[ editar artigo]

Case Flying Tiger: inspiração para você divertir seus clientes, construir uma marca forte e vender mais

Case Flying Tiger: inspiração para você divertir seus clientes, construir uma marca forte e vender mais

Quando foi a última vez que você visitou uma empresa e ficou tão impressionado com a experiência a ponto de ter vontade de falar sobre ela para todo mundo e de levar um pouco do que viu e viveu lá para a sua própria organização, para o seu dia a dia de trabalho?

Eu conheci a Flying Tiger em uma visita a Copenhague em 2014. Em um sábado gelado e cinza de outono na capital da Dinamarca, a variedade de produtos criativos expostos na vitrine chamou minha atenção.

Entrei na loja despretensiosamente, com o único objetivo de entender do que se tratava, mas poucos minutos depois já estava absolutamente imersa na experiência que a loja proporciona. Acabei saindo de lá com várias coisas legais, sem a sensação de ter gastado demais e com vontade de voltar em breve.

Desde então, sempre que uma Tiger aparece em meu caminho eu entro nela - mesmo que não precise comprar nada!

Isso porque eu sei que vou ver produtos legais, descobrir necessidades que nem sabia que tinha, aprender um pouco mais sobre a arte de encantar clientes e acabar comprando algo que vai deixar meu dia a dia mais divertido.

Por tudo isso, assim que começamos a pensar no projeto Sebrae Trends sugeri que a primeira pauta fosse sobre essa rede dinamarquesa que nasceu em 1995 e hoje tem mais de 700 endereços espalhados por 30 países.

Afinal, contar a história de uma empresa que tem suas lojas sempre cheias justamente por usar uma das grandes tendências da atualidade a seu favor é uma ótima forma de começar a falar sobre como criar ações práticas a partir dos grandes movimentos globais. Não é mesmo?

Quer entender um pouco mais sobre o fascínio que a Tiger exerce sobre milhares de consumidores de diferentes nacionalidades, idades e culturas?

Assista ao vídeo que gravamos na loja da rede que fica em Ferrara, na Itália.  Nele, você vai:

- Ver como a Tiger "obriga" seus clientes a percorrerem a loja toda antes de chegarem ao caixa

- Descobrir o que torna a experiência de compra tão incrível

- Aprender lições que você pode aplicar facilmente em seu negócio

- Compreender, de fato, como a Tiger utiliza a macrotendência da experiência única para vender mais.

Depois do vídeo, a gente conversa sobre o que fica disso tudo para você!

A macrotendência da experiência única e a diversão sem limites

Nada do que você viu no vídeo é feito ao acaso!

Em entrevista exclusiva ao Clube do Empreendedor Sebrae, Ana Combalia, gerente de marketing da operação da Tiger Itália contou que a empresa acredita que relações e experiências fazem as pessoas felizes. "E felicidade é o que queremos proporcionar aos nossos clientes", afirmou.

Por isso mesmo, cada detalhe da experiência de compra do consumidor Tiger é pensado cuidadosamente. É um reflexo perfeito da definição da macrotendência da experiência única, que foi descrita no Caderno de Tendências* da seguinte forma: "As pessoas buscam cada vez mais experiências que tragam oportunidades memoráveis, conexões emocionais únicas voltadas e adaptáveis a cada um dos consumidores."

Na Tiger, isso fica evidente até mesmo nos produtos que, como explica Ana, são pensados para serem divertidos, inovadores e úteis, além de serem sempre coloridos, trazerem um toque de bom humor e serem surpreendentemente baratos.

Questionada sobre como a empresa se adapta a diferentes culturas, Ana revela que essa não é uma preocupação... "Nós temos um conceito global: somos uma empresa divertida, relevante e útil. E isso basta para que seja possível replicar nosso modelo de negócio em diferentes lugares."

Em outras palavras, a Tiger acredita tanto no que faz e está tão alinhada às tendências de consumo que consegue atuar em mercados distintos e ainda assim ter sempre um fluxo constante nas lojas e fila nos caixas.

Para pensar

Apesar de macrotendências representarem movimentos globais, elas se refletem diretamente em toda e qualquer realidade. Cabe a você fazer uma leitura do seu entorno, identificar os sinais desses grandes movimentos e agir para ser o que os seus clientes querem e precisam que você seja HOJE e no futuro.

Sabe aquela frase "pense globalmente, aja localmente"? É isso que você precisa ter em mente quando pensar em análises de tendências, mas sem nunca esquecer que o que importa mesmo é o que você faz na prática para ser hoje melhor do que ontem e amanhã melhor do que hoje.

Levando em consideração das lições da Tiger, reflita:

O que você fez hoje para promover uma experiência única ao seu cliente? E o que fará amanhã?

OBS: Não conhece o Caderno de Tendências? É uma excelente fonte de inspiração para quem quer se manter atualizado no mercado. Saiba mais e faça o download.

 

Clube Sebrae
Natasha Schiebel
Natasha Schiebel Seguir

Jornalista, diretora de Conteúdo na London, agência de marketing de conteúdo, e caçadora de tendências baseada em Bologna (Itália).

Ler matéria completa
Indicados para você