{{ warning.message }} Ver detalhes
Post
Link
Pergunta
Vale a pena investir no Youtube?
[editar artigo]

Vale a pena investir no Youtube?

Vale a pena investir no Youtube como estratégia de marketing digital para seu negócio?

Uma das principais mudanças que a internet provocou foi ter colocado os canais de comunicação e mídia nas mãos das pessoas. Um dos principais exemplos disso é o Youtube, plataforma de vídeos online que recebe quase 100% dos usuários que buscam por vídeos online.

Essa informação está presente na pesquisa Video Viewers 2017, realizada em uma parceria do próprio Google com o Instituto Provokers. Esse dado, no entanto, não é o que mais chama atenção.

De acordo com a pesquisa, 86% dos entrevistados assiste a vídeos na internet, com um aumento de 30% nas horas médias gastas no site, em relação à 2014. Em contrapartida a isso o número de horas gastas na TV se manteve estático. Tanto é verdade que 83% das pessoas disse buscar no Youtube os conteúdos que não estão disponíveis na TV.

Ser ou não ser youtuber? Eis a questão

Diante dessa enxurrada de números, aposto que você já se deparou com essa dúvida: será que faz sentido para o meu negócio usar o Youtube para fazer marketing digital? De bate pronto respondo a você que sim, é impossível ignorar a força e a audiência do Youtube para a estratégia digital do seu negócio.

Fazer marketing digital sem produzir conteúdo para o Youtube significa desprezar um potencial de alcance fantástico, da plataforma que já é o segundo buscador mais usado na web — perde apenas para o próprio Google.

Nós sabemos disso, tanto é que produzimos no ano passado um webinar sobre o tema com dois especialistas no assunto, a Virginia Crema, CEO da Coletive, empresa especializada na gestão de canais no Youtube, e o consultor Erlon Labatut, fundador do canal Franqueador.com.

Que esse é um bom investimento, nós já sabemos. A ideia da conversa com eles foi também obter algumas dicas práticas que podem te ajudar no dia-a-dia deste trabalho com os vídeos online.

A íntegra do webinar está no final do post, mas para facilitar sua vida eu reuni aqui abaixo os principais aprendizados compartilhados por eles.

Ter sucesso é diferente de ter uma audiência massiva

Quando as empresas pensam em investir no Youtube, existe a ilusão que é preciso ter uma audiência massiva para ter sucesso. Isso não é verdade, e a história do Erlon é uma prova disso.

Como ele mesmo conta, o negócio dele é de nicho, para empresas que desejam se tornarem franqueadoras e que tem o desejo de expansão por este modelo. Ou seja, o canal já nasce com um público restrito e específico. Isso quer dizer que provavelmente o canal dele nunca será gigante e com milhares de inscritos, mas mesmo assim vai cumprir o papel a que se propõe.

Ser pessoal ajuda a construir identidade

Para um canal de Youtube ter sucesso é fundamental que exista a construção de uma identidade forte. Isso ajuda a construir uma audiência e favorece a identificação que as pessoas vão ter com aquele mídia. Mas aí, aposto que você fica em dúvida se coloca o seu nome ou a sua marca.

É evidente que o ideal é que você procure entender qual deles faz mais sentido para o se público-alvo, mas de cara podemos dizer usar seu nome e ser pessoal tende a gerar mais resultado. Veja o caso do Erlon, que ele contou no webinar.

Quando o canal chamava-se Franqueador.com as pessoas que entravam em contato estavam bem mais distantes. Foi só mudar para Erlon Labatut no título do canal que essa realidade mudou, e se construiu uma proximidade muito maior entre ele e os espectadores.

Responda as dúvidas mais comuns dos seus clientes

Um dos melhores conselhos de negócios que eu já ouvi diz o seguinte: "É melhor fazer o que as pessoas querem, ao invés de fazer as pessoas quererem coisas". Ou seja, a melhor fonte de temas para seus vídeos é justamente o seu público-alvo, seus clientes, as pessoas que já se interessam pelo que você tem a dizer.

Foi assim que o Erlon começou o seu canal e este é um exemplo que vale para qualquer um começar no Youtube. Segundo ele um dia um conhecido dono de uma franquia enviou a ele uma série de dúvidas, e por conta da praticidade ele acabou gravando um vídeo com as respostas.

Assim que terminou ele pensou que diversos outros clientes já haviam entrado em contato com dúvidas semelhantes. O insight foi, então, será que outras pessoas não se interessariam por este tema? Disso para o canal foi um pulo.

Comece enxuto e com um foco específico

Câmeras super avançadas, softwares de edição profissionais e iluminação de cinema. Nada disso é necessário para você colocar seu canal do Youtube no ar. Boa vontade, uma câmera de celular e conteúdo de qualidade bastam para você começar. É o que, no universo empreendedor, costuma ser caracterizado como um início enxuto, ou seja, com custos fixos reduzidos.

Partindo desse princípio, outra dica muito valiosa que a Virginia trouxe foi a necessidade de um foco em uma tema específico ou uma área de expertise. Não é possível falar sobre variedades no canal, com um tema diferente para cada vídeo. É preciso ter um nicho para trabalhar.

Isso vai ajudar, não só na definição dos temas para os vídeos, mas também na compreensão do público-alvo, frequência de publicação dos conteúdos, etc. Vale um destaque, inclusive, sobre este último ponto. Mesmo que muitas questões técnicas do Youtube mudem com o tempo, a importância da recorrência do canal se mantém intacta.

Quer dizer que, independentemente do tema e do nicho que você vai trabalhar, é fundamental que você publique no mínimo um vídeo por semana, no mesmo dia e horário. Dessa forma o algoritmo do Youtube vai compreender que seu canal é relevante, sério, e que você não está só brincando.

Quando surgirem as dificuldades, persista

A jornada do Erlon e a relação que ele teve com a Coletive, inclusive, diz muito sobre um cenário bastante comum no dia-a-dia de quem resolve ter um canal no Youtube. De uma forma geral é fácil começar: basta ter um pequeno roteiro e um celular com uma boa câmera. No entanto, isso não significa que o sucesso do canal vem na mesma velocidade.

A realidade é que o retorno gerado a partir desse investimento virá no médio e longo prazos. Isso porque existem uma série de detalhes técnicos que fazem muita diferença para os potenciais resultados.

Tanto que não é difícil encontrar pessoas que viveram a mesma experiência que o Erlon antes da ajuda da Coletive: o vídeo é publicado e pouquíssimas pessoas assistem. Em resumo, é possível começar sozinho e até ter algum resultado, mas nada substitui a ajuda profissional de uma empresa especializada na plataforma.

Atenção com os detalhes técnicos

O Youtube é uma plataforma simples de se utilizar e que permite que qualquer pessoa construa um canal de vídeos. No entanto, para obter sucesso é preciso atentar para alguns detalhes técnicos na hora da publicação dos conteúdos. São pequenas mudanças que podem fazer uma grande diferença.

Em primeiro lugar, é claro, é importante garantir que seu conteúdo tenha imagem e áudio de qualidade. Isso se resolve com um microfone específico e uma câmera de qualidade — que pode, sim, ser do seu celular.

Em seguida, na hora de postar, a dica da Virginia é ter cuidado na hora de escolher a miniatura do vídeo. Afinal de contas, na hora que o usuário buscar por um conteúdo é a imagem de miniatura que vai chamar a atenção dele para assistir seu material.

Pedir para as pessoas curtirem, comentarem, compartilharem, e se inscreverem no canal também é essencial. São estas interações que vão ajudar a aumentar a relevância do vídeo perante o algoritmo do Youtube. E claro, quanto mais relevante for o vídeo maior será o potencial de audiência dele.

Depois disso vem a otimização do título do vídeo, descrição e tags. São estes elementos textuais do vídeo que vão ajudar o Youtube a entender o conteúdo da sua publicação, mesmo porque ele tem um algoritmo de busca de palavras, assim como o Google.

Ou seja, quanto mais estes elementos tiverem apelo de busca, mais fácil de o seu conteúdo ser encontrado. É claro, sempre lembrando que eles precisam ter relação direta com o conteúdo do vídeo.

Este assunto é muito amplo, em especial pois se trata de uma estratégia de marketing digital que cresce diariamente, e que em pouco tempo fará parte do dia-a-dia de muitas empresas. Aqui neste artigo você encontra algumas das dicas que foram comentadas no webinar que promovemos com o Erlon Labatut e a Virgina Crema, mas se você tiver interesse em saber ainda mais sobre o tema a íntegra do webinar está aqui abaixo.

Youtube como estratégia digital para seu negócio

Além disso, há ainda no Clube outros conteúdos muito bons sobre estratégias para o Youtube e o investimento na plataforma como ação de marketing digital para sua empresa. Entre os artigos que eu destaco, temos alguns do Rafael Cardoso que merecem sua visita: o primeiro sobre a criação de conteúdo e outro com bons motivos para criar um canal para seu negócio.

Continue navegando no Clube, consumo ainda mais conteúdo sobre o assunto, e quanto resolver criar o seu canal não deixe de voltar aqui para compartilhar com a gente os sucessos e aprendizados da sua jornada. Até a próxima!

Matheus Ferraz

Matheus Ferraz

Escritor e consultor de SEO @Upwell

Fique informado sobre as novidades da comunidade
Cadastre-se aqui
Gostou desse artigo? Escreva o seu também!
Nova publicação

Artigos relacionados

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar