar o público a tomar determinada ação, pois, geralmente, os visitantes dessas páginas já chegam lá conhecendo o negócio.

  • Redes sociais: o potencial das redes sociais é enorme, por isso o uso de CTAs é recomendado, principalmente, para gerar engajamento com o público e mais tráfego para sites e blogs.

  • Páginas do site: assim como na Home, as outras páginas também podem receber CTAs. Banners com: “Assine a nossa newsletter” são muito usados.

  • Posts no blog: com os blog é possível segmentar os CTAs para o público que vai ler aquele conteúdo. Por isso, também devem ser utilizados.

  • E-mail marketing: os CTAs podem impulsionar os resultados de uma estratégia de e-mail marketing, além de possibilitar a mensuração do nível de interesse dos clientes e leads. Por isso, podem e devem ser inseridos como meio de publicação.

Além destes canais de inserção, diversos outros podem ser usados. Vídeos, anúncios, ofertas e materiais mais específicos como PDFs são alguns deles.

Agora você já sabe como montar aquele CTA arrasador para os seus conteúdos. Ainda tem alguma dúvida ou tem experiência pra compartilhar? Deixe um comentário!

Ler matéria completa
Indicados para você